UNICEF capacita gestores do Semiárido para redução de desigualdade que afeta crianças e adolescentes

Desde segunda-feira (17), e até o mês de março, agência da ONU dá continuidade ao Programa de Formação do Selo UNICEF Município Aprovado Edição 2013-2016 no Semiárido brasileiro.

O grupo cultural 'As Pastorinhas' foi uma das atrações da festa organizada em Patis, a 523 km de Belo Horizonte, no norte de Minas Gerais. A cidade conquistou o Selo em 2008. Foto: Selo UNICEF

O grupo cultural ‘As Pastorinhas’ foi uma das atrações da festa organizada em Patis, a 523 km de Belo Horizonte, no norte de Minas Gerais. A cidade conquistou o Selo em 2008. Foto: Selo UNICEF

Desde segunda-feira (17), e até o mês de março, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) dá continuidade ao Programa de Formação do Selo UNICEF Município Aprovado Edição 2013-2016 no Semiárido brasileiro.

Treze cidades de seis Estados da região vão sediar o 1º ciclo de capacitação para gestores municipais atuantes na área de promoção dos direitos da infância e adolescência: Montes Claros/MG (17 e 18/2), Salgueiro/PE (18/2), Feira de Santana/BA (18/2), Arcoverde/PE (19/2), Araçuaí/MG (20/2), Caruaru/PE (20/2), Jequié/BA (20/2), Pombal/PB (25/2), Campina Grande/PB (26/2), Aracaju/SE (26/2), João Pessoa/PB (27/2), Arapiraca/AL (11/3) e Maceió/AL (12/3).

“Os coordenadores locais do Selo e representantes dos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente vão conhecer em detalhes a metodologia do Selo 2013-2016, que envolve ações de comunicação e mobilização social, desenvolvimento de capacidades, monitoramento de indicadores sociais e avaliação do desempenho dos municípios na melhoria das condições de vida da população de até 17 anos”, diz Jane Santos, coordenadora do escritório do UNICEF no Recife.

“Vamos apoiá-los no desenvolvimento de um conjunto de Ações Estratégicas de Políticas Públicas e de Participação Social, que podem contribuir decisivamente na redução das desigualdades que afetam a infância e adolescência”, completa.

A formação dos atores municipais para que atuem no fortalecimento das políticas públicas para a infância e adolescência é um dos pilares da metodologia do Selo UNICEF. Até 2016, o Fundo e as organizações parceiras promovem oito ciclos de capacitação.

O programa de formação contempla temas como gestão com foco em resultados; cuidados na primeira infância; participação cidadã de adolescentes; enfrentamento do trabalho infantil, da exploração sexual e do racismo; entre outras questões que podem motivar a participação social e a qualificação dos serviços básicos de atenção a crianças, adolescentes e suas famílias.

Saiba mais em http://uni.cf/1faEQsE