UNESCO: Simpósio global apresenta propostas para inclusão digital de pessoas com deficiência

O evento, realizado em São Paulo, reuniu 97 participantes de vários países, incluindo especialistas e representantes da sociedade civil, governos, organismos internacionais e empresas de telecomunicações.

Foto: Marcello Casal Jr/ABr (Creative Commons)

Foto: Marcello Casal Jr/ABr (Creative Commons)

Durante o simpósio internacional “América Acessível: Informação e Comunicação para Todos”, realizado em São Paulo entre 12 e 14 de novembro, uma série de propostas de ações foram adotadas pelos países do continente americano para apoiar o uso das Tecnologias de Comunicação e Informação (TIC) como fator fundamental na promoção da inclusão e da autonomia das pessoas com deficiência.

Organizado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) em parceria com Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), o evento reuniu 97 participantes de vários países, incluindo especialistas e representantes da sociedade civil, governos, organismos internacionais e empresas de telecomunicações.

Entre as principais propostas do simpósio internacional, destaca-se a inserção da acessibilidade das Tecnologias de Comunicação e Informação (TIC) e os direitos às pessoas com deficiência em regulamentos, políticas e leis nacionais e locais (existentes ou novas).

A publicação ou disponibilização de informações-chave de interesse público em formatos acessíveis para todas as pessoas, incluindo surdos, cegos, etc; a utilização das TIC acessíveis na educação de pessoas com deficiência, assim como na capacitação profissional; a inclusão das TIC acessíveis através dos equipamentos móveis, radiodifusão e sites públicos e privados em produtos e serviços; e outras propostas foram adotadas.

Conheça a íntegra do documento final do América Acessível em português aqui e em inglês aqui.