Como trabalhar na ONU?

As vagas disponíveis para trabalhar nos diversos escritórios da ONU são anunciadas diariamente através da Internet.

Devido à própria essência da missão das Nações Unidas, podem se candidatar para trabalhar na Organização especialistas de diversas áreas como medicina, direito, jornalismo, relações internacionais ou comunicação, somente para citar uns poucos exemplos. Porém, dois denominadores são comuns a todos os cargos nas Nações Unidas: o domínio de algum dos idiomas oficiais da ONU – inglês, francês, espanhol, chinês, árabe ou russo – e, na maioria dos casos, possuir um diploma universitário.

O processo é simples: basta acessar a página dedicada às possibilidades de carreira no Secretariado da Organização. Lá, o interessado encontra os cargos disponíveis organizados por áreas específicas, assim como informações sobre a vaga, o local de trabalho, exigências específicas do posto, salários e benefícios. Encontram-se também, nesta mesma página, listados os cargos disponíveis para trabalhar nas Forças de Paz das Nações Unidas.

Cada Agência, Fundo ou Programa especializado da ONU (como UNICEF, UNESCO, PNUD, FAO, etc.) tem seu próprio sistema de seleção de pessoal. Todos os links são disponíveis na página da International Civil Service Commission. Os interessados em trabalhar nas agências, programas ou fundos que formam o Sistema das Nações Unidas devem acessar as páginas específicas de cada um deles.

Você também pode acompanhar as oportunidades pelo twitter do UN jobs, site não-oficial e não vinculado à ONU, mas que organiza boa parte das vagas do Sistema da ONU.

O Sistema ONU no Brasil é grande: em www.onu.org.br/onu-no-brasil você encontrará links para os sites de todas as agências, programas, fundos, etc. que operam no Brasil, a maioria com base em Brasília. Quando há vagas abertas, são anunciadas nesses sites. No site oficial da ONU Brasil, todas as vagas disponíveis podem ser acessadas em www.onu.org.br/vagas

Os candidatos que acreditarem possuírem as qualificações para determinado posto, devem preencher online o formulário de inscrição, seguindo os passos indicados nos sites. Desta forma, as informações do candidato serão disponibilizadas automaticamente no departamento de recrutamento da ONU que avaliará o candidato.

Em nenhum momento do processo de seleção será solicitado qualquer tipo de pagamento.

Quem trabalha nas Nações Unidas?

Economistas, tradutores, jornalistas, estatísticos, secretários, produtores de televisão, peritos em computadores, médicos e carpinteiros – estas são apenas algumas dentre a grande variedade de pessoas que, com diferentes especialidades e antecedentes, trabalham como funcionários das Nações Unidas.

Como são selecionados os funcionários?

Segundo a Carta das Nações Unidas, “a consideração principal que prevalecerá na escolha do pessoal e na determinação das condições de serviço será a da necessidade de assegurar o mais alto grau de eficiência, competência e integridade”, acrescentando que deverá ser também levada em conta a “importância da escolha ser feita dentro do mais amplo critério geográfico possível”.

Para assegurar essa diversidade, as Nações Unidas contratam pessoas qualificadas provenientes do maior número possível de países realizando o recrutamento de seu pessoal em todo o mundo. Concursos também são realizados para contratar profissionais em início de carreira.


Categorias de funcionários

A força de trabalho das Nações Unidas é composta por diferentes categorias de funcionários. Dentro de cada categoria, existem diferentes níveis, que refletem o aumento dos níveis de responsabilidades e exigências. Estas são as diferentes categorias de funcionários das Nações Unidas:

Categorias profissionais e superiores (P e D): Os funcionários da categoria P (Professional) e da categoria D (Director) são normalmente recrutados internacionalmente e devem servir de locais de trabalho diferentes ao longo da sua carreira com a Organização.

Serviços Gerais e de categorias relacionadas (G, T / C, S, PIA, LT): Funcionários do Serviço Geral e categorias relacionadas são geralmente contratados localmente na área em que a vaga que está localizada. Normalmente eles não precisam se deslocar entre diferentes postos.

Profissionais Nacionais (N): Estes profissionais são normalmente recrutados localmente e executam funções de nível profissional. As qualificações são as mesmas que para a categoria profissional e exigem, no mínimo, um diploma universitário.

Serviço de Campo (FS): Funcionários desta categoria  são normalmente recrutados internacionalmente para servir em missões de campo. Espera-se que o funcionário possua alta mobilidade e que trabalhe em diferentes locais durante a sua carreira.

Cargos sêniores (SG, DSG, USG e ASG): Como é de praxe em outras instituições internacionais, chega-se a posições mais altas através de nomeação dos órgãos legislativos da Organização ou do Chefe Administrativo. Este é caso, por exemplo, do Secretário-Geral – o cargo máximo da ONU –, que é nomeado pela Assembleia Geral após recomendação do Conselho de Segurança.

Nas Nações Unidas é possível mudar de categoria por mérito e qualificação. Há, no entanto, restrições à circulação entre as diferentes categorias.

Saiba mais sobre as diferentes categorias clicando aqui.

Remuneração

As Nações Unidas oferecem um pacote de remuneração com salário e benefícios competitivos. O nível de remuneração do pessoal das categorias profissional e superior que são recrutados internacionalmente é definido usando como referência os melhores salários dos diferentes serviços públicos nacionais. Os funcionários das categorias recrutadas localmente são remunerados de acordo com as melhores condições existentes no local de serviço.

Mais detalhes sobre salários e benefícios encontram-se disponíveis aqui (categorias P e D) ou aqui (todas as categorias).