Tempo de ratificar tratado da ONU que bane testes nucleares é agora, diz Secretário-Geral

Às vésperas de completar 15 anos da criação do tratado, é preciso que apenas mais nove países o ratifiquem para que comece a valer a partir de 2012.

Tempo de ratificar tratado da ONU que bane testes nucleares é agora, diz Secretário-Geral

O Secretário-Geral Ban Ki-moon exortou nesta sexta-feira (23/9) todos os Estados que ainda não assinaram ou ratificaram o tratado global que proíbe testes nucleares para que aproveitem o momento, com o objetivo de fazer com que o tratado entre em vigor em 2012.

“Sabemos que uma proibição total dos testes nucleares é um passo indispensável para um mundo livre das armas nucleares”, disse na ocasião da Sétima Conferência para Facilitar a Entrada em Vigor do Tratado Global para Banir Testes Nucleares, realizada em Nova York. “Minha mensagem é clara: não espere que os outros se movam primeiro. Tome a iniciativa. Lidere. O tempo de esperar passou”.

De um total de 195 países listados, 182 já assinaram o tratado e 155 o ratificaram. É preciso que apenas mais 9 países ratifiquem o documento para que tenha validade já no próximo ano. “A entrada em vigor do tratado está muito atrasada”, disse o brasileiro e Representante da ONU para Assuntos de Desarmamento, Sergio Duarte.

Entre os países que ainda não ratificaram o documento estão China, Coreia do Norte, Egito, Índia, Indonésia, Irã, Israel, Paquistão e os Estados Unidos.