UNESCO lamenta morte da educadora brasileira Maria Madalena dos Santos

A Representação da UNESCO no Brasil lamentou a morte da educadora Maria Madalena Rodrigues dos Santos, falecida no último sábado (23). A especialista coordenava um estudo da agência da ONU sobre boas práticas de gestão escolar. Com mais de 20 anos de trajetória no Banco Mundial, Maria Madalena também trabalhou com o governo brasileiro na formulação de políticas públicas.

Sede da UNESCO em Paris. Foto: UNESCO

Sede da UNESCO em Paris. Foto: UNESCO

A Representação da UNESCO no Brasil lamentou a morte da educadora Maria Madalena Rodrigues dos Santos, falecida no último sábado (23). A especialista coordenava um estudo da agência da ONU sobre boas práticas de gestão escolar. Com mais de 20 anos de trajetória no Banco Mundial, Maria Madalena também trabalhou com o governo brasileiro na formulação de políticas públicas.

Em nota de pesar, a UNESCO afirma que “Maria Madalena acreditava no poder da educação de qualidade como ferramenta para transformar vidas”. “A educadora deixa um legado a ser seguido e um exemplo aos profissionais da área”, acrescenta o organismo internacional.

De acordo com a agência das Nações Unidas, a brasileira atuou como especialista sênior do Banco Mundial, onde contribuiu para o desenvolvimento de estudos e de políticas de educação em vários países.

“A UNESCO no Brasil expressa sua solidariedade à família e aos amigos de Maria Madalena pela irreparável perda”, completa o comunicado.