UNICEF oferece apoio ao governo da Austrália diante de incêndios florestais

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) ofereceu apoio ao governo da Austrália, que enfrenta uma onda de incêndios florestais desde setembro, e que foi intensificada nas últimas semanas.

Em comunicado, o UNICEF elogiou o profissionalismo e dedicação dos bombeiros, dos serviços rurais e da organização Cruz Vermelha, que atua no país. A agência da ONU afirmou que sua experiência em situações de emergências e desastres naturais pode ser útil à Austrália neste momento.

Dois bombeiros em Queensland, na Austrália, onde os piores incêndios florestais vistos em décadas estão devastando grandes áreas do país. Foto: Queensland Fire and Emergency Services

Dois bombeiros em Queensland, na Austrália, onde os piores incêndios florestais vistos em décadas estão devastando grandes áreas do país. Foto: Queensland Fire and Emergency Services

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) ofereceu apoio ao governo da Austrália, que enfrenta uma onda de incêndios florestais desde setembro, e que foi intensificada nas últimas semanas.

A agência da ONU enviou condolências ao país e às crianças e famílias afetadas pelo desastre natural.

Em comunicado, o UNICEF elogiou o profissionalismo e dedicação dos bombeiros, dos serviços rurais e da organização Cruz Vermelha, que atua no país. A agência da ONU afirmou que sua experiência em situações de emergências e desastres naturais pode ser útil à Austrália neste momento.

Pelo menos 24 pessoas morreram desde o início dos incêndios, milhares ficaram desabrigadas com o espalhar do fogo que devastou uma área equivalente a mais que todo o território da Bélgica.

De acordo com agências de notícias, chove nesta segunda-feira (6) na costa leste da Austrália, de Sydney a Melbourne. Mas os meteorologistas dizem que as temperaturas devem subir até quinta-feira (9).

O UNICEF disse acreditar que a escala de devastação do desastre, sem precedentes, indica um longo período de recuperação.

No estado da Nova Gales do Sul, no sudeste da Austrália, o UNICEF já está atuando com crianças e jovens afetados pela seca, que contribuiu para os incêndios florestais.

A agência lembrou que crianças que vivem desastres naturais precisam voltar à vida normal o mais rapidamente possível e, por isso, o UNICEF ressaltou a importância de apoiá-las na retomada dos estudos.

De acordo com a agência das Nações Unidas, autoridades australianas estão em contato com os escritórios internacionais do UNICEF, assim como outras organizações locais e do governo.

Algumas das iniciativas planejadas são o apoio a parceiros de emergência para que as crianças possam retornar à escola, apoio psicossocial aos alunos afetados. Acompanhamento de esforços de reabilitação com fóruns que integrem a voz das crianças para respostas futuras.

Uma outra preocupação do UNICEF é com os traumas sofridos por crianças até mesmo indiretamente através de redes sociais, e como elas podem se sentir seguras.

A agência citou a gravidade da situação para aqueles que estão experimentando dificuldades financeiras por causa dos incêndios e afirmou compreender se eles tiverem que suspender suas doações ao UNICEF temporariamente, para poder priorizar a assistência às famílias.