UNICEF prevê que uma em cada três crianças nascidas em 2025 será africana

Estudo divulgado no Dia Universal da Criança prevê um crescimento de apenas 4% na população mundial de crianças até 2025. Este crescimento deve se concentrar nos países do sul.

UN Photo/Myriam AsmaniNo Dia Universal da Criança, observado no dia 20 de novembro, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) divulgou o relatório “Geração 2025 e mais além: A importância crítica de compreender as tendências demográficas para as crianças do século 21”, que prevê um aumento de apenas 4% na população mundial de crianças até 2025.

Este crescimento deve se concentrar no hemisfério sul. Em 2050, um em cada três nascimentos será africano, em comparação com apenas um em cada dez, em 1950. Nos países de renda alta, a proporção de crianças entre a população deve diminuir, com exceção apenas dos Estados Unidos.

O coautor do estudo, Danzhen You, destacou a necessidade de salvaguardar as crianças de forma que seus direitos sejam respeitados e defendidos, uma vez que, com o envelhecimento da população mundial, aumenta a pressão para desviar os recursos destinados a crianças.

“As crianças não votam,” destacou You. “Suas vozes não são frequentemente ouvidas quando os governos tomam decisões sobre financiamento.”

Segundo as projeções, os 49 países considerados menos desenvolvidos pela ONU serão responsáveis por cerca de 455 milhões dos dois bilhões de nascimentos globais entre 2010 e 2025. Cinco países populosos de média renda – China, Índia, Indonésia, Paquistão e Nigéria – serão responsáveis por cerca de 859 milhões de nascimentos entre 2010 e 2025.

“Embora China e Índia continuarão a ter uma grande parcela da população mundial, em termos absolutos, a Nigéria vai ver o maior aumento de sua população sub-18 entre todos os países, somando 31 milhões de crianças, um aumento de 41%, entre 2010 e 2025 “, afirma o estudo, que indica, no entanto, que a mortalidade de crianças e jovens continuará sendo um problema no continente africano e a Nigéria será responsável por uma em cada oito mortes entre os menores de 18 anos.

Lançado pela Assembleia Geral em 1954, o Dia Universal da Criança é dedicado a promover o bem-estar das crianças de todo o mundo e os ideais da Carta das Nações Unidas. O dia também comemora a aprovação da Declaração dos Direitos da Criança, em 1959, e da Convenção sobre os Direitos da Criança, em 1989 – ambos no dia 20 de novembro.