UNICEF: 25 milhões de casamentos infantis foram evitados em dez anos

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A prevalência do casamento infantil está diminuindo em todo o mundo, disse nessa semana (6) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), alertando que 12 milhões de meninas ainda se casam todo ano. Para terminar com esta prática até 2030, uma das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, é preciso acelerar os esforços, alertou a agência da ONU.

Em todo o mundo, cerca de 650 milhões de mulheres se casaram antes dos 18 anos. Foto: UNFPA/David Brunetti

Em todo o mundo, cerca de 650 milhões de mulheres se casaram antes dos 18 anos. Foto: UNFPA/David Brunetti

A prevalência do casamento infantil está diminuindo em todo o mundo, disse nessa semana (6) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Na última década, segundo a agência da ONU, foram evitados 25 milhões de casamentos de crianças e adolescentes.

A agência informou que a proporção de mulheres que se casam enquanto crianças diminuiu 15% em dez anos, descendo de uma em quatro meninas para, aproximadamente, uma em cada cinco.

A maior queda aconteceu no sul da Ásia, onde caiu quase um terço. Há dez anos, quase metade das meninas desta região se casavam antes dos 18 anos. Agora, são cerca de 30%.

Por outro lado, cresceu o peso global da África Subsaariana. De todas as noivas crianças, cerca de uma em cada três mora nesta região. Há dez anos, eram apenas uma em cada cinco. Apesar disso, houve progresso no continente africano. Na Nigéria, por exemplo, a prática reduziu-se em quase um terço.

Perigos

A conselheira principal do UNICEF para as questões de gênero, Anju Malhotra, explica que “uma menina que é forçada a casar enfrenta consequências imediatas e ao longo de toda a vida”.

Segundo Malhotra, elas têm menos possibilidades de terminar a escola e mais probabilidades de serem vítimas de abuso, de sofrerem complicações durante a gravidez e de continuarem ciclos de pobreza por várias gerações.

A especialista diz que esta redução é bem-vinda, mas que “ainda existe um longo caminho a percorrer”.

A agência estima que 12 milhões de meninas ainda se casem todos os anos. Terminar com esta prática até 2030 é uma das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. O UNICEF alerta, no entanto, que é preciso acelerar os esforços.

A conselheira afirmou que “o mundo comprometeu-se a acabar com o casamento infantil até 2030, e por isso tem de redobrar os esforços para evitar que milhões de meninas tenham a sua infância roubada devido a esta prática arrasadora”.

Em todo o mundo, cerca de 650 milhões de mulheres se casaram antes dos 18 anos.

Acesse o relatório do UNICEF na íntegra, em inglês, clicando aqui.


Mais notícias de:

Comente

comentários