Todas as pessoas devem ter acesso a espaços públicos verdes, diz publicação da ONU

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e o Instituto Semeia participaram na semana passada de dois eventos online sobre a publicação “Parques para Todas e Todos”, abordando a importância de garantir o acesso de todas pessoas aos espaços públicos verdes.

Nos eventos, discutiu-se como as equipes de gestão pública podem trabalhar para incluir a perspectiva de gênero em sua atuação.

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e o Instituto Semeia participaram na semana passada de dois eventos online sobre a publicação “Parques para Todas e Todos“, abordando a importância de garantir o acesso de todas pessoas aos espaços públicos verdes.

Nos eventos, discutiu-se como as equipes de gestão pública podem trabalhar para incluir a perspectiva de gênero em sua atuação.

Na quinta-feira (23), Lívia Alen, ponto focal de gênero do UNOPS no Brasil, e o coordenador de projetos do Instituto Semeia, Rodrigo Góes, conversaram com a presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina (CAU/SC), Daniela Sarmento.

O evento foi promovido pela Escola do Legislativo do Estado de Santa Catarina e pode ser visto na página da Escola do Legislativo no Facebook.

Na sexta-feira (24), Alen, o também coordenador de projetos do Instituto Semeia, Victor Hugo Costa, e a analista técnica de Meio Ambiente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Sofia Zagallo, estiveram em uma edição do Bate-Papo CNM.

A conversa foi acompanhada por equipes de diversas prefeituras brasileiras que tiveram a oportunidade de contribuir com perguntas e comentários. A gravação está disponível no canal da CNM no Youtube.

O documento “Parques para Todas e Todos – Sugestões para a implantação de parques urbanos com perspectiva de gênero” pretende inspirar o poder público a construir espaços mais diversos a partir da inserção da perspectiva de gênero em parques urbanos, seja na implantação ou na gestão.

A publicação pode ser baixada gratuitamente e é fruto do trabalho conjunto de UNOPS, Instituto Semeia, ONU Mulheres e Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS).

Clique aqui para acessar a publicação.

Oficiais de UNOPS e Instituto Semeia participaram de eventos online sobre a publicação "Parques para Todas e Todos". Foto: UNOPS

Oficiais de UNOPS e Instituto Semeia participaram de eventos online sobre a publicação “Parques para Todas e Todos”. Foto: UNOPS