UNAIDS lança plano de ação sobre empoderamento e direito das mulheres na organização

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) lançou nesta quarta-feira (6) seu novo Plano de Ação sobre Gênero 2018-2023. A iniciativa se baseia no progresso alcançado no plano anterior, encerrado este ano, que forneceu uma estrutura para a promoção da igualdade de gênero e do empoderamento das mulheres em todo o secretariado da entidade.

O UNAIDS lançou o novo Plano de Ação sobre Gênero 2018-2023, que prevê ampliar o empoderamento e os direitos das mulheres na organização. Foto: ONU Armênia

O UNAIDS lançou o novo Plano de Ação sobre Gênero 2018-2023, que prevê ampliar o empoderamento e os direitos das mulheres na organização. Foto: ONU Armênia

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) lançou nesta quarta-feira (6) seu novo Plano de Ação sobre Gênero 2018-2023. A iniciativa se baseia no progresso alcançado no plano anterior, encerrado este ano, que forneceu uma estrutura para a promoção da igualdade de gênero e do empoderamento das mulheres em todo o secretariado da entidade.

Cerca de 54% dos funcionários do UNAIDS são mulheres, e seu secretariado alcançou a paridade de gênero entre funcionários do nível P4 (gerência intermediária) e acima. O aumento do número de mulheres em cargos de liderança tem acontecido entre diretores de países — em 2018, as mulheres representam 48% dos diretores de países do programa da ONU, enquanto em 2013, esse percentual era de 23%.

O UNAIDS também desenvolveu um Programa de Mentoria para Mulheres e um Programa de Liderança para Mulheres.

“O Plano de Ação sobre Gênero vai além da paridade — é sobre empoderamento e direitos”, disse Michel Sidibé, diretor-executivo do UNAIDS. “A equipe é o principal recurso das Nações Unidas e eu me comprometo a garantir recursos, programas e apoio para empoderar todos os funcionários do UNAIDS para melhorar a vida das pessoas vivendo com HIV e afetadas pelo vírus”.

O desempenho do programa da ONU dentro do Plano de Ação para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres das Nações Unidas tem reconhecido. O UNAIDS é a única entidade das Nações Unidas em total cumprimento com todos os 15 indicadores de desempenho.

O novo plano baseia-se nesse progresso, ao mesmo tempo em que estabelece novas e ambiciosas metas. “O Plano de Ação sobre Gênero do UNAIDS é uma ferramenta para a mudança”, disse Gunilla Carlsson, diretora-executiva adjunta do UNAIDS.

“Uma ferramenta para ajudar a criar um local de trabalho que maximiza o poder positivo da igualdade e da diversidade, onde mulheres e homens podem seguir uma carreira gratificante, livre de discriminação e assédio de qualquer tipo. Tenho orgulho de lançá-lo como parte do plano de cinco pontos para prevenir e enfrentar o assédio no UNAIDS.”

O Plano de Ação sobre Gênero do UNAIDS estabelece quatro metas:

Meta 1: paridade de gênero de 50:50 em todos os níveis e categorias de funcionários.
Meta 2: 100% dos funcionários, em todos os níveis, devem definir um objetivo de trabalho e aprendizado sobre gênero.
Meta 3: 100% da equipe feminina elegível deve participar do Programa de Liderança para Mulheres e 100% da equipe elegível do UNAIDS deve participar do Programa de Mentoria para Mulheres.
Meta 4: 100% de cumprimento do Plano de Ação para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres das Nações Unidas 2.0.

Para alcançar essas metas e garantir uma cultura organizacional que defenda plenamente a igualdade e a diversidade de gênero, o secretariado do UNAIDS fará relatórios regulares e transparentes para todos os funcionários sobre progressos e desafios, além de reportar à junta de coordenação do programa.

Também será criado um “grupo de desafios”, composto por funcionários de toda a organização, que serão encarregados de impulsionar o progresso e responsabilizar a liderança do UNAIDS pela implementação do plano.


Mais notícias de:

Comente

comentários