TV Brasil ganha concurso jornalístico da ONU sobre refugiados

TV Brasil Internacional é a ganhadora do prêmio jornalístico do ACNUR com série de cinco reportagens no marco das comemorações do 30º Aniversário da Declaração de Cartagena sobre Refugiados. Assista às reportagens.

Foto: ACNUR

Foto: ACNUR

A TV Brasil Internacional é a ganhadora do prêmio jornalístico Cartagena+30, com uma série de cinco reportagens produzida para o concurso realizado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) no marco das comemorações do 30º Aniversário da Declaração de Cartagena sobre Refugiados de 1984.

Os jurados levaram em conta os seguintes critérios de avaliação: alinhamento do material segundo a temática de Cartagena+30; variedade das fontes; apresentação de dados e das peças jornalísticas. De forma unânime, a TV Brasil Internacional foi escolhida como vencedora do concurso.

As reportagens da TV Brasil Internacional – divulgadas pela TV Brasil, uma emissora pública – foram produzidas em quatro países da América Latina (Brasil, Equador, Nicarágua e México) e abordam os principais desafios da proteção e integração de refugiados e outras populações deslocadas que vivem na região. Elas estão disponíveis no site da TV Brasil, nos links http://goo.gl/xWc6IW, http://goo.gl/TviIm2, http://goo.gl/7oK9ch, http://goo.gl/2FPg9X e http://goo.gl/BDblvJ

Entre os temas tratados nas reportagens estão a integração socioeconômica de refugiados no Cone Sul, as novas formas de violência que deslocam crianças e famílias na América Central e o contínuo impacto humanitário do conflito colombiano. A série aborda ainda a assistência prestada pelos Estados e organizações da sociedade civil às vítimas da violência, como também soluções duradouras encontradas nos países de refúgio.

Estes desafios e soluções refletem os temas discutidos durante o Processo Cartagena+30, impulsionado durante todo este ano pelo ACNUR e os países da América Latina e o Caribe, com a participação de representantes da sociedade civil.

O processo será concluído com uma reunião ministerial em Brasília (Brasil), nos dias 2 e 3 de dezembro, quando será adotado um novo Plano de Ação para fortalecer, durante os próximos dez anos, a proteção e assistência a estas pessoas que buscam reconstruir suas vidas em países da América Latina e Caribe.

Como indicado nas regras gerais do concurso, o ganhador será convidado a assistir a Reunião Ministerial em Brasília. No dia 2 de dezembro, a TV Brasil Internacional receberá um troféu comemorativo do Processo Cartagena+30, um certificado e terá as reportagens divulgadas na internet, no site http://www.acnur.org/cartagena30

O processo comemorativo e de consultas, denominado Cartagena+30, foi lançado oficialmente em Genebra em fevereiro deste ano com a participação dos embaixadores dos Estados do Grupo da América Latina e Caribe.

A Declaração é um instrumento regional adotado por um grupo de especialistas governamentais e juristas de Belize, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá e Venezuela, em Cartagena de Índias, na Colômbia, e que se concentrou nos problemas legais e humanitários que afetavam os refugiados na América Central.