UNAIDS detalha medidas para promover igualdade de gênero dentro da organização

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Na África Subsaariana, três em cada quatro novas infecções por HIV entre jovens de 15 a 19 anos ocorrem entre meninas, enquanto, globalmente, o vírus é a principal causa de morte entre mulheres de 30 a 49 anos, segundo dados do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

“Sabemos que a igualdade de gênero e o empoderamento feminino são pontos essenciais para acabar com a epidemia de AIDS até 2030, como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O UNAIDS está comprometido com a integração da igualdade de gênero e dos direitos humanos em suas políticas programáticas e de gestão”, disse o programa da ONU em nota.

Foto: upslon/Flickr

Foto: upslon/Flickr

Na África Subsaariana, três em cada quatro novas infecções por HIV entre jovens de 15 a 19 anos ocorrem entre meninas, enquanto, globalmente, o vírus é a principal causa de morte entre mulheres de 30 a 49 anos, segundo dados do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

“Sabemos que a igualdade de gênero e o empoderamento feminino são pontos essenciais para acabar com a epidemia de AIDS até 2030, como parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O UNAIDS está comprometido com a integração da igualdade de gênero e dos direitos humanos em suas políticas programáticas e de gestão”, disse o programa da ONU em nota.

O UNAIDS tem trabalhado por uma maior igualdade de gênero dentro do Sistema ONU. Em quatro anos, houve um aumento de 27% para 48% de mulheres nos cargos de liderança do programa das Nações Unidas no mundo.

Plano de Ação de Gênero do UNAIDS

O UNAIDS lançou seu primeiro Plano de Ação de Gênero em 2013. Trata-se de uma estrutura abrangente para a promoção da igualdade de gênero e para o empoderamento das mulheres na organização, inserindo ações sensíveis ao gênero no trabalho do UNAIDS.

O programa da ONU criou uma iniciativa especial de liderança para mulheres nos níveis de cargo P4 e P5 e para oficiais nacionais, com o objetivo de promover o empoderamento feminino e o desenvolvimento de suas carreiras.

O Programa de Mentoria para Mulheres do UNAIDS já opera há três anos e visa contribuir para o crescimento profissional e a satisfação das mulheres no trabalho. A ação é aberta a mulheres em todos os níveis da Organização, com mentores homens e mulheres.

O UNAIDS também adota uma política de Acordos de Trabalho Flexível, implementada para apoiar a equipe na otimização da produtividade e, ao mesmo tempo, equilibrar os compromissos profissionais e pessoais. A licença maternidade é estendida para fornecer às novas mães oito semanas adicionais de licença, com pagamento integral.

Além disso, toda a equipe é incentivada a definir objetivos de trabalho e aprendizado sensíveis a gênero. O programa da ONU implementou um “marcador de igualdade de gênero”, e meta é que 15% de todas as despesas sejam gastas para apoiar a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.

Leia documento completo sobre o tema.


Mais notícias de:

Comente

comentários