União Europeia doa 7 milhões de euros para operações do UNICEF no Iraque

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A União Europeia se comprometeu nesta semana a doar mais 7 milhões de euros para operações do Fundo das Nações Unidas pra a Infância (UNICEF) no Iraque. No país, 11 milhões de pessoas precisam de assistência humanitária. Metade desse contingente é de crianças. Financiamento adicional servirá para levar assistência aos afetados pelos conflitos e também pela chegada do inverno ao Oriente Médio.

Família carrega suprimentos que recebeu num posto de distrbuição de assistência humanitária ao leste de Mossul. Foto: UNICEF/Wathiq Khuzaie

Família carrega suprimentos que recebeu num posto de distrbuição de assistência humanitária ao leste de Mossul. Foto: UNICEF/Wathiq Khuzaie

A União Europeia se comprometeu nesta semana a doar mais 7 milhões de euros para operações do Fundo das Nações Unidas pra a Infância (UNICEF) no Iraque. No país, 11 milhões de pessoas precisam de assistência humanitária. Metade desse contingente é de crianças. Financiamento adicional servirá para levar assistência aos afetados pelos conflitos e também pela chegada do inverno ao Oriente Médio.

O diretor de operações do Diretório Geral da Comissão Europeia para a Proteção Civil Europeia e Operações de Ajuda Humanitária (ECHO), Jean Louis De Brouwer, lembrou nesta terça-feira (27) que, além de Mossul, confrontos atingem também outras partes do Iraque, como Hawija e Telafar. “É crucial aumentar a proteção e a assistência humanitária orientada para todos os que estão em necessidade”, afirmou.

As atividades mantidas pela União Europeia fornecem alimentos, água e produtos de higiene para famílias recém-deslocadas por hostilidades dentro do território iraquiano. O financiamento anunciado vai fortalecer a assistência médica, os serviços de educação e proteção de crianças em emergências e a preparação para o inverno, além de ampliar a distribuição de água potável e melhorar o saneamento.

“É importante para a União Europeia dar assistência às crianças afetadas pelo conflito no Iraque, muitas das quais ficaram sem educação, vacinas e outras (formas de) ajudas por mais de dois anos”, acrescentou De Brouwer.

Com o anúncio da contribuição, o total de donativos do ECHO para o UNICEF no Iraque ultrapassou a marca dos 20 milhões de euros em 2016. No país, mais de três milhões de pessoas são consideradas deslocadas internas.

Estimativas de organizações humanitárias indicam que, em 2017, mais 1,2 milhão de iraquianos podem ser forçados a deixar suas casas por causa de operações militares como a investida do governo para reconquistar Mossul.


Mais notícias de:

Comente

comentários