UNOPS, MPT e TRT entregam 25 ventiladores pulmonares a hospitais em Rondônia

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) comprou 25 ventiladores pulmonares que serão destinados a hospitais de Rondônia. Os equipamentos foram entregues na quinta-feira (18) para fortalecer a resposta do estado à pandemia de COVID-19.

A compra foi realizada com recursos provenientes da atuação da Procuradoria Regional do Trabalho da 14ª Região, em ações civis públicas na Justiça do Trabalho e termos de ajuste de conduta firmados extrajudicialmente.

UNOPS comprou 25 ventiladores pulmonares que serão destinados a hospitais do estado de Rondônia. Foto: TRT14

UNOPS comprou 25 ventiladores pulmonares que serão destinados a hospitais do estado de Rondônia. Foto: TRT14

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) comprou 25 ventiladores pulmonares que serão destinados a hospitais de Rondônia. Os equipamentos foram entregues na quinta-feira (18) para fortalecer a resposta do estado à pandemia de COVID-19.

A compra foi realizada com recursos provenientes da atuação da Procuradoria Regional do Trabalho da 14ª Região, em ações civis públicas na Justiça do Trabalho e termos de ajuste de conduta firmados extrajudicialmente.

A entrega em Porto Velho (RO) foi realizada pelo Corpo de Bombeiros de Rondônia, que buscou os equipamentos em São Paulo (SP). Os aparelhos foram importados da China e são certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Quinze ventiladores serão encaminhados a hospitais de Porto Velho, e dez irão para o Hospital Regional de Cacoal, seguindo solicitação da Secretaria de Estado de Saúde (Sesau). Os equipamentos devem ser instalados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e podem ser usados por pacientes em estado grave devido à COVID-19.

O secretário de Saúde de Rondônia, Fernando Máximo, ressaltou que os ventiladores são de alta performance. “Estamos muito felizes e muito gratos e sabemos que muitas vidas serão salvas”, afirmou.

Segundo o secretário, cerca de 5% dos pacientes com COVID-19 precisam de equipamentos do tipo, em função das complicações provocadas pela doença.

A procuradora-chefe do MPT em Rondônia e Acre, Camilla Holanda, destacou que desde o início da pandemia, o MPT tem atuado para identificar as necessidades mais urgentes da população, incluindo o direcionamento de recursos para o combate à COVID-19.

Ela lembrou que esses recursos são fruto de indenizações por danos morais coletivos ou multas trabalhistas, cuja finalidade é reparar a sociedade pelos prejuízos causados por violações que afetam inclusive o sistema de saúde.

De acordo com a procuradora, uma das ações custeadas foi a aquisição equipamentos de proteção individual a profissionais de saúde na linha de frente do combate à doença, além de kits de testagem e o apoio a pesquisas científicas.

Para o presidente do TRT14 (RO-AC), desembargador Osmar João Barneze, a entrega dos respiradores à Secretaria de Saúde “representa a feliz conclusão de uma ação, dentre um complexo de outras, que a Justiça do Trabalho, em especial o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, vem empreendendo para auxiliar no combate aos efeitos deletérios causados pela pandemia”.

De acordo com ele, nos estados de Rondônia e Acre já foram liberados mais de 10 milhões de reais para o enfrentamento desta crise sanitária e socioeconômica.

“A Justiça do Trabalho não para. Atua de forma colaborativa com os demais órgãos públicos, em especial o MPT, para a efetivação dos direitos fundamentais sociais de nossos cidadãos, com ênfase à saúde e ao trabalho, neste cenário perverso imposto pelo novo coronavírus”, concluiu.

“Esta parceria institucional construída com o MPT e TRT são de extrema importância para nós do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia através do Grupo de Operações Aéreas (GOA) e creio que deve ser duradoura”m afirmou o subcomandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia (CBMRO), coronel Gilvander Gregório de Lima.

“A atuação conjunta nos permitirá salvar vidas de pessoas em Rondônia”, afirmou a representante do UNOPS no Brasil, Claudia Valenzuela, sobre a entrega dos ventiladores.

“No UNOPS, estamos trabalhando com o MPT oferecendo nossa capacidade na área de compras para apoiar a resposta e garantir que os insumos necessários cheguem aos locais que mais precisam”, finalizou.