Turma da Mônica homenageia cientista e diplomata brasileira no Dia Nacional da Ciência

No Brasil, em todo dia 8 de julho é celebrado o Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico. Em menção à data, a Mauricio de Sousa Produções (MSP) escolheu a bióloga e diplomata brasileira Bertha Lutz para fazer uma homenagem. A bióloga teve sua biografia publicada no site do projeto Donas da Rua e um desenho com os traços da personagem Marina.

Além do trabalho como zoóloga e bióloga especializada em anfíbios, Bertha Lutz ficou conhecida como uma das maiores líderes na luta pelos direitos políticos das mulheres brasileiras. O relato é da ONU Mulheres.

Projeto #DonasDaRua faz homenagem à bióloga e diplomata brasileira Bertha Lutz no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico.

No Brasil, em todo dia 8 de julho é celebrado o Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico. Em menção à data, a Mauricio de Sousa Produções (MSP) escolheu a bióloga e diplomata brasileira Bertha Lutz para fazer uma homenagem no Donas da Rua da Ciência. A bióloga teve a sua biografia publicada no site do projeto e um desenho nos traços da personagem Marina.

Além do trabalho como zoóloga e bióloga especializada em anfíbios, Bertha Lutz ficou conhecida como uma das maiores líderes na luta pelos direitos políticos das mulheres brasileiras. Em 1919, ela criou a Liga para a Emancipação Intelectual da Mulher, que deu origem à Federação Brasileira pelo Progresso Feminino (FBPF).

Entre muitas de suas contribuições, ela representou as brasileiras na Assembleia Geral da Liga das Mulheres Eleitoras, nos Estados Unidos, sendo eleita vice-presidente da Sociedade Pan-Americana.

Em 1932, depois de uma intensa campanha das mulheres, foi estabelecido o direito ao voto feminino, por um decreto-lei do presidente Getúlio Vargas. O ato passou a ser permitido apenas às mulheres casadas, com autorização dos maridos, e às viúvas e solteiras com renda própria. Foi só em 1934 que essas restrições foram eliminadas do Código Eleitoral.

Engajada na luta, ela se formou em Direito e foi deputada na Câmara Federal, em 1936. Na ocupação, Bertha propôs mudanças na legislação referente ao trabalho da mulher, buscando equiparação salarial, ampliação da licença-maternidade e redução da jornada de trabalho.

A bióloga sempre conciliou a luta pelos direitos das mulheres com a pesquisa. No âmbito científico, ela foi responsável pela descoberta de uma espécie de sapos, o Paratelmatobius lutzii, conhecido como “Lutz’s rapids frog”.

Como diplomata, Bertha Lutz também contribuiu para a inclusão da igualdade de direitos de homens e mulheres na Carta da ONU, documento lançado em 1945 que criou as Nações Unidas.

O Dia da Ciência e do Pesquisador também é uma homenagem à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, entidade criada em 8 de julho de 1948 que se tornou um dos pilares para professores, alunos e pesquisadores de todo o país. A data tem como objetivo chamar a atenção para a produção científica do país, estimular o gosto dos jovens pela ciência e divulgar o saber científico para a sociedade.

#DonasDaRua

O Donas da Rua foi criado em março de 2016 e tem o apoio da ONU Mulheres. Nesta parceria, a MSP tornou-se signatária dos Princípios de Empoderamento da ONU Mulheres. Uma de suas áreas, o Donas da Rua da Ciência, tem como objetivo resgatar a trajetória de pesquisadoras e cientistas que marcaram a humanidade com suas ações. O projeto pode ser conferido no site.

Mauricio de Sousa Produções

A Mauricio de Sousa Produções é uma das maiores empresas de entretenimento do Brasil, responsável por uma das marcas mais admiradas do país, a Turma da Mônica. A MSP investe em inovação e produz conteúdos em todas as plataformas com a mais alta tecnologia, alinhando educação, cultura e entretenimento.

A empresa é signatária dos princípios de empoderamento das mulheres, plataforma da ONU Mulheres e Pacto Global.


Comente

comentários