UNESCO lança atlas global online sobre professores

Nova plataforma permite uma rápida comparação de dados nos âmbitos nacional e global e facilitará busca por dados essenciais, como a crescente demanda por novos docentes.

A UNESCO estima que serão necessários 1,7 milhão de novos professores para alcançar a universalidade da educação primária até 2015. (UNESCO/GMR Akash)

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) desenvolveu e lançou esta semana um atlas eletrônico sobre professores que permite visualizar as lacunas na oferta e a demanda de professores a nível nacional e global.

Através de mapas, gráficos e tabelas, qualquer pessoa interessada pode analisar os dados e responder a questões-chave relacionadas ao número de professores necessários para atender a demanda crescente para a educação primária, a forma de comparação das condições de trabalho de professores entre os países e regiões, bem como a situação de mulheres docentes.

A plataforma inclui um amplo conjunto de indicadores produzidos pelo Instituto de Estatística da UNESCO (UIS). O Instituto recolhe estatísticas sobre a educação em mais de 200 países e territórios através de sua pesquisa anual, em colaboração com organizações como a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Eurostat. Além disso, o Atlas contém informações mais específicas, como condições trabalhistas e recursos educacionais.

A UNESCO estima que serão necessários 1,7 milhão de novos professores para alcançar o ensino básico universal até 2015.

Acesse o atlas em www.uis.unesco.org/data/atlas-teachers/es