ONU e Instituto Caixa Seguradora concluem segunda edição do programa Embaixadores da Juventude

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) e o Instituto Caixa Seguradora concluem no sábado (2) em Brasília (DF) a segunda edição do programa Embaixadores da Juventude.

Pelo segundo ano consecutivo, a iniciativa reuniu jovens de 18 a 25 anos com forte papel de liderança social para discutir a atuação da juventude na implementação e no monitoramento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O programa Embaixadores da Juventude é uma iniciativa criada em 2016 para formar jovens e adolescentes brasileiros com capacidade de liderança e impacto social. Foto: Embaixadores da Juventude

O programa Embaixadores da Juventude é uma iniciativa criada em 2016 para formar jovens e adolescentes brasileiros com capacidade de liderança e impacto social. Foto: Embaixadores da Juventude

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC) e o Instituto Caixa Seguradora concluem no sábado (2) em Brasília (DF) a segunda edição do programa Embaixadores da Juventude.

Pelo segundo ano consecutivo, a iniciativa reuniu jovens de 18 a 25 anos com forte papel de liderança social para discutir a atuação da juventude na implementação e no monitoramento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Neste ano, o programa recebeu mais de 700 inscrições de diversos estados e regiões brasileiras e selecionou 25 jovens com evidente papel de liderança e ativismo social em suas comunidades.

O grupo de jovens selecionado é diverso, com a presença de homens e mulheres cis e transgênero, com diferentes crenças religiosas, orientação sexual, raízes de ativismo, formação acadêmica e experiência profissional. Além disso, foram selecionados jovens de diversas regiões administrativas do Distrito Federal — como Estrutural, Gama e Ceilândia — e de Goiás.

Para a edição de 2017, o programa teve como eixo a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que guiou os cinco módulos de atividade.

No sábado, os participantes elaborarão estratégias de atuação em pautas como igualdade de gênero, sustentabilidade, educação, pobreza e economia criativa. Após apresentar ao público suas agendas de atuação e colaboração, receberão o certificado de conclusão de curso pelas mãos do representante do UNODC no Brasil, Rafael Franzini.

O programa de formação Embaixadores da Juventude é uma iniciativa criada em 2016 para capacitar jovens e adolescentes brasileiros em liderança e impacto social.

Na edição passada, foram capacitados 25 jovens de Brasília, selecionados entre mais de 1 mil inscritos. Eles participaram, ao longo de três meses, de palestras, rodas de debate e atividades práticas sobre temas como a agenda do Sistema ONU, direito internacional, empreendedorismo e direitos humanos.

Alguns participantes foram convidados a fóruns e seminários nacionais e internacionais, como o Fórum da Juventude do Conselho Econômico e Social da ONU (ECOSOC), em Nova Iorque, e para o Seminário sobre Políticas Juvenis e de Desigualdade na América Latina, na Cidade do México.

Taya Carneiro, participante da edição de 2016, foi selecionada pelo programa para discursar sobre violência e juventude no evento oficial das Nações Unidas em celebração ao Dia Internacional da Juventude, ocorrido em 12 de agosto.

Para Anna Beatriz Dimas, de 22 anos, a experiência de participar do projeto teve impactos diretos em sua vida pessoal e profissional. “O programa abriu meus olhos para a acessibilidade, o empreendedorismo e a inclusão”, disse. Atualmente, ela trabalha em uma empresa júnior e foi a única brasileira selecionada para o Ship Festival, um festival holandês de startups.

Entre os dias 11 e 15 de outubro, Salvador também receberá o programa.

A cerimônia de apresentação das agendas dos participantes para o Distrito Federal e a entrega de certificados ocorrerá a partir das 14h de sábado (2), na Agência do Trabalhador do Plano Piloto, localizada no SHCS 6 10/11, na Asa Sul, em Brasília.