UNESCO e Ministério da Cidadania discutem parcerias em desenvolvimento social, cultura e esportes

Em reunião com o ministro da Cidadania Osmar Terra, a diretora da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, lembrou iniciativas do governo federal já apoiadas pela agência da ONU. Um exemplo é o Programa Criança Feliz, que hoje atende mais de 500 mil crianças, sendo um dos maiores projetos do mundo voltados à primeira infância.

Foto: Rede Esporte pela Mudança Social (REMS)

Foto: Rede Esporte pela Mudança Social (REMS)

A diretora e representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, e o ministro da Cidadania Osmar Terra, se reuniram na terça-feira (26) para discutir a continuidade e a ampliação da cooperação entre a agência da ONU e a pasta, que, além do desenvolvimento social, passou a abrigar as áreas de cultura e esporte. Tradicionalmente, a UNESCO já desenvolve projetos com o governo federal nessas três áreas.

Na reunião, foram discutidas as prioridades do Ministério e da Representação da UNESCO no Brasil, a fim de identificar os principais temas para atuação conjunta, visando as novas diretrizes definidas pela pasta.

“A audiência com o ministro foi muito positiva. Ele nos informou sobre as novas prioridades do Ministério da Cidadania, com um componente muito importante de transversalidade entre as áreas que vai permitir otimizar e alavancar a inclusão social, o combate à pobreza e o desenvolvimento social inclusivo e sustentável”, avalia Marlova.

A dirigente apresentou ao ministro os projetos de cooperação técnica já em execução com as secretarias especiais e com os órgãos do governo federal ligados ao Ministério. Com a Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, por exemplo, a UNESCO coopera com o Programa Criança Feliz, que hoje atende mais de 500 mil crianças, sendo um dos maiores projetos do mundo voltados à primeira infância.

A agência da ONU também desenvolve cooperação bastante ampla com a Secretaria Especial da Cultura e com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em áreas como diversidade cultural, economia criativa, políticas públicas da área da cultura e preservação e valorização dos patrimônios históricos e culturais do país.

Já com a Secretaria Especial do Esporte, a UNESCO colabora com projetos desenvolvidos pela agência antidopagem e na definição da política nacional do esporte, buscando também a inclusão social.

O ministro e a diretora conversaram ainda sobre oportunidades e perspectivas para 2019, como o fortalecimento e a gestão de riscos de instituições da cultura, entre elas os museus. Outro tópico da pauta foi a ampliação do Programa Criança Feliz, com o objetivo de que, até o final do ano, ele passe a atender 1 milhão de crianças de até seis anos de idade.

Um dos focos do encontro foi a importância da transversalidade entre as áreas do Ministério da Cidadania e até mesmo entre outros órgãos do governo com os quais a UNESCO realiza projetos. O ministro também pretende trabalhar de forma mais articulada com os municípios, ampliando as ações que já são realizadas localmente.

Além de Osmar Terra, participaram da reunião o secretário especial de Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, o secretário-executivo adjunto, Felipe Sigollo, o secretário de Articulação e Parcerias, Eduardo Queiroz, e a chefe da Assessoria Internacional, Carla Barroso Carneiro.

A diretora e representante da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, foi acompanhada do coordenador de Ciências Humanas e Sociais, Fábio Eon, da coordenadora interina de Cultura, Isabel de Paula, e da coordenadora adjunta de Ciências Humanas e Sociais, Rosana Sperandio.

Informações para a imprensa:
UNESCO no Brasil
Ana Lúcia Guimarães, a.guimaraes@unesco.org, (61)2106-3536 ou (61)99966-3287
Fabiana Pullen, f.sousa@unesco.org, (61)2106-3596 ou (61)99848-8971


Comente

comentários