UNESCO: Brasileiros ganham três das quatro categorias do Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia

A comissão julgadora do Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia definiu, no último dia 30 de abril de 2015, os vencedores da edição 2014. O valor de 20.500 dólares será distribuído entre os ganhadores.

Arte: Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia

Arte: Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia

Os brasileiros foram os verdadeiros campeões da edição 2014 do Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia. Ganhadores de três das quatro categorias, Renato Tadeu Rodrigues, Gustavo das Neves Ubeda e Luisa Medeiros Massarin dividiram, com o paraguaio Adan David Morel Fernández, a liderança da competição neste ano.

A iniciativa tem por objetivo premiar os trabalhos que representem potencial contribuição para o desenvolvimento científico e tecnológico dos países membros e associados ao Mercosul, bem como incentivar a realização de pesquisa científica, tecnológica e a inovação no bloco, a fim de contribuir para o processo de integração regional.

O julgamento ocorreu na sede do CNPq, em Brasília, e reuniu representantes de Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e países membros e associados ao Mercosul. A entrega dos prêmios e menções honrosas ocorrerá no próximo dia 17 de junho, no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). O tema dessa edição foi “Popularização da ciência”.

“O prêmio estimula a integração em ciência e tecnologia entre os países membros e associados ao Mercosul, e não é só para os pesquisadores, mas também jovens cientistas e estudantes do ensino médio que estão começando a se interessar por pesquisa e podem fazer carreira científica. A premiação estimula o desenvolvimento de assuntos que são importantes para integração  dos países do Mercosul”, disse o coordenador de Ciências Naturais da UNESCO no Brasil, Ary Mergulhão, representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura e presidente da comissão julgadora.

Vencedores

Na categoria Estudante Universitário, o vencedor foi Renato Tadeu Rodrigues, aluno da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com menção honrosa para Ricardo Florencio Alves Rocha, estudante da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas).

Na categoria Iniciação Científica, o vencedor foi Gustavo das Neves Ubeda, aluno da Escola Estadual Professor Idene Rodrigues dos Santos, localizada no município de Junqueirópolis, São Paulo, com menção honrosa para a estudante Laura Pelisser Teston, da Escola Estadual de Ensino Médio Professora Adelaide Picolotto, em Ibiaçá, Rio Grande do Sul.

Já na categoria Integração, a vencedora foi a brasileira Luisa Medeiros Massarin, vinculada à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), tendo como membros de sua equipe os seguintes participantes: Marina Ramalho e Silva (Brasil), Daniel Hermelin Bravo (Colômbia), Ana Vara (Argentina), María del Carmen Cevallos (Equador), Acianela Montes de Oca (Venezuela), Juri Castelfranchi (Itália – trabalha e reside no Brasil), Vanessa Brasil de Carvalho (Brasil) e Ildeu de Castro Moreira (Brasil), criador da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) e ex-secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do MCTI. A menção honrosa nessa categoria foi concedida para Marcelo Knobel (Argentina), vinculado à Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Por fim, na categoria Jovem Pesquisador, foi indicado como vencedor Adan David Morel Fernández, vinculado à Universidad Americana de Paraguay (UA), com menção honrosa para José Antonio Maruyama, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

A premiação instituída pela Reunião Especializada em Ciência e Tecnologia do Mercosul (RECyT) e coordenada, no Brasil, pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).


Comente

comentários