UNESCO apresentará nesta semana relatório global sobre ciência dos oceanos

No Dia Mundial dos Oceanos, lembrado na próxima quinta-feira (8), a UNESCO apresentará o primeiro inventário das ciências oceanográficas durante a Conferência das Nações Unidas sobre Oceanos, que ocorre na sede da ONU em Nova Iorque até sexta-feira (9). Outros eventos da UNESCO durante a conferência vão abordar o patrimônio cultural subaquático e o patrimônio mundial marinho.

Os oceanos são tão importantes quanto as florestas para a regulação do clima da Terra. Foto: FAO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) apresentará na próxima quinta-feira (8) o “Relatório Global sobre Ciência dos Oceanos: o atual estado da Ciência Oceanográfica ao redor do mundo”, que avalia pela primeira vez esse campo de estudo e seus recursos globalmente, levando em consideração orçamentos, recursos humanos, equipamentos, publicações, entre outros pontos.

O relatório chama atenção para a importância econômica dos oceanos e seu papel-chave na regulação climática.

O relatório será apresentado às 13h15 em Nova Iorque (14h15 de Brasília) na quinta-feira (8), com a presença da diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, e do primeiro-ministro de Samoa, Tuilaepa Aiono Sailele Malielegaoi, em conjunto com representantes das Maldivas e da Noruega.

Também na quinta-feira, às 12h10 de Nova Iorque (13h10 de Brasília), cerca de 30 crianças de 49 localidades costeiras inscritas na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO participarão de uma sessão plenária de alto nível da Assembleia Geral das Nações Unidas, na qual pedirão o compromisso dos chefes de Estado e de governo do mundo para a proteção dos oceanos em prol das gerações futuras.

Nesta terça-feira (6), a diretora-geral da UNESCO, juntamente a Peter Thomson, presidente da Assembleia Geral da ONU, e do ator norte-americano Adrien Grenier, promotor da causa dos oceanos, abrirão um evento destacando a necessidade de reforçar a cooperação internacional para preservar os oceanos. O evento ocorrerá às 13h15 de Nova Iorque (14h15 de Brasília).

Por fim, um evento intitulado “Um oceano sem história, a importância do Patrimônio Cultural Subaquático” vai enfatizar a Convenção de Proteção do Patrimônio Cultural Subaquático adotada pela UNESCO em 2001, destacando a importância desse Patrimônio e a necessidade de pesquisas para refletir sobre as dimensões sociais e históricas dos oceanos.

O evento contará com participantes de destaque, como o arqueólogo marinho norte-americano James Delgado e o professor do Departamento de Arqueologia da Universidade de Nottingham (Reino Unido), Jon Henderson.