UNIDO participa de webinar sobre Política Nacional de Resíduos Sólidos

A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) participou na quarta-feira (29) do webinar “PNRS 2030 – Caminhos para implementação efetiva da Política Nacional de Resíduos Sólidos nos próximos 10 anos”.

O evento reuniu discussões em torno da gestão sustentável de resíduos sólidos no Brasil. O consultor da UNIDO Luis Felipe Colturato, especialista em resíduos e biogás, fez uma apresentação técnica durante o painel “Resíduos orgânicos/compostáveis – gestão estratégica e oportunidades para uma nova sociedade”.

UNIDO participou de painel temático com especialistas em resíduos sólidos, compostagem e biometanização. Foto: UNIDO

UNIDO participou de painel temático com especialistas em resíduos sólidos, compostagem e biometanização. Foto: UNIDO

A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) participou na quarta-feira (29) do webinar “PNRS 2030 – Caminhos para implementação efetiva da Política Nacional de Resíduos Sólidos nos próximos 10 anos”.

O evento reuniu discussões em torno da gestão sustentável de resíduos sólidos no Brasil. O consultor da UNIDO Luis Felipe Colturato, especialista em resíduos e biogás, fez uma apresentação técnica durante o painel “Resíduos orgânicos/compostáveis – gestão estratégica e oportunidades para uma nova sociedade”.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente (MMA), os resíduos orgânicos correspondem a cerca de metade do lixo domiciliar brasileiro. Além disso, a agroindústria produz grande quantidade de resíduos sólidos que, quando descartados sem nenhum aproveitamento, acabam se tornando um passivo ambiental.

Com um tratamento adequado, resíduos orgânicos podem ser recuperados e transformados em energia elétrica, térmica, combustível ou fertilizante, desocupando aterros sanitários. A produção de biogás a partir da biodigestão de resíduos orgânicos, por exemplo, anula os impactos negativos desses resíduos no meio ambiente e gera emprego, renda, novos negócios e inovação tecnológica. O biogás é uma fonte renovável de energia.

No painel temático foram abordadas soluções para a implementação de tecnologias de reciclagem de resíduos orgânicos em centros urbanos brasileiros, utilizando a compostagem ou a biometanização.

De acordo com o MMA, a compostagem é um método de tratamento que transforma resíduos em adubo por meio de um processo biológico de decomposição do material orgânico. Já a biometanização, também chamada de biodigestão anaeróbia, é um método que submete os resíduos orgânicos à digestão por bactérias e outros microorganismos, gerando biogás e composto orgânico.

Durante o webinar, o consultor da UNIDO Luis Felipe Colturato apresentou diversas técnicas de compostagem e biometanização disponíveis para municípios e países. Destacou, também, a importância de políticas públicas e campanhas que reduzam o descarte de alimentos. Colturato chamou a atenção para uma pesquisa recente que indica que o brasileiro desperdiça em média mais alimentos que o europeu, principalmente por fatores culturais.

“Não há dúvida de que temos que mostrar à população brasileira que ela é responsável pelo resíduo que gera. Precisamos nos conscientizar de que nossos hábitos têm impacto direto no meio em que vivemos”, reforçou Colturato.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), tema principal do webinar, é uma lei instituída em 2010 que incentiva a gestão sustentável dos resíduos sólidos no país. O aproveitamento energético de resíduos orgânicos é uma das estratégias possíveis para a promoção de uma economia mais circular e com baixa emissão de gases de efeito estufa.

Conheça as ações do escritório da UNIDO no Brasil no site da organização: www.unido.org/brasil

UNIDO participou de painel temático com especialistas em resíduos sólidos, compostagem e biometanização. Foto: UNIDO

No painel temático foram abordadas soluções para a implementação de tecnologias de reciclagem de resíduos orgânicos em centros urbanos brasileiros, utilizando a compostagem ou a biometanização. Foto: UNIDO