Pillay: Violência no Oriente Médio e Norte da África é “alarmante”

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, condenou nesta sexta-feira (18/02) a violência usada pelas forças de segurança contra manifestantes em países do Oriente Médio e do Norte da África, considerando ser “alarmante” a violação dos direitos humanos contra os participantes de manifestações pacíficas.

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, condenou nesta sexta-feira (18/02) a violência usada pelas forças de segurança contra manifestantes em países do Oriente Médio e do Norte da África, considerando ser “alarmante” a violação dos direitos humanos contra os participantes de manifestações pacíficas.

Pillay expressou profundo pesar pelas mortes ocorridas na Argélia, Barein, Irã, Líbia, Iêmen e Iraque nas últimas semanas, e disse estar especialmente preocupada com os ataques das forças de segurança a determinados profissionais como jornalistas, advogados, defensores dos direitos humanos e até mesmo, no caso de Barein, médicos e equipes que atendem os manifestantes feridos.

Além das mortes dos manifestantes, Pillay também citou relatos de prisões e detenções arbitrárias, seguidas por tortura, desaparecimentos, proibição de manifestações e condenou a supressão da liberdade de expressão – como a proibição, o fechamento e a imposição de restrições aos meios de comunicação e ao acesso à Internet.