Indústria; inovação e infraestrutura

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 11 diz: “Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 9 diz: “Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação”.

 

Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods9 e notícias sobre o tema abaixo.

Países se comprometeram a acabar com poluição do ar, da água e da terra durante Assembleia Ambiental da ONU em Nairóbi, no Quênia. Foto: Ciência em Pauta (CC)

Países se comprometem a pôr fim a poluição do ar, da água e da terra após cúpula em Nairóbi

Os países se comprometeram nesta quarta-feira (6) a pôr fim à poluição do ar, da terra e da água, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida de bilhões de pessoas globalmente. O compromisso foi feito no encerramento da Assembleia da ONU para o Meio Ambiente, realizada esta semana em Nairóbi, no Quênia.

“Hoje colocamos a luta contra a poluição no topo da agenda política global”, disse Erik Solheim, diretor-executivo da ONU Meio Ambiente. “Temos uma longa luta à nossa frente, mas a cúpula mostrou que há um apetite real por mudanças positivas e significativas”.

Previsão da FAO é de que a produção de milho para 2017 na América Latina e no Caribe se manterá em níveis altos como resultado do aumento da produção em Argentina e Brasil. Foto: EBC

FAO: Brasil e Argentina devem ter recorde de produção de milho em 2017

Uma maior produção de milho e uma queda da produção de trigo na América do Sul este ano são dois aspectos destacados pelo relatório “Perspectivas Alimentares”, divulgado no fim de novembro (21) pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Segundo o documento, a produção de milho do Brasil em 2017 deve alcançar novo recorde de 99,4 milhões de toneladas, aumento de 57% frente a 2016. A Argentina também registrou uma produção recorde de 49,5 milhões de toneladas, apontou.

Crianças e adolescentes reuniram-se com o prefeito de São Paulo, João Doria, para debater direitos. Foto: UNICEF

Crianças e adolescentes assumem prefeitura de Maceió e se reúnem com prefeito de São Paulo

Meninos e meninas assumiram o comando da Prefeitura de Maceió e do Conselho Superior Estratégico da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) no fim de novembro (22) como parte da campanha do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) “Crianças no Controle”. Adolescentes também se reuniram com o prefeito de São Paulo para tratar dos desafios da cidade.

A campanha ocorre na ocasião do Dia Mundial da Criança, lembrado em 20 de novembro.

O serviço de compartilhamento de bicicletas Mobike foi um dos vencedores. Foto: Mobike

Presidente chilena e startup de bicicletas estão entre vencedores de prêmio ambiental da ONU

Seis líderes e projetos globais receberam nesta terça-feira (5) o principal prêmio ambiental das Nações Unidas, o Campeões da Terra, por suas ações com impacto positivo no meio ambiente. A homenagem foi feita durante a Assembleia Ambiental da ONU que ocorre em Nairóbi, no Quênia, nesta semana.

Os premiados deste ano foram a presidente chilena, Michelle Bachelet; o cientista da NASA Paul A. Newman; o diretor de cinema norte-americano Jeff Orlowski; a startup de compartilhamento de bicicletas Mobike; o presidente da empresa de energia limpa chinesa Elion Resources Group, Wang Wenbiao; e a comunidade de reflorestamento chinesa Saihanba. O relato é da ONU Meio Ambiente.

Gul Shirin, de 45 anos, deu início a uma unidade de costura na província de Parwan. Zarmina, de 35, acaba de estabelecer sua própria micro-estufa no distrito de Paghman, na província de Cabul. Ao lançar as pequenas empresas e ‘casas verdes’, centenas de mulheres afegãs podem agora se manter e apoiar suas famílias. Suas histórias ressaltam o foco do Afeganistão na capacitação das mulheres e na garantia que elas possam participar ativamente da sociedade. Confira nesse vídeo do Banco Mundial.

VÍDEO: Empoderando as mulheres para o crescimento do Afeganistão

Gul Shirin, de 45 anos, deu início a uma unidade de costura na província de Parwan. Zarmina, de 35, acaba de estabelecer sua própria micro-estufa no distrito de Paghman, na província de Cabul. Ao lançar as pequenas empresas e ‘casas verdes’, centenas de mulheres afegãs podem agora se manter e apoiar suas famílias. Suas histórias ressaltam o foco do Afeganistão na capacitação das mulheres e na garantia que elas possam participar ativamente da sociedade. Confira nesse vídeo do Banco Mundial.

