Vítimas de enchentes recebem ajuda de emergência no Benin

Agência de refugiados da ONU fornecerá tendas e outros itens de ajuda humanitária para milhares de desabrigados. Benin foi o país mais duramente atingido pelas recentes enchentes, que no total afetaram mais de 1.8 milhão de pessoas da África Central e Ocidental, deixando quase 400 mortos.

Mulheres aguardam para encher baldes e outros recipientes com água potável em Cotonou, Benin.Chegou nesta quinta-feira (28), na cidade de Cotonou, o primeiro voo de emergência das Nações Unidas no Benin, carregando itens essenciais para o abrigo das vítimas das enchentes no Benin, país da região ocidental da África.

As 1.500 tendas enviadas pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) fazem parte de uma resposta da ONU às inundações que afetaram mais de 700 mil pessoas na região. O Benin foi o país mais duramente atingido pelas recentes enchentes, que no total afetaram mais de 1.8 milhão de pessoas da África Central e Ocidental, deixando quase 400 mortos.

Autoridades do país, juntamente com a organização não-governamental Cáritas Benin, estão coordenando a distribuição das recém-chegados tendas, bem como outros itens de ajuda humanitária à população afetada. Um segundo voo transportando outras 1.500 tendas está previsto para chegar hoje.

Operações do ACNUR em Benin são regulares e visam proporcionar proteção e assistência a 7.300 refugiados, em grande parte oriundos do Togo. O acampamento ao sul do país africano.

A agência também foi chamada para ajudar com as necessidades emergenciais por abrigo de alguns dos desabrigados, principalmente no sul do país, onde funciona um dos acampamentos do ACNUR. Já ocorreu o fornecimento de barracas, cobertores e mosquiteiros, entre outros itens. “Os primeiros a receber tendas serão aqueles que ficaram sem casa e sem alternativas de acomodação”, declarou a representante do ACNUR em Benin, Angela Dikongué-Atangana.