UNICEF e parceiros se unem por legado social da Copa do Mundo e educação física inclusiva

Começa nesta quinta-feira (9) o projeto ‘Portas Abertas para a Inclusão – Esporte para Todos’. A parceria do Fundo das Nações Unidas para a Infância com o Instituto Rodrigo Mendes, apoiada pela Fundação FC Barcelona, visa a melhorar as condições de acesso, permanência e aprendizado das crianças com deficiência nas escolas regulares nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo.

Projeto Portas Abertas para a Inclusão – Esporte para Todos. Foto: Instituto Rodrigo Mendes

Começa nesta quinta-feira (9) nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo o projeto ‘Portas Abertas para a Inclusão – Esporte para Todos’, uma parceria do Instituto Rodrigo Mendes com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), apoiada pela Fundação FC Barcelona e em articulação com os ministérios da Educação, do Esporte e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação.

O objetivo é contribuir para a construção de um legado social da Copa do Mundo e garantir melhores condições de acesso, permanência e aprendizado das crianças com deficiência nas escolas regulares de Belo Horizonte, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, além do Distrito Federal.

Para atingir esse objetivo, o projeto promoverá um programa de capacitação de educadores e gestores de escolas públicas para que eles criem e desenvolvam projetos de inclusão de crianças com deficiência por meio da educação física e do esporte escolar seguro e inclusivo. A meta é formar, até 2014, 540 profissionais como educadores, gestores de escolas municipais, técnicos das Secretarias de Educação e de Esporte.

Como resultado das capacitações, os professores, especialmente os de educação física, desenvolverão planos de ação para a educação inclusiva por meio do esporte e da educação física. Esses educadores, juntamente com as Secretarias Municipais de Educação e de Esporte, terão a missão de disseminar as experiências bem-sucedidas na rede municipal de ensino de seus municípios.

Em 2014, as experiências das 12 cidades serão apresentadas durante um seminário internacional sobre boas práticas desenvolvidas pelo projeto.

O conteúdo do curso inclui informações importantes sobre políticas públicas de esporte educacional, e formas de usar a brincadeira e o esporte para promover o desenvolvimento físico, intelectual, emocional e social das crianças.

Os participantes também receberão informações sobre como encorajar mudanças positivas nas atitudes de crianças e adolescentes em relação a seus colegas com deficiência e sobre como melhorar a imagem que as crianças com deficiência têm de si próprias.

Legado da Copa

A Copa das Confederações 2013, a Copa do Mundo de Futebol da FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro de 2016 oferecem ao Brasil uma oportunidade única para se refletir sobre o quanto o esporte é parte da vida e do imaginário de crianças e adolescentes e o quanto ele pode contribuir para seu desenvolvimento integral. O debate vai muito além do esporte de alto rendimento, pois leva à discussão de como fortalecer as modalidades do esporte como estratégias para a educação inclusiva.

“O projeto tem importância estratégica para o programa de Educação do UNICEF porque ele está voltado exatamente para trazer e manter, aprendendo, dentro da escola, as crianças hoje mais excluídas e vulneráveis’, diz a coordenadora do programa de Educação do UNICEF no Brasil, Maria de Salete Silva.

Na avaliação da diretora de Políticas de Educação Especial do Ministério da Educação, Martinha Clarete Dutra dos Santos, todas as pessoas, com e sem deficiência, se beneficiam ao participar do processo de escolarização em ambientes comuns. E é nesse sentido que o professor de educação física, ao lado dos demais profissionais do magistério, vai identificar estratégias pedagógicas para tornar as suas práticas educacionais inclusivas.

“Esse projeto vai ser importantíssimo para os educadores ampliarem seu conhecimento. Com certeza esses resultados que vamos obter serão fundamentais para que a gente tenha uma educação de melhor qualidade e muito mais inclusiva”, conclui o ex-jogador de futebol e instituidor da Fundação Gol de Letra, Raí de Oliveira.

Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas em www.institutorodrigomendes.org.br/esporteparatodos

Sobre o Instituto Rodrigo Mendes – Fundado em 1994, o Instituto Rodrigo Mendes é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a construção de uma sociedade inclusiva por meio da educação e da arte. Suas ações visam colaborar para que a escola pública seja capaz de acolher toda e qualquer criança. Para isso, desenvolve programas de pesquisa, produção de conhecimento e formação sobre educação inclusiva. Mais em www.institutorodrigomendes.org.br

Sobre a Fundação FC Barcelona – Desde sua constituição em 1994, a Fundación FC Barcelona tem sido uma fonte inesgotável de participação cidadã para as numerosas atividades sociais, culturais e esportivas que a Fundação tem levado a cabo. A partir de 2006, a FCB adere aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, propostos pelas Nações Unidas. Com base na experiência adquirida no campo do esporte e de seus valores, propõe um programa de atuação focado em transmitir a crianças e adolescentes valores positivos, tomando a prática esportiva como meio para promover seu crescimento sadio e equilibrado. Mais em http://foundation.fcbarcelona.com

Sobre o UNICEF – O Fundo das Nações Unidas para a Infância é uma agência da ONU que tem como mandato assegurar que cada criança e cada adolescente tenham seus direitos integralmente cumpridos, respeitados e protegidos. Com presença em 191 países, é referência mundial em conhecimento e ações de desenvolvimento relacionados à infância e adolescência. Mais em www.unicef.org.br

Assessorias de Comunicação

UNICEF
Estela Caparelli – Oficial de Comunicação
mecaparelli@unicef.org
(61) 3035.1963 | (61) 8166.1648

Instituto Rodrigo Mendes
Aline Santos – Coordenadora de Comunicação
aline@institutorodrigomendes.org.br
(11) 3726.8418 | (11) 3726.4468


Comente

comentários