UNESCO: 21 novos sítios são inscritos na lista do Patrimônio Mundial

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Iniciada no início do mês, na Cracóvia, a Reunião do Comitê do Patrimônio Mundial se encerrou na última quarta-feira (12) com a inclusão de 21 novos sítios na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO — três naturais e 18 culturais. Entre eles, está o Cais do Valongo, no Rio de Janeiro. Com as novas inscrições, número de sítios reconhecidos pela agência da ONU chegou a 1073.

Iniciada no início do mês, na Cracóvia, a Reunião do Comitê do Patrimônio Mundial se encerrou na última quarta-feira (12) com a inclusão de 21 novos sítios na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO — três naturais e 18 culturais. Outros cinco locais já inscritos no marco tiveram modificações de barreiras e ampliações territoriais. Entre os novos escolhidos, há um sítio brasileiro, o Cais do Valongo, no Rio de Janeiro.

Com as inscrições anunciadas nessa semana, o número de sítios reconhecidos pela agência da ONU chegou a 1073. Angola e Eritreia tiveram seus primeiros sítios inscritos na Lista durante o encontro. O Comitê ainda incluiu um sítio na Lista do Patrimônio Mundial em Perigo, da qual três outros locais foram removidos. Conheça abaixo as mudanças.

Os novos sítios naturais da Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO são:

Os novos sítios culturais são:

As ampliações aos sítios existentes são:

Patrimônios em perigo

O Comitê reunido em Cracóvia também deliberou por uma significativa redução das fronteiras da “Catedral Bagrati e Mosteiro Gelati” na Geórgia, retirando Mosteiro Gelati da Lista do Patrimônio Mundial em Perigo.

Outra decisão do organismo foi a retirada do Parque Nacional do Simien, na Etiópia, e do Parque Nacional Comoé, na Costa do Marfim, do documento que reúne sítios em risco. Já o Centro Histórico de Viena foi incluído na lista, que atualmente é composta por 54 locais considerados em perigo.


Mais notícias de:

Comente

comentários