UNESCO e DF lançam campanha para celebrar 30 anos da nomeação de Brasília como patrimônio mundial

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Como parte das celebrações de 30 anos da inscrição de Brasília na Lista do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e do aniversário de 57 anos da cidade, o governo do Distrito Federal e a agência da ONU lançam nesta quinta-feira (20) a Campanha Brasília +30, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Iniciativa promoverá diversas ações ao longo de 2017 para divulgar e conservar o patrimônio cultural da humanidade da Capital Federal.

Brasília. Foto: UNESCO/Ron Van Oers

Brasília. Foto: UNESCO/Ron Van Oers

Como parte das celebrações de 30 anos da inscrição de Brasília na Lista do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e do aniversário de 57 anos da cidade, o governo do Distrito Federal e a agência da ONU lançam nesta quinta-feira (20) a Campanha Brasília +30, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Iniciativa promoverá diversas ações ao longo de 2017 para divulgar e conservar o patrimônio cultural da humanidade da capital brasileira. Programação para o ano será divulgada pelo governador do DF, Rodrigo Rollemberg, em coletiva de imprensa às 15h no Salão Nobre do Palácio do Buriti, sede do governo da unidade federativa.

Cerimônia marca início da campanha e contará com a presença da coordenadora de Cultura da UNESCO no Brasil, Patrícia Reis, da presidente do IPHAN, Kátia Bogéa, do secretário de Cultura do DF, Guilherme Rei,s e de outros secretários de governo.

Brasília foi inscrita na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO em 1987. Seu valor universal para a humanidade é reconhecido por ser um marco na história do urbanismo moderno do século XX. O planejamento da cidade impressiona pela harmonia do projeto urbanístico de Lúcio Costa e as criações arquitetônicas de Oscar Niemeyer.


Mais notícias de:

Comente

comentários