Venezuela: 2,8 milhões terão acesso melhorado a água potável com apoio do UNICEF

Mais de 2,8 milhões de pessoas, incluindo crianças, adolescentes e famílias venezuelanas, receberão acesso melhorado a água potável como resultado de um acordo de colaboração assinado nesta semana entre o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o governo da Venezuela.

Como parte do acordo com o Ministério do Poder Popular para a Gestão da Água, o UNICEF vai trabalhar na expansão do abastecimento de água por meio do fortalecimento e reparação de redes de abastecimento, tanques e outras fontes alternativas, bem como o fortalecimento de redes prioritárias de saneamento. Também fornecerá assistência técnica e cooperação no monitoramento da qualidade da água, entre outros.

O trabalho conjunto dará prioridade aos estados mais vulneráveis e poderá ser estendido a outros territórios posteriormente, dependendo das necessidades. Foto: UNICEF

O trabalho conjunto dará prioridade aos estados mais vulneráveis e poderá ser estendido a outros territórios posteriormente, dependendo das necessidades. Foto: UNICEF

Mais de 2,8 milhões de pessoas, incluindo crianças, adolescentes e famílias venezuelanas, receberão acesso melhorado a água potável como resultado de um acordo de colaboração assinado nesta semana entre o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o governo da Venezuela.

Como parte do acordo com o Ministério do Poder Popular para a Gestão da Água, o UNICEF vai trabalhar na expansão do abastecimento de água por meio do fortalecimento e reparação de redes de abastecimento, tanques e outras fontes alternativas, bem como o fortalecimento de redes prioritárias de saneamento. Também fornecerá assistência técnica e cooperação no monitoramento da qualidade da água, entre outros.

“A água é um elemento fundamental para a vida, a higiene e a dignidade das famílias. Este acordo vai ajudar crianças e adolescentes na Venezuela a ter acesso a água potável e segura, que é um bem básico para a sobrevivência e o desenvolvimento”, disse María Perceval, diretora regional do UNICEF para a América Latina e o Caribe.

“As intervenções de reabilitação de infraestruturas envolvem uma mudança imediata na vida das famílias e um compromisso com a sustentabilidade do bem-estar a longo prazo”, acrescentou.

O trabalho do UNICEF vai permitir a reabilitação de fontes de águas subterrâneas e superficiais; a reparação das redes de distribuição e gasodutos; a distribuição de água em lugares estratégicos, como hospitais; a reabilitação de estações de bombeamento; e a cloração da água dos caminhões-tanque, entre outras.

Além disso, o UNICEF vai apoiar o monitoramento e o controle da qualidade da água e realizar campanhas de informação e formação sobre práticas-chave de higiene e para a ingestão adequada de água, em conjunto com as autoridades nacionais e locais.

“O acesso à água potável é essencial para prevenir doenças em crianças e reduzir a mortalidade infantil em todo o mundo, incluindo a Venezuela”, disse o representante interino do UNICEF na Venezuela, Hervé de Lys. “Estamos determinados a fazer mais e mais esforços para garantir a saúde das crianças até na última casa da comunidade mais remota da Venezuela”, acrescentou.

O trabalho conjunto dará prioridade aos estados mais vulneráveis e poderá ser estendido a outros territórios posteriormente, dependendo das necessidades. Nesses locais, a reabilitação de 60 sistemas e a expansão de redes e o apoio para a reparação e melhoria de sistemas de saneamento priorizados beneficiarão diretamente mais de 2,8 milhões de pessoas.

O acordo alcançado com o Ministério do Poder Popular para a Gestão da Água faz parte do plano de cooperação que o UNICEF vem desenvolvendo na Venezuela nos últimos anos. Em 2018, o plano foi ampliado para atender às necessidades emergentes de crianças, adolescentes e mulheres em face da deterioração das condições de vida no país.

O UNICEF estima que 3,2 milhões de crianças precisem de assistência humanitária na Venezuela. Em todo o mundo, o UNICEF trabalha sempre para todas as crianças, sob os princípios de independência e neutralidade política, com todos os governos e comunidades.

Desde 2018, o UNICEF mobilizou quase 200 toneladas de suprimentos básicos de saúde, nutrição, educação, água e saneamento para a Venezuela. Até agora, neste ano, colaborou com aliados em todo o país para fornecer acesso a água potável para mais de 153 mil pessoas e serviços de água, saneamento e higiene para outras 18.300 pessoas em centros de saúde, escolas e outros espaços de aprendizagem e espaços amigos da criança.

Também forneceu suplementos de micronutrientes para mais de 76 mil crianças com menos de 5 anos, mulheres grávidas e lactantes, e tratamento ambulatorial para desnutrição aguda para outras 3.800 crianças; quase 6,7 milhões de doses da vacina contra difteria, 176 mil doses da vacina contra sarampo, caxumba e rubéola; materiais recreativos beneficiando quase 60 mil crianças; e apoio psicossocial a quase 10 mil crianças e jovens.

As necessidades de financiamento do UNICEF aumentaram devido aos planos de contribuir para melhorar os serviços de água e saneamento, bem como para aumentar o seu programa de cooperação na Venezuela em apoio a crianças, adolescentes e suas famílias.


Comente

comentários