UNESCO: Evento em Brasília destaca importância da educação como pilar da sociedade do conhecimento

O encontro foi o primeiro de uma série de três, que reúnem parceiros do setor público e privado para debater políticas de desenvolvimento e inovação.

Diretor da divisão de sociedades do conhecimento da UNESCO, em Paris, Indrajit Banerjee, lamenta que mais de 750 milhões de jovens e adultos sejam analfabetos no mundo. Foto: UNESCO

Diretor da divisão de sociedades do conhecimento da UNESCO, em Paris, Indrajit Banerjee, lamenta que mais de 750 milhões de jovens e adultos sejam analfabetos no mundo. Foto: UNESCO

O encontro Sociedades do Conhecimento Hoje: Ciclo Internacional de Debates aconteceu na última segunda-feira (27), em Brasília, e contou com a presença de cerca de 200 pessoas no auditório da Finatec, na Universidade de Brasília. O evento foi o primeiro de uma série de três, que reúnem parceiros do setor público e privado para debater políticas de desenvolvimento e inovação. Os próximos eventos serão realizados em outubro de 2015, no Equador, e em janeiro de 2016, no Canadá.

O representante da UNESCO no Brasil, Lucien Muñoz, destacou a centralidade do saber no desenvolvimento de qualquer sociedade, “a riqueza das economias depende cada vez mais do conhecimento, da capacidade de produzir conhecimento”, afirmou. Já a diretora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), Cecília Leite, destacou “o conhecimento como o grande motor de desenvolvimento dos países”.

Para o diretor da Divisão Sociedades do Conhecimento da UNESCO, em Paris, Indrajit Banerjee, um dos pilares das sociedades do conhecimento é a qualidade da educação. “A ignorância é o obstáculo principal para toda forma de desenvolvimento”, disse Banerjee, defendendo que a qualidade do ensino esteja no centro da agenda internacional de desenvolvimento pós-2015. Ele lamentou que mais de 750 milhões de jovens e adultos sejam analfabetos no mundo.

O evento contou com o lançamento da versão em português da publicação “Renovando a visão das sociedades do conhecimento para a paz e o desenvolvimento sustentável”, de Robin Mansell, do departamento de meios e comunicação da LSE-London School of Economics and Political Science, e Gaëtan Tremblay, da Universidade do Quebec em Montreal, que participou da mesa de discussões. O conteúdo do livro sintetiza o ciclo de palestras da UNESCO SMS +10 – Cúpula Mundial da Sociedade da Informação dez anos depois, realizado em Paris em 2013.