União Europeia declara pleno apoio à reforma das Nações Unidas

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A União Europeia apoia o conjunto de reformas apresentado pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse em entrevista à ONU News em Nova Iorque o representante do bloco na Organização, o português João Vale de Almeida.

Embaixador João Vale de Almeida nos estúdios da ONU News, em Nova Iorque. Foto: ONU News

Embaixador João Vale de Almeida nos estúdios da ONU News, em Nova Iorque. Foto: ONU News

A União Europeia apoia o conjunto de reformas apresentado pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse em entrevista à ONU News em Nova Iorque o representante do bloco na Organização, o português João Vale de Almeida.

Segundo ele, é preciso se concentrar na agenda política das Nações Unidas para levar a cabo as reformas necessárias. “Estamos a falar dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da questão das alterações climáticas. Estamos a falar das funções no domínio da paz e segurança que as Nações Unidas devem cumprir”, declarou.

“Portanto, antes de mais (nada, é preciso) fazer aquilo que politicamente é necessário e pôr todos os meios das Nações Unidas a serviço desses objetivos globais. Em segundo lugar, reformar as estruturas de maneira que elas possam ser mais produtivas e que sejam mais capazes de contribuir para esses objetivos.”

Para o embaixador da União Europeia, existem melhoras que podem ser introduzidas ao sistema de desenvolvimento da ONU e também na gestão da Organização.

“Em várias áreas, na área da paz e de segurança também, certamente (há) melhor maneira de fazer aquilo que está a fazer atualmente, de uma forma mais eficaz. O secretário-geral tem ideias interessantes que pôs na mesa, que estamos a discutir neste momento”, disse.

“Estamos os nossos 28 Estados-membros, eu próprio, totalmente empenhados nessa discussão, de maneira que cheguemos a um consenso o mais rapidamente possível, porque o mundo não espera pelas Nações Unidas”, completou.

A reforma das Nações Unidas é uma das prioridades do secretário-geral da ONU, António Guterres. Durante um evento para embaixadores dos países-membros, em setembro, ele destacou os desafios associados à burocracia da Organização, e disse que o alvo da reforma são as pessoas a quem a ONU serve.


Comente

comentários