UNICEF: O que você vai fazer pelos direitos das crianças?

Em comemoração aos 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lança campanha convidando o público a contar o que faz ou pretende fazer pelos direitos de meninas e meninos.

“Queremos gerar uma corrente de boas histórias e depoimentos, mostrando como os brasileiros atuam, no seu dia a dia, para efetivar os direitos de meninas e meninos”, Michael Klaus, chefe de Comunicação e Parcerias do UNICEF no Brasil.

A Convenção é o tratado de direitos humanos mais amplamente ratificado da história. A partir dela, existem salvaguardas mais fortes para proteger as crianças e os adolescentes contra a violência e a exploração. O documento também permitiu que mais crianças e adolescentes tivessem suas vozes ouvidas e participassem de suas sociedades.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lança, no próximo sábado (9), durante o programa “Caldeirão do Huck”, da TV Globo, a campanha de aniversário de 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC).

Através do sloganO que você vai fazer?”, a campanha convida o público a compartilhar nas redes sociais ações e atitudes cotidianas de defesa dos direitos de cada criança e adolescente. A proposta é que os participantes usem a hashtag #oquevcvaifazer, desafiando amigas e amigos a também postar o que fazem ou pretendem fazer pelos direitos de meninas e meninos.

“Queremos gerar uma corrente de boas histórias e depoimentos, mostrando como os brasileiros atuam, no seu dia a dia, para efetivar os direitos de meninas e meninos previstos na convenção mais ratificada da história mundial”, explica Michael Klaus, chefe de Comunicação e Parcerias do UNICEF no Brasil.

O que você vai fazer?

A campanha é composta por uma série de três vídeos de 30 segundos que serão veiculados em TV nacional, e versões de 1 minuto e meio para a web. Cada vídeo relata histórias reais de meninas e meninos do mundo inteiro que lutam ativamente por seus direitos, e termina perguntando ao público: “E você? O que você vai fazer?”.

No primeiro vídeo, que será lançado no programa do apresentador Luciano Huck, a cearense Samya Abreu, de nove anos, recita as histórias em forma de cordel escrito por Tião Simpatia, renomado cordelista do seu Estado.

A segunda versão do vídeo é narrada pela cantora paraibana Agnes Nunes. Com apenas 17 anos, Agnes conquistou milhares de fãs por meio da música em suas redes sociais, tendo despontado no mercado musical durante o último ano.

O terceiro vídeo é narrado por Felipe Caetano, adolescente de 17 anos que luta contra o trabalho infantil. Cearense, trabalhou quando criança até que conheceu os seus direitos, e hoje defende os direitos de meninas e meninos.

Todos os vídeos também estão disponíveis em versões de spots de 30 segundos para rádios, que podem ser acessados aqui.

No Brasil, a campanha foi realizada com imagens cedidas pela Globo, montagem e edição de filmes da Plural Imagem e Som, de Brasília, e gravação de imagens de Ruan Filmes, de Campina Grande; e Baião de Dois Filmes, de Fortaleza.

Os materiais são inspirados na ativação global Just a kid (“Apenas uma criança”).

Ativação com influenciadores

Além de veiculação dos vídeos em televisão, a campanha conta com uma grande mobilização em redes sociais, que começa no sábado, após o programa “Caldeirão do Huck”.

Embaixadores do UNICEF e influenciadores dão início à ativação nas redes, contando o que fazem pelos direitos de crianças e adolescentes, e desafiando outros famosos e o público em geral a também postar suas ações em defesa dos direitos de meninas e meninos.

A proposta é criar uma onda de postagens com a hashtag #oquevcvaifazer.

A comunicadora Thaynara OG explica aos internautas o passo a passo de como participar aqui.

Saiba mais sobre a campanha aqui.

Mais sobre a Convenção sobre os Direitos da Criança aqui.