UNESCO convoca municípios para participar de Rede Global de ‘Cidades Aprendizagem’

Conferência Internacional realizada na Cidade do México terminou com chamamento a municípios de todo o mundo para que participem da Rede Global de Cidades Aprendizagem da UNESCO. Ideia é orientar políticas públicas para promover a educação ao longo da vida, dentro e fora da escola; Sorocaba (SP) é uma das cidades que integra iniciativa.

Foto: Ana Freitas / Creative Commons

Foto: Ana Freitas / Creative Commons

A 2ª Conferência Internacional sobre Cidades Aprendizagem, realizada de 28 a 30 de setembro, na Cidade do México, terminou com um chamamento a municípios de todo o mundo para que participem da Rede Global de Cidades Aprendizagem da UNESCO.

O evento na capital mexicana reuniu mais de 600 prefeitos, gestores e especialistas em educação de cerca de 90 países, além de representantes de organismos internacionais.

O conceito de Cidades Aprendizagem foi adotado pela UNESCO em 2013, na 1ª Conferência sobre o tema, em Pequim, na China. A ideia é que os municípios orientem suas políticas públicas para promover a educação ao longo da vida, dentro e fora da escola.

Mais de mil cidades em todo o mundo estão em processo de adesão ou já fazem parte da Rede Global. É o caso de Sorocaba (SP), no Brasil, um dos 12 municípios destacados na publicação “Liberar o potencial das comunidades urbanas – estudos de caso de doze Cidades Aprendizagem”, lançada na 2ª Conferência.

O oficial de projetos de Educação da UNESCO no Brasil, Carlos Spezia, participou do evento no México. “A conferência foi muito importante para solidificar as bases conceituais previamente estabelecidas em Pequim: o compromisso de que a aprendizagem ao longo da vida seja um fator de sustentabilidade social, econômica e ambiental nas cidades em todo o mundo”, diz Spezia.

A recente aprovação dos novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com metas até 2030, reforçou a importância do tema. Dos 17 objetivos, dois tratam especificamente de questões relativas ao conceito de Cidades Aprendizagem: promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos (ODS 4) e fazer das cidades e dos assentamentos humanos ambientes inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis (ODS 11).

A Rede Global de Cidades Aprendizagem é coordenada pelo Instituto da UNESCO para Aprendizagem ao Longo da Vida (UIL, em inglês), com sede em Hamburgo, na Alemanha. Mais informações, clique aqui.