UNOPS e MPT entregam equipamentos de saúde a hospital em Santa Catarina

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) entregou nesta sexta-feira (3) dez monitores multiparâmetro para o Hospital Regional São José – Homero de Miranda Gomes (HRSJ), na Grande Florianópolis (SC).

“Este tipo de monitor serve para verificar os sinais vitais dos pacientes como temperatura, funcionamento do coração, ritmo da respiração, nível de oxigênio no sangue, que é quanto do oxigênio do pulmão que chega ao sangue”, explica o coordenador da área de equipamentos médicos da força-tarefa do UNOPS para COVID-19 na América Latina e no Caribe, Valerio Di Virgilio.

Segundo ele, como a infecção por COVID-19 afeta os pulmões, é importante monitorar os sinais deste órgão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) entregou nesta sexta-feira (3) dez monitores multiparâmetro para o Hospital Regional São José – Homero de Miranda Gomes (HRSJ), na Grande Florianópolis (SC).

Os equipamentos tem valor aproximado de 230 mil reais e o recurso para a compra foi destinado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT-SC).

“Este tipo de monitor serve para verificar os sinais vitais dos pacientes como temperatura, funcionamento do coração, ritmo da respiração, nível de oxigênio no sangue, que é quanto do oxigênio do pulmão que chega ao sangue”, explica o coordenador da área de equipamentos médicos da força-tarefa do UNOPS para COVID-19 na América Latina e no Caribe, Valerio Di Virgilio.

Segundo ele, como a infecção por COVID-19 afeta os pulmões, é importante monitorar os sinais deste órgão.

O diretor-geral do HRSJ, Marcelo Moreira, explicou que o hospital, que conta com cerca de 300 leitos, já estava trabalhando com a quantidade exata de monitores multiparâmetros para o número de leitos, e não teria condições de atender a provável elevação da demanda gerada pela pandemia.

“Assim, estes dez monitores multiparâmetros contribuirão para ampliar nossa capacidade de tratar pacientes infectados pelo novo coronavírus”, afirmou.

De acordo com Moreira, mesmo após o fim da pandemia, os equipamentos continuarão sendo utilizados no hospital para acompanhar as evoluções dos pacientes, pois possuem cerca de 15 anos de vida útil. O Hospital Regional São José é o maior hospital público de Santa Catarina.

O procurador do trabalho Sandro Eduardo Sardá, responsável pela destinação, ressaltou que o Sistema Único de Saúde (SUS) nunca foi adequadamente financiado, o que afeta de forma negativa a atenção primária (estagnada em 65% da população), bem como os procedimentos de média e alta complexidade. Para ele, tal situação deve se agravar diante da epidemia de coronavírus.

Em março deste ano, o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) recomendou a todos os membros do Ministério Público que destinem recursos ao enfrentamento da COVID-19.

Na opinião do procurador do trabalho, as destinações que o MPT vem realizando nos últimos anos “são importantíssimas, ainda que limitadas, para a melhoria dos serviços públicos de saúde e para redução dos riscos ocupacionais dentre os trabalhadores da saúde”.

O procurador concluiu que o UNOPS é grande parceiro do MPT e sua expertise possibilitou a rápida aquisição dos equipamentos, em um contexto tão desafiador.

A representante do UNOPS no Brasil, Claudia Valenzuela, explicou que o organismo das Nações Unidas é especializado em compras, inclusive, em situações de emergência.

“Assim, estamos apoiando a compra de equipamentos que podem salvar vidas, considerando o contexto complexo que é uma crise global”, disse.

Hospital Regional São José

O Hospital Regional São José na Grande Florianópolis (SC) é o maior hospital público de Santa Catarina.

Em 2019, atendeu quase 130 mil pacientes na emergência geral e mais de 50 mil pacientes na emergência pediátrica; realizou mais de 12 mil cirurgias; mais de 37 mil atendimentos no ambulatório geral; 27 mil atendimentos no ambulatório de ortopedia; mais de 5 mil atendimentos no ambulatório de perinatologia e mais de 31 mil no ambulatório de de oftalmologia.