VÍDEO: Em Portugal, estudante síria recebe uma segunda chance

Seis anos após a guerra civil ter eclodido na Síria, jovens foram forçados a completar a sua formação universitária em outro lugar. Estudantes como Alaa buscou a Plataforma Global para estudantes sírios, um grupo sem fins lucrativos com sede em Portugal, com o objetivo de terminar seus estudos em arquitetura.

Seis anos após a guerra civil ter eclodido na Síria, jovens foram forçados a completar a sua formação universitária em outro lugar. Estudantes como Alaa buscou a Plataforma Global para estudantes sírios, um grupo sem fins lucrativos com sede em Portugal, com o objetivo de terminar seus estudos em arquitetura.

Ao mesmo tempo, a Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) está pedindo que os países europeus recebam 200 mil requerentes de asilo em zonas de conflito em todo o mundo. O continente é responsável por receber apenas cerca de 10% do total de refugiados e migrantes fugindo dos conflitos. Confira nesta matéria especial; acompanhe em www.acnur.org.br e https://nacoesunidas.org/tema/refugiados