UNAIDS lança edital de apoio a projetos da sociedade civil para HIV e COVID-19

O Escritório Regional do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) para América Latina e o Caribe lançou na semana passada (17) um edital para promover projetos e gerar evidências capazes de fortalecer a resposta de base comunitária ao HIV e à COVID-19.

Os projetos devem englobar ações de prevenção da transmissão da COVID -19; resposta contínua, prevenção e assistência ao HIV; abordar temas de direitos humanos, estigma, discriminação e violência contra pessoas que vivem com e são afetadas pelo HIV e pela COVID-19. Notas conceituais sobre os projetos devem ser enviadas até 31 de julho.

Foto: UNAIDS

O escritório regional do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) para América Latina e o Caribe lançou na semana passada (17) um edital para promover projetos e gerar evidências capazes de fortalecer a resposta de base comunitária ao HIV no contexto da COVID-19.

O edital surge dentro do âmbito do fortalecimento do papel central da sociedade civil e suas lideranças comunitárias que trabalham com HIV ou são afetadas pelo vírus na região da América Latina e do Caribe.

Essa iniciativa responde aos dados revelados pela última pesquisa rápida online realizada pelo UNAIDS, em abril de 2020, especificamente na América Latina e no Caribe, para entender as necessidades das pessoas vivendo com HIV (PVHIV), no contexto desta pandemia de COVID-19.

Com mais de 2 mil respostas de pessoas vivendo com HIV, a pesquisa mostrou que, por exemplo, oito em cada dez pessoas indicaram que gostariam de receber informações sobre conselhos de cuidados para pessoas com HIV e 31% delas afirmaram que não estavam recebendo informações suficientes sobre como impedir a transmissão do novo coronavírus.

Outras evidências indicaram que 70% das pessoas que responderam à pesquisa não usam antirretrovirais (ARV) havia mais de dois meses, o que se torna um desafio para os sistemas de saúde da região e para as respostas de base comunitária. No caso de refugiados e migrantes vivendo com HIV, esse percentual sobe para 78%.

Os resultados desta pesquisa constituem um alerta que exige a participação de governos, cooperação internacional e sociedade civil em uma resposta coordenada e intersetorial às necessidades das pessoas vivendo com HIV. O UNAIDS contribui apoiando a ação de organizações da sociedade civil, lideradas por e para comunidades que vivem com ou são afetadas pelo HIV.

As linhas estratégicas deste edital são:

– Prevenção da transmissão da COVID -19.
– Resposta contínua, prevenção e assistência ao HIV.
– Direitos humanos, estigma, discriminação e violência contra pessoas que vivem com e são afetadas pelo HIV e pela COVID-19.

Este edital inclui um espaço de treinamento no qual as organizações que desejam enviar propostas receberão diretrizes para a preparação do projeto que pretendem realizar.

O cronograma do processo pode ser consultado neste link para o edital.

No caso de dúvidas, enviar email para provisramirezm@unaids.org ou CuadraM@unaids.org