Iniciativa busca desenvolver capacidades de trabalhadores rurais para aumentar e qualificar sua produção (agrícola e não agrícola). Foto: Programa Semear

Fundo agrícola da ONU e Slow Food capacitarão agricultores familiares do semiárido brasileiro

O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) firmou ao final de novembro (29) um acordo com a associação Slow Food e o projeto Semear Internacional para levar mais assistência a produtores rurais do semiárido nordestino e mineiro. Parceria prevê atividades de consultoria para o desenvolvimento de produtos que serão incluídos na Arca do Gosto, catálogo de pratos e alimentos com potencial comercial. Cooperação também incluirá capacitações em gastronomia.

A 150ª adesão aos princípios de empoderamento das mulheres da ONU aconteceu durante o Fórum Mulheres de Destaque, no final de novembro, em São Paulo. Foto: ONU Mulheres

Princípios de empoderamento das mulheres da ONU alcançam 150 empresas signatárias no Brasil

“Igualdade significa negócios”. É sob esta afirmação que a ONU Mulheres e o Pacto Global da ONU vêm trabalhando para promover os Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs, da sigla em inglês) no Brasil e no mundo.

Baseados em práticas empresariais bem-sucedidas, tais princípios orientam corporações a adaptar as políticas existentes ou criar novas práticas para trabalhar a promoção da igualdade entre homens e mulheres no local de trabalho, no mercado, em sua cadeia de valor e na sociedade.

O treinamento, desenvolvido pelo Grupo Temático ODS da Rede Brasil do Pacto Global, aborda os cinco passos contemplados na publicação por meio de conteúdos expositivos, cases e dinâmicas. Foto: Rede Brasil do Pacto Global/Fellipe Abreu

Rede Brasil do Pacto Global promove inserção dos ODS nas práticas corporativas

Na medida em que as empresas assumem mais compromissos com a sustentabilidade, a busca por ferramentas e treinamentos que auxiliam na inserção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nas práticas corporativas é crescente. Um exemplo foi o workshop sobre o Guia de Implementação dos ODS para empresas (SDG Compass), realizado desde o ano passado pela Rede Brasil do Pacto Global e parceiros em cinco estados brasileiros.

Na América Latina e Caribe, existem 16,5 milhões de fazendas de agricultura familiar. Foto: FAO

Apoio a agricultores familiares é fundamental na luta contra a fome, diz FAO

A luta contra a fome alcançou hoje um “ponto de inflexão”, e apoiar os agricultores familiares é fundamental para o sucesso, disse na segunda-feira (29) o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva, em discurso a parlamentares britânicos.

É um paradoxo o fato de os agricultores familiares — que produzem a maior parte dos alimentos no mundo — serem os mais ameaçados pela insegurança alimentar, disse Graziano.

Estima-se que um em cada 10 produtos médicos que circulam em países de baixa e média renda seja de baixa qualidade ou falsificado, de acordo com a OMS. Foto: EBC

OMS: 1 em cada 10 produtos médicos em países de baixa e média renda está fora do padrão ou é falsificado

Estima-se que um em cada dez produtos médicos que circulam em países de baixa e média renda seja de baixa qualidade ou falsificado, de acordo com novas pesquisas realizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgadas na terça-feira (28).

“Medicamentos de baixa qualidade e falsificados afetam particularmente as comunidades mais vulneráveis”, afirma Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS. “Imagine uma mãe que deixa de comprar alimentos ou manter outras necessidades básicas para pagar o tratamento de sua criança, sem saber que os remédios são inadequados ou falsificados e que esse tratamento pode fazer com que o filho morra. Isso é inaceitável”.

Foto: UIT

Fórum internacional identifica oportunidades econômicas de tecnologias emergentes

Oportunidades econômicas de tecnologias inovadoras de informação e comunicação (TIC) – como a Internet das Coisas, computação em nuvem, inteligência artificial e dados para cidades inteligentes e sustentáveis – foram identificadas neste mês de novembro em Hammamet, na Tunísia, durante a 15ª edição do Simpósio Global de Indicatores de TIC e Telecomunicações da União Internacional de Telecomunicações (UIT).

