Terremoto no Haiti ajuda a criar maior entendimento sobre desastres naturais no mundo

Mais de 130 países informaram à ONU sobre seus planos de ação para a redução de risco de desastres. Haiti serve de exemplo para comunidade internacional.

Para a Representante Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para Redução de Desastres e Chefe da Estratégia Internacional da ONU para a Redução de Desastres (UNISDR), Margareta Wahlström, o terremoto no Haiti ajudou a criar um maior entendimento global sobre a importância da redução do risco de desastres naturais.

Mais de 130 países já informaram sobre a suas implementações do plano de ação internacional para a redução de risco de desastres, chamado de “Quadro de Ação Hyogo 2010-2015: Construindo Resiliência das Nações e Comunidades para o Desastre”.

“Autoridades precisam levar a sério o assunto de redução de riscos, mesmo em cidades e regiões que não sofrem com terremotos e tsunamis  há centenas de anos”, afirmou a Chefe da UNISDR.

Margareta Wahlström ainda afirmou que o Haiti teve ‘significativo’ progresso em saber lidar como as consequências do terremoto e serviu de exemplo para a comunidade internacional.

“A resiliência dos haitianos nos dois últimos anos foi heroica enquanto eles buscam se recuperar de um desastre de enorme magnitude. Eles têm feito muito em seus esforços para reconstruir o país e realojar desabrigados, ao mesmo tempo em que lidaram com outras calamidades, incluindo ciclones e a atual epidemia de cólera”, completou Wahlström.

Para conferir a mensagem do Secretário-Geral da ONU sobre os dois anos do terremoto no Haiti, clique aqui.