UNESCO e Secretaria de Educação lançam currículo digital da cidade de São Paulo

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a Secretaria Municipal de Educação da capital paulista lançaram na sexta-feira (19) a plataforma online Currículo Digital da Cidade de São Paulo.

O currículo foi desenhado por meio de um processo colaborativo com o apoio de professores da rede municipal. O material está disponível online para consulta, inspiração e aplicação em sala de aula.

Construído de forma colaborativa, plataforma disponibiliza acesso ao Currículo da Cidade de modo dinâmico. Foto: EBC

Construído de forma colaborativa, plataforma disponibiliza acesso ao Currículo da Cidade de modo dinâmico. Foto: EBC

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a Secretaria Municipal de Educação (SME) da capital paulista lançaram na sexta-feira (19) a plataforma online Currículo Digital da Cidade de São Paulo.

O lançamento foi feito durante uma cerimônia realizada na Casa do Pátio Digital, iniciativa da Secretaria Municipal de Educação que, por meio do fortalecimento da transparência e da participação social, aproxima diferentes grupos da sociedade civil para melhorar a educação na cidade.

O currículo foi desenhado por meio de um processo colaborativo com o apoio de professores da rede municipal. O material está disponível online para consulta, inspiração e aplicação em sala de aula.

A plataforma está disponível no endereço http://curriculo.prefeitura.sp.gov.br. Por meio dela é possível conhecer e explorar o currículo, buscar sequências didáticas referentes a Matemática, Língua Portuguesa e Ciências Naturais e encontrar sequências relacionadas aos objetivos do currículo, à matriz de saberes e aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“Quem ganha com essa iniciativa são os estudantes de nossa rede, que terão professores ainda mais equipados para fazer o seu trabalho da melhor forma possível”, ressaltou o secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider. “Além disso, tanto os recursos educacionais quanto a plataforma são abertos, ou seja, qualquer outro município ou estado pode utilizar e customizar para a sua própria realidade, sem custos”, completou.

Ainda estão previstas as inclusões, na plataforma, de buscas textuais, criação de perfis, planejamento do uso de sequências, a possibilidade de envio de comentários e sugestões e a disponibilização de novas sequências de atividades dos demais componentes do Ciclo de Alfabetização e, também, do Ciclo Autoral e Interdisciplinar. Para adição dessas novas funcionalidades, a SME receberá apoio da Fundação Lemann.

Sobre o Currículo da Cidade

O Currículo da Cidade de São Paulo foi criado a muitas mãos a partir dos conhecimentos produzidos e das práticas realizadas por professoras e professores da Rede Municipal de Ensino ao longo dos últimos anos.

Fruto de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo com a UNESCO no Brasil, o novo currículo do Ensino Fundamental, publicado em dezembro de 2017, integra de forma inédita a Agenda 2030, relacionando seus objetivos de aprendizagem a cada um dos 17 ODS.

O movimento de atualização do currículo envolveu mais de 43 mil estudantes e 16 mil professores ao longo de 2017, em paralelo às discussões sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) que se faziam nacionalmente, de forma a ser a primeira cidade a lançar o documento em sua versão já alinhada às diretrizes nacionais.