UNOPS e MPT entregam mais de 9 mil máscaras para profissionais de saúde em SC

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) comprou 9.268 unidades de máscaras N95 para profissionais de saúde da região sul de Santa Catarina.

Os equipamentos que devem ser utilizados por profissionais de saúde foram adquiridos com recursos destinados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) da região. Esta semana, estão sendo distribuídos para 16 cidades.

A ação beneficiou profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate à pandemia em municípios do sul de Santa Catarina. Foto: Hospital Nossa Senhora da Conceição

A ação beneficiou profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate à pandemia em municípios do sul de Santa Catarina. Foto: Hospital Nossa Senhora da Conceição

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) comprou 9.268 unidades de máscaras N95 para profissionais de saúde da região sul de Santa Catarina.

Os equipamentos que devem ser utilizados por profissionais de saúde foram adquiridos com recursos destinados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) da região. Esta semana, estão sendo distribuídos para 16 cidades.

“A ação beneficiou profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate à pandemia da COVID-19 nos municípios da região carbonífera no sul de Santa Catarina, além dos municípios de Tubarão, Araranguá e Praia Grande, com grande impacto para a região e em benefício da saúde e segurança desses trabalhadores”, afirmou a procuradora Ana Roberta Haag, responsável pela destinação.

O prefeito de Cocal do Sul e presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (AMREC), Ademir Magagnin, apoia a distribuição e elogiou a rápida resposta das instituições.

“Agradecemos a disponibilidade pela colaboração com os municípios da nossa região. Essas doações vão favorecer diretamente os trabalhadores na área da saúde, que estão na linha de frente”, afirmou.

O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da AMREC (CISAMREC) e prefeito de Siderópolis, Hélio Roberto Cesa, agradeceu “a sensibilidade do Ministério Público, que nos atendeu com apoio do UNOPS”.

A representante do UNOPS no Brasil, Claudia Valenzuela, explicou que a organização tem apoiado o MPT em ações com o objetivo de melhorar a vida das pessoas no contexto da pandemia. “Proteger quem cuida é essencial para garantir que teremos profissionais de saúde saudáveis para cuidar de quem precisar”, finalizou.