UNAIDS convida DJs da cena eletrônica LGBTI para campanha #AjudeDeCasa

Foto: UNAIDS

Em um sábado à noite como outro qualquer, jovens lésbicas, gays, bissexuais, travestis, trans e intersexo de todo o mundo estariam certamente se arrumando para ir a uma festa LGBTI+.

Para muitos deles, estes encontros representam verdadeiros espaços de convivência, onde se sentem seguros para viver sua sexualidade e expressar sua identidade de gênero. Mas, com a pandemia da COVID-19, tudo isso mudou.

Neste novo contexto, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) convidou alguns dos maiores empresários e DJs da cena eletrônica LGBTI+ do Brasil para deixar, nas redes sociais, uma mensagem sobre questões como a importância de ficar em casa neste momento de pandemia, de cuidar da saúde mental – de si mesmo e daqueles mais próximos, e de aderir a uma onda de solidariedade para ajudar a comunidade LGBTI+ e de pessoas vivendo com HIV em situação de extrema vulnerabilidade.

Segundo o diretor interino do UNAIDS no Brasil, Cleiton Euzébio de Lima, a pandemia da COVID-19 tem trazido diversos impactos socioeconômicos negativos para a vida das pessoas LGBTI+ e das pessoas vivendo com HIV ou AIDS.

“Em uma pesquisa online que o UNAIDS realizou com quase 2,9 mil pessoas vivendo com HIV, cerca de 60% relataram ter tido mudanças no humor enquanto metade delas disse achar que necessita de apoio psicológico para lidar com a ansiedade gerada pela pandemia de COVID-19”, explicou o diretor interino.

“Além disso, 40% relataram esperar ações de assistência social, incluindo a distribuição de cestas básicas. Com esta primeira ação do #AjudeDeCasaLGBTI+, o UNAIDS buscou promover uma mensagem de cuidado e solidariedade em apoio a pessoas LGBTI+ em situação de vulnerabilidade.”

A cada empresário e empresária que o UNAIDS convidou, foi dado o desafio de mobilizar pelo menos um ou uma DJ para que se unisse ao movimento.

Fernando Scarpi (Festival Hell & Heaven), convidou seu DJ residente Erik Vilar; Zé Augusto (San Sebastian), convidou sua DJ residente Anne Louise; André Almada (The Week), convidou seu DJ residente Allan Natal; e Lili Santana (Festa da Lili) convidou a DJ de Brasília Liza Rodrigues.

Juntos, os participantes do vídeo somam quase 900 mil de seguidores só no Instagram, onde a ação foi inicialmente divulgada no sábado (9). Em apenas quatro dias, as mensagens do vídeo tinham alcançado cerca de 100 mil pessoas segundo as métricas compartilhadas por estas pessoas com o UNAIDS.

O vídeo começa com uma brincadeira – na qual os participantes trocam suas roupas de festa por um pijama, para ficar em casa. Na sequência eles compartilham mensagens importantes para sensibilizar a comunidade LGBTI+ sobre estes temas mais urgentes do momento, relacionados ao cenário da COVID-19.

Através da hashtag #AjudeDeCasaLGBTI+, os participantes da ação buscam mostrar para as pessoas que a comunidade precisa se unir para enfrentar este momento.

O vídeo foi editado voluntariamente pelo videomaker de Brasília (DF) Pedro Lino e teve como trilha sonora a música “Hair & Soul”, cedida pela cantora Wanessa Camargo, embaixadora da Boa Vontade do UNAIDS no Brasil.

“Quando, nos anos 1980, nossa comunidade LGBTI+ foi atingida em cheio por uma outra epidemia, a epidemia de AIDS, a solidariedade foi nossa principal força. Justo em um momento em que não tínhamos qualquer tratamento disponível”, lembra o vídeo.

“Não dá para fazer qualquer comparação entre o que foi vivido naquela época e a situação de hoje, com a COVID-19. Mas uma lição nós temos bem clara: estamos diante de um momento em que nós precisamos resgatar e fazer florescer novamente a união e a solidariedade dentro da nossa comunidade.”

Saúde mental e outras vulnerabilidades

A questão da saúde mental também faz parte destes temas. No vídeo, eles destacam que muitas pessoas LGBTI+ enfrentam sozinhas situações importantes nesta área.

“No contexto dessa nova pandemia, esses problemas podem se agravar por conta do isolamento”, lembram. “Seu melhor amigo ou amiga pode estar precisando de sua ajuda. Podemos e devemos cuidar destas pessoas mais próximas, ao menos para escutá-las, sem discriminação ou julgamentos”.

Outro eixo da iniciativa é a ajuda às pessoas da comunidade LGBTI+ e pessoas vivendo com HIV que, neste momento, têm enfrentado grandes dificuldades de acesso a produtos básicos de alimentação, higiene e limpeza. Juntos, os participantes buscaram também mobilizar as pessoas da própria comunidade para aderirem ao gesto de doação que eles próprios adotaram.

O foco desta ação específica foi direcionar a ajuda ao Projeto Balaio: saúde, inclusão e comunidade – uma iniciativa da ONG Barong, de São Paulo (SP), que conta com apoio UNAIDS e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), bem como de outras organizações da sociedade civil e organizações parceiras.

Além de contribuírem com a participação nos vídeos, os empresários fizeram doações para o Balaio, o que irá permitir a compra de mais cestas básicas e kits de higiene e limpeza para diversas pessoas LGBTI+ em situação de vulnerabilidade.

“Esta ação demonstra que o setor privado pode ser mobilizado e engajado de modo criativo para contribuir com a promoção da solidariedade em nossa comunidade LGBTI+. Em nome do UNAIDS, agradeço aos empresários André Almada, Fernando Scarpi, Lili Santana e José Augusto por darem esta demonstração de compromisso e solidariedade com a comunidade, em um momento que o próprio setor de entretenimento passa por grandes dificuldades”, disse o diretor interno do UNAIDS.

Saiba mais sobre o ‘Projeto Balaio: saúde, inclusão e comunidade

Assista aqui ao vídeo da iniciativa #AjudeDeCasaLGBTI+

Sua doação pode fazer a diferença:
Com R$ 25,00, você ajuda a comprar 1 kit de higiene e limpeza
Com R$ 100,00, você ajuda a comprar 1 cesta básica de alimentos
Doe o valor que for possível para você! As doações podem ser feitas pelo QR Code do PicPay:

Quem preferir, pode fazer a transferência diretamente para a conta do Barong:
BANCO BRADESCO
AG: 3103
CONTA POUPANÇA: 17049–6
INSTITUTO CULTURAL BARONG
CNPJ: 04.125.363/0001-04