UNESCO apoia declaração das economias emergentes pró-cooperação em educação

“A declaração dos BRICS para colocar a educação igualitária, inclusiva e de qualidade no centro da agenda pós-2015 é um importante reconhecimento político”, disse representante da agência da ONU.

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A UNESCO afirmou em nota, nesta sexta-feira (18), que apoia a declaração feita pelos líderes de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS) na sexta reunião do grupo, no último dia 15 de julho, na qual afirmam a importância da educação para se alcançar o crescimento e o desenvolvimento sustentáveis.

O tema deste ano – o primeiro do novo ciclo de reuniões dos BRICS – foi “Crescimento inclusivo: soluções sustentáveis”. As discussões da reunião, que aconteceu na cidade de Fortaleza, foram centradas em como os países podem trabalhar juntos para impulsionar o crescimento econômico e promover o desenvolvimento social, ao mesmo tempo em que reconhecem a área da educação como fator-chave para o seu sucesso.

“A declaração dos BRICS para colocar a educação igualitária, inclusiva e de qualidade no centro da agenda pós-2015 é um importante reconhecimento político, que aumentará os esforços internacionais para enfrentar os desafios da pobreza e da desigualdade, e alcançar um desenvolvimento mais sólido e sustentável”, disse Qian Tang, diretor-geral adjunto para a educação da UNESCO.

A UNESCO vem apoiando os BRICS nas questões que priorizam a educação de qualidade para promover o crescimento inclusivo e sustentável. Em novembro de 2013, os ministros da Educação desses países se reuniram na sede da agência da ONU, em Paris, para lançar discussões iniciais sobre a cooperação em educação. Esse encontro histórico foi concluído com o acordo entre as nações no sentido de uma colaboração mais estreita, com o apoio da UNESCO.

Como parte desse esforço, um relatório prestes a ser lançado pelo Setor de Educação da UNESCO analisa os sistemas de educação dos BRICS e destaca oportunidades de aprendizagem e cooperação mútua.

Enquanto essas economias têm testemunhado grandes avanços na área de educação nos últimos anos, diz a UNESCO, é necessário se dar “mais atenção às áreas de qualidade e equidade, para garantir as melhores oportunidades possíveis às crianças quando deixam a escola”.

O novo relatório enfoca o desenvolvimento de habilidades, em especial o ensino técnico e profissionalizante, o qual os BRICS têm identificado como um elemento essencial para um crescimento mais inclusivo e para o desenvolvimento sustentável.

Acesse aqui a Declaração de Fortaleza dos BRICS.