TPI vai decidir onde julgar filho de Muamar Kadafi

Promotor Luis Moreno-Ocampo está em Trípoli para conversas com autoridades locais, que se propuseram a auxiliar a Corte. “Existem normas legais que terão de ser cumpridas”, avisa.

Caberá ao Tribunal Penal Internacional (TPI) decidir onde Saif al-Islam kadafi, filho do ex-líder líbio Muamar Kadafi, será julgado por crimes contra a humanidade, disse o Promotor do TPI, Luis Moreno-Ocampo, ao desembarcar hoje (22/11) em Trípoli para conversas com autoridades nacionais. “Existem normas legais que terão de ser cumpridas.”

A visita de Moreno-Ocampo e do Promotor Adjunto Fatou Bensouda acontece poucos dias depois da prisão do filho de Muamar Kadafi e da captura ainda não confirmada do ex-Chefe de Inteligência da Líbia, Abdullah Al Senussi. Ambos eram procurados pelo TPI desde junho, por suas atuações nos ataques do governo contra manifestantes, que resultaram na morte de centenas de pessoas.

“Suas prisões representam um passo crucial para levar justiça aos maiores responsáveis por crimes cometidos na Líbia”, declarou Moreno-Ocampo. O promotor buscará informações das autoridades líbias sobre procedimentos nacionais propostos para auxiliar a Corte na análise da admissibilidade do caso contra os capturados.