Livro aborda desafios de infraestrutura para a prestação adequada de serviços de saúde. Imagem: UNOPS/Reprodução

Escritório da ONU lança livro sobre infraestrutura hospitalar na América Latina

O Escritório das Nações Unidas para Serviços de Projetos (UNOPS) lançou neste mês a versão digital do livro “Arquitetura para a Saúde na América Latina”, disponibilizado gratuitamente para o público.O livro apresenta experiências de dez países — Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, México, Peru, Uruguai e Venezuela — e aborda conhecimentos sobre planejamento, projeto e construção sustentável e inovadora de edifícios hospitalares.

Foto: Flickr/João Guilherme de Carvalho (Creative Commons)

ONU: América Latina e Caribe despejam 30% de seu lixo em locais inadequados

A geração diária de resíduos sólidos urbanos nos países da América Latina e do Caribe atingiu cerca de 540 mil toneladas, e a expectativa é de que, até 2050, o lixo gerado na região alcançará 671 mil toneladas por dia. É o que revelam dados apresentados pela ONU Meio Ambiente em evento realizado esta semana (21) pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE), em São Paulo.

De acordo com a agência das Nações Unidas, mais de 145 mil toneladas de lixo, ou cerca de 30% do total, são destinadas a locais inadequados diariamente na região.

Sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP). Foto: Arte Fora do Museu/Wikimedia Commons (CC)

Em reunião na FIESP, adolescentes pedem que empresas garantam direitos da infância

Duas adolescentes da zona leste de São Paulo preparam-se para quebrar a rotina de uma das mais importantes reuniões que acontecem no décimo quarto andar da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) nesta quarta-feira (22).

Kaylane Oliveira, de 15 anos, e Andressa Santos Monteiro, de 14, assumirão o lugar do presidente Paulo Skaf para conversar com cerca de 30 integrantes do Conselho Superior Estratégico da FIESP sobre a importância das empresas na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.

A atividade faz parte das celebrações do Dia Mundial da Criança, lembrado esta semana, relata o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Iniciativa da OMS busca reduzir pela metade nos próximos cinco anos os danos graves e evitáveis associados a erros de medicação. Foto: Agência Brasil/Valter Campanato

Erros no uso de medicações custam US$42 bi por ano no mundo, estima ONU

Os custos relacionados a erros no uso de medicações somam 42 bilhões de dólares, ou cerca de 136 bilhões de reais, por ano no mundo, segundo estimativas da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS).

A estimativa da agência da ONU é de que ao menos uma pessoa morra por dia globalmente devido a erros no uso de medicamentos. Somente nos Estados Unidos, aproximadamente 1,3 milhão de pessoas são prejudicadas anualmente por esses equívocos.

Poluição do ar causada por usina de carvão em Kosovo. Foto: Banco Mundial/Lundrim Aliu

Concentração de dióxido de carbono na atmosfera atinge novos recordes em 2016, alerta ONU

A concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera aumentou em “velocidade recorde” para novos níveis em 2016, de acordo com relatório da Organização Meteorológica Mundial (OMM) divulgado no fim de outubro (30).

“Nunca vimos um crescimento tão grande em um ano como visto em 2016 na concentração de dióxido de carbono”, disse o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, completando ser o momento de os governos cumprirem as promessas feitas no Acordo de Paris para o clima e tomar medidas de combate ao aquecimento global.

Na aldeia de Takalafiya-Lapai, no estado de Niger, na Nigéria, menino fala ao celular; ele é um dos beneficiários de um projeto do Banco Mundial. Foto: Arne Hoel/Banco Mundial

Brasil ocupa 66o lugar em ranking da ONU de tecnologia de informação e comunicação

Relatório da União Internacional das Telecomunicações (UIT) afirma que Islândia lidera o Índice de Desenvolvimento de Tecnologia da Informação e Comunicação da agência da ONU. Segundo documento, avanços na internet, análise de ‘big data’, computação em nuvem e inteligência artificial vão permitir “enormes inovações” e transformar “de forma fundamental” negócios, governos e sociedades, servindo para melhorar os meios de subsistência em todo o mundo.

Mais países se mobilizam para combater a resistência antimicrobiana na alimentação e na agricultura. Foto: EBC

Países se mobilizam para combater resistência a antibióticos na alimentação e na agricultura

Os esforços para interromper a propagação de patógenos resistentes a antibióticos nas atividades agrícolas e nos sistemas alimentares ganharam impulso graças a um forte apoio dos governos e de técnicos que está potencializando a capacidade dos países de responder ao problema, disse a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Os antimicrobianos são muito utilizados nos setores pecuário, avícola e aquícola para tratar ou prevenir doenças. Seu uso excessivo e indevido impulsiona a aparição e propagação de patógenos causadores de doenças que são resistentes aos medicamentos e, por isso, cada vez mais difíceis de tratar.

