UNICEF ajuda a construir 650 salas de aula para atender região afetada por ciclone em Madagascar

As instalações educacionais previstas na ajuda do UNICEF são temporárias e devem ficar prontas dentro de duas semanas. O país perdeu 1.350 salas de aula com a passagem do ciclone.

(UNICEF)O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) está ajudando a construir centenas de salas de aula temporárias em cidades e vilas no leste de Madagascar, onde na semana passada um ciclone mortal atingiu 80 mil pessoas, deixando 26 mortos, 30 mil casas arruinadas e 1.350 salas de aula destruídas.

O coordenador para emergência da UNICEF no Madagascar, Dominic Stolarow, disse nesta quinta-feira (23/02) ao Centro de Notícias da ONU que as instalações educacionais foram desproporcionalmente danificadas, em parte porque muitas eram compostas de madeira, em vez de materiais mais resistentes.

“Uma das chaves para a recuperação aqui será reconstruir escolas de forma que se tornem resistentes a ciclones no futuro”, ele disse. Muitas escolas no país foram construídas antes da lei de 2004 que requeria que construções públicas em áreas de risco seguissem o mínimo de padrões anti-ciclones.

Stolarow pediu que a reconstrução das instalações e a construção de novas escolas sejam uma prioridade. Dentro de duas semanas, o UNICEF espera ter 650 salas de aula temporárias de pé e funcionando. Mas Stolarow ressaltou que isso é uma solução temporária.