Uruguai será sede da primeira reunião da Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento da ONU

Alicia Bárcena, Secretária-Executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), e Luis Almagro, Ministro das Relações Exteriores do Uruguai, assinaram convênio esta semana. Evento tem apoio do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

Alicia Bárcena, Secretária-Executiva da CEPAL, ao lado do Presidente do Uruguai, José 'Pepe' Mujica. Foto: CEPAL

Alicia Bárcena, Secretária-Executiva da CEPAL, ao lado do Presidente do Uruguai, José ‘Pepe’ Mujica. Foto: CEPAL

A Secretária-Executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, e o Ministro das Relações Exteriores da República Oriental do Uruguai, Luis Almagro, assinaram em Montevidéu um convênio que estabelece que esse país será sede da primeira reunião da Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento da América Latina e do Caribe, que se realizará entre 12 e 15 de agosto de 2013, com o apoio do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).

No convênio assinado se especificam os compromissos assumidos por ambas as partes para que esse encontro internacional se desenvolva com sucesso. Seu tema principal será o Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento além de 2014, e seus resultados servirão de insumo para o 47º Período de Sessões da Comissão de População e Desenvolvimento das Nações Unidas e o 69º Período de Sessões da Assembleia Geral da Organização.

Durante a última reunião do Comitê Especial da CEPAL sobre População e Desenvolvimento, realizada em Quito, Equador, de 4 a 6 de julho de 2012, os países da região decidiram que esse órgão subsidiário da Comissão passará a denominar-se Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento da América Latina e do Caribe. Esta decisão foi ratificada posteriormente pela resolução N° 670(XXXIV) do Trigésimo quarto Período de Sessões da CEPAL, realizado em San Salvador, El Salvador, de 27 a 31 de agosto de 2012.

A Conferência Regional, que se reunirá a cada dois anos, assumirá todas as funções do Comitê Especial e dará seguimento a seus mandatos. Trata-se de um Fórum Intergovernamental de alta relevância regional para os assuntos de população e desenvolvimento, o que incrementará a visibilidade de suas decisões no marco do Período de Sessões da CEPAL — principal reunião institucional dessa Comissão Regional da ONU — e do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC).


Comente

comentários