Venezuela: UNICEF busca US$70 milhões para dar assistência humanitária a 900 mil crianças

O UNICEF solicitou mais de US$ 70 milhões para fornecer assistência humanitária vital para 900 mil crianças em toda a Venezuela até o final do ano. Foto: UNICEF

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) solicitou mais de 70 milhões de dólares para fornecer assistência humanitária vital a 900 mil crianças em toda a Venezuela até o final do ano. Novos financiamentos nas próximas semanas são essenciais para que o UNICEF e seus parceiros atendam às necessidades humanitárias essenciais de crianças e famílias dentro do país.

“Cerca de 3,2 milhões de crianças na Venezuela precisam de ajuda humanitária, pois as condições em todo o país continuam a se deteriorar”, disse a diretora executiva do UNICEF, Henrietta Fore. “Estamos aumentando nosso trabalho para ajudar crianças e famílias que estão lutando contra a escassez de alimentos e o acesso limitado a serviços essenciais como saúde, água potável e educação”.

Pelo menos 4,3 milhões de pessoas em toda a Venezuela não têm acesso a água potável segura; doenças que podem ser evitadas por meio de vacinas, incluindo o sarampo e a difteria, ressurgiram, enquanto a febre amarela e a malária estão em ascensão. Estima-se que 1,3 milhão de crianças e adolescentes precisem de serviços de proteção, enquanto mais de 1 milhão estão fora da escola.

Em linha com o Plano de Resposta Humanitária 2019 para a Venezuela, lançado pelas Nações Unidas e seus parceiros, as prioridades do UNICEF para o restante do ano incluem: fornecer a 800 mil pessoas acesso a água potável segura; continuar a reabilitar a rede de resfriamento das vacinas; vacinar mais de 1,2 milhão de crianças menores de 5 anos contra o sarampo; garantir tratamento para 7 mil crianças menores de 5 anos que sofrem de desnutrição grave ou moderada; distribuir material educacional para 680 mil crianças entre 4 e 18 anos; alcançar 216 mil crianças com apoio psicossocial e de proteção; e fornecer assistência médica para mais de 170 mil mulheres grávidas e recém-nascidos.

Esses esforços baseiam-se no já existente alcance programático do UNICEF, que aumentou de forma constante ao longo do ano passado para atender às crescentes necessidades das crianças mais vulneráveis. Desde 2018, o UNICEF enviou cerca de 200 toneladas de suprimentos básicos de saúde, nutrição, educação, água e saneamento para a Venezuela.

Até agora, neste ano, o UNICEF e seus parceiros ajudaram mais de 180 mil pessoas a ter acesso a água potável, forneceram a mais de 60 mil crianças acesso a materiais didáticos e distribuíram suplementos de micronutrientes para 76 mil crianças menores de 5 anos, além de para grávidas e mulheres que amamentam.

Como um dos principais atores humanitários na Venezuela, o UNICEF está trabalhando com organizações da sociedade civil, empresas privadas e autoridades locais para fornecer assistência humanitária às crianças que necessitam de assistência por meio de seus escritórios em todo o país.