UNAIDS lança iniciativa ‘Zero Discriminação’ no Alto Solimões

Como parte de uma bem-sucedida iniciativa global contra a discriminação, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) lança nesta semana, em Tabatinga e Manaus, mais uma frente de sua iniciativa Zero Discriminação – desta vez para a região do Alto Solimões.

Zero Discriminação

Como parte de uma bem-sucedida iniciativa global contra a discriminação, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) lança nesta semana, em Tabatinga e Manaus, mais uma frente de sua iniciativa Zero Discriminação – desta vez para a região do Alto Solimões.

O lançamento foi dividido em dois momentos, o primeiro em Tabatinga, realizado na última segunda-feira (22), e o segundo em Manaus, que ocorrerá na próxima quinta-feira (25).

A divulgação da campanha é fruto da visita de representantes do Ministério da Saúde e de agências das Nações Unidas à região, no contexto do Plano Integrado do Grupo Temático do UNAIDS para o estado do Amazonas. O AmazonAids é uma iniciativa para, entre outras metas, promover um diálogo intercultural com lideranças locais, com vistas à prevenção de DSTs, aids e hepatites na região.

Coordenado pelo UNAIDS, o Plano Integrado da ONU em resposta à AIDS reúne esforços de agências das Nações Unidas, dos governos federal, estaduais e municipais, da sociedade civil e de outros parceiros estratégicos para o fortalecimento das capacidades locais na resposta à epidemia de HIV. O Plano Integrado vem sendo implementado também na Bahia (Laços SociAids) e no Rio Grande do Sul (Aids Tchê).

Ao longo desta semana, no Amazonas, membros do UNAIDS, do Fundo de Populações das Nações Unidas (UNFPA), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, estarão reunidos com representantes do governo estadual do Amazonas e da sociedade civil (por meio da Associação de Redução de Danos do Amazonas/ARDAM) para discutir temas como a integração e as interfaces entre o AmazonAids e o Plano de Ação da Cooperação Interfederativa do Estado do Amazonas, entre outros.

A agenda inclui diversos eventos – entre eles uma reunião com organizações não-governamentais, movimentos, redes e práticas que atuam na resposta ao HIV/AIDS, DST e hepatites virais; e a oficina Aplicação da Lei, Prevenção e Tratamento para HIV/AIDS Associado ao Uso de Drogas.

Zero Discriminação

Lançada pelo UNAIDS em 2014, a iniciativa ‘Zero Discriminação’ tem como meta combater qualquer estigma que impeça o direito a uma vida plena, digna e produtiva. A borboleta da campanha – símbolo de um processo de transformação – representa o compromisso em assumir um comportamento aberto à diversidade e à tolerância.

Liderada pela porta-voz do UNAIDS para a Zero Discriminação e vencedora do prêmio Nobel da Paz, Daw Aung San Suu Kyi, a iniciativa consagrou o dia 1º de março como Dia de Zero Discriminação – buscando mobilizar jovens, comunidades, organizações religiosas e defensores dos direitos humanos, entre outros, para a promoção da inclusão e do respeito a esses direitos inalienáveis.

No Brasil, a Zero Discriminação conta com o apoio de Mateus Solano, embaixador de Boa Vontade do UNAIDS, como porta-voz oficial da iniciativa para trazer à tona o debate sobre a discriminação e a promoção dos direitos humanos.

Saiba mais sobre a campanha em:
www.unaids.org/en/resources/campaigns/20131126zerodiscrimination
www.facebook.com/zerodiscrimination

Acompanhe em www.unaids.org.br