UNICEF: 7 municípios de SP aderem a iniciativa de proteção de crianças e adolescentes contra violência

Os municípios de Cananeia, Ilha Comprida, Iguape, Itanhaém, Peruíbe, Mongaguá e Praia Grande, do litoral da Baixada Santista e do Vale do Ribeira (SP), acabam de aderir ao projeto “Protegendo as crianças e os adolescentes do Litoral Sul de São Paulo”, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

O projeto desenvolverá diferentes ações integradas a fim de prevenir e enfrentar todas as formas de violência contra crianças e adolescentes na região.

Parceria entre UNICEF e MPT visa superar todas as formas de violência contra crianças e adolescentes na região. Foto: Mélanie Layet/UNICEF

Parceria entre UNICEF e MPT visa superar todas as formas de violência contra crianças e adolescentes na região. Foto: Mélanie Layet/UNICEF

Os municípios de Cananeia, Ilha Comprida, Iguape, Itanhaém, Peruíbe, Mongaguá e Praia Grande, do litoral da Baixada Santista e do Vale do Ribeira (SP), acabam de aderir ao projeto “Protegendo as crianças e os adolescentes do Litoral Sul de São Paulo”, uma realização do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

O projeto desenvolverá diferentes ações integradas a fim de prevenir e enfrentar todas as formas de violência contra crianças e adolescentes na região. Além de fazer a análise de situação e diagnóstico dos indicadores sociais ligados à infância e adolescência, o UNICEF vai capacitar equipes técnicas e gestores locais sobre diferentes temas ligados aos direitos das crianças e dos adolescentes, sensibilizar a população por meio de campanhas, e fomentar a participação cidadã dos adolescentes por meio da formação de Núcleos de Cidadania de Adolescentes (NUCAs).

Segundo a coordenadora do UNICEF em São Paulo, Adriana Alvarenga, o UNICEF está trabalhando pela primeira vez nesses municípios. “Sabemos do potencial de inovação e inspiração que eles podem nos trazer. Certamente, darão grande contribuição para trocas de experiências e boas práticas para o Brasil”, disse a coordenadora do UNICEF.

No início de março, o UNICEF se reuniu com prefeitos, chefes de gabinete, secretários, chefes de departamento, representantes do Legislativo e de Conselhos Tutelares desses municípios para apresentar a iniciativa. O município de São Vicente também está convidado a participar.

O procurador do Ministério Público do Trabalho em Sorocaba, Gustavo Rizzo Ricardo, explica que o combate ao trabalho infantil é uma das prioridades institucionais do MPT. “A iniciativa conjunta com o UNICEF possibilita a criação de importantes políticas públicas de atendimento à infância e adolescência, conhecendo a realidade de cada município e trabalhando formas de erradicação do trabalho precoce, além de abranger a proteção das crianças e adolescentes como um todo”, explicou o procurador.

As atividades estão previstas para começar entre junho e julho com um primeiro ciclo de capacitação e o início da mobilização de adolescentes.