Foto: Gregoire Gauthier e Satoshi Ogita

Banco Mundial financia transporte rodoviário e serviços públicos no Tocantins

O Banco Mundial financia o Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS) no Tocantins, cujo objetivo é promover uma maior eficácia do transporte rodoviário e uma maior eficiência dos serviços públicos no estado.

Segundo o organismo internacional, o aumento da eficácia dos serviços de transporte rural melhorará a acessibilidade das populações remotas do estado e, ao mesmo tempo, promoverá a integração econômica regional.

Usuário acessa redes sociais em laptop. Foto: Banco Mundial (arquivo).

Jornalismo está ameaçado por ‘fake news’ e polarização política, diz relatório da UNESCO

A indústria da mídia, que permanece a principal fonte de notícias e informação na era digital, tem diante de si amplas oportunidades e profundos desafios, disse a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no início de novembro (6) em relatório sobre liberdade de imprensa, pluralismo, independência e segurança de jornalistas.

O relatório alertou que “no mundo todo, o jornalismo está sob ataque”, citando a disseminação das notícias falsas e dos algoritmos nas redes sociais, que criam “salas de eco” e exacerbam a polarização política.

Alicia Bárcena e Noam Chomsky. Foto: CEPAL

CEPAL cita necessidade de novo modelo de desenvolvimento em fórum com Noam Chomsky

A América Latina e o Caribe precisam avançar rumo a um novo paradigma de desenvolvimento baseado na igualdade e na sustentabilidade ambiental como motor do crescimento. O atual modelo, o capitalismo, não funciona.

As declarações foram feitas na quarta-feira (15) pela secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alícia Bárcena, durante fórum realizado na Cidade do México ao lado de personalidades como o linguista e filósofo Noam Chomsky.

Cientistas da Argentina, Canadá, China, África do Sul e Reino Unido foram escolhidas para o Prêmio Mulheres na Ciência, da UNESCO e da Fundação L'Oréal. Imagem: UNESCO

Mulheres da Argentina, Canadá, China, África do Sul e Reino Unido receberão prêmio de ciência da UNESCO

A Fundação L’Oréal e a UNESCO anunciaram nesta semana (13) as cinco pesquisadoras que receberão o Prêmio Mulheres na Ciência 2018, na categoria Ciências da Vida. Vindas da Argentina, Canadá, China, África do Sul e Reino Unido, as premiadas foram reconhecidas por suas contribuições excepcionais para a área. Vencedoras participarão na próxima semana (22) da cerimônia de premiação, que acontece na sede da agência da ONU, em Paris.

OPAS/OMS lança publicação sobre uso racional de medicamentos em Congresso Brasileiro de Ciências Farmacêuticas. Foto: ONU

ONU lança publicação sobre uso racional de medicamentos em congresso farmacêutico no Paraná

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) lançou nesta quarta-feira (15) a versão completa da publicação “Uso Racional de Medicamentos: fundamentação em condutas terapêuticas e nos macroprocessos da Assistência Farmacêutica”, durante o I Congresso Brasileiro de Ciências Farmacêuticas, que ocorre até sábado (18) em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Entre os tópicos da publicação estão tratamento da dor lombar, novas opções terapêuticas para artrite reumatoide, tratamento da doença do refluxo gastrintestinal em crianças, uso de insulina para tratar diabetes melito, prevenção primária de cardiopatia isquêmica, utilização de medidas medicamentosas no caso de depressão em idosos, utilização do misoprostol em hemorragias pós-parto e opções de contracepção na adolescência.

Representantes e especialistas no tema do setor privado, governo, organizações não governamentais e instituições de pesquisa marcaram presença em apresentações e mesas de debate com foco no cumprimento da Agenda 2030. Foto: Centro RIO+/Brenda Hada

No Rio, ONU discute papel da ciência e da tecnologia para a saúde e o bem-estar

O Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas, o Mecanismo de Facilitação de Tecnologia da ONU, o Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro RIO+) e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) promoveram na semana passada uma consulta internacional sobre o papel da ciência, da tecnologia e da inovação no cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, especialmente no que se refere à saúde e ao bem-estar.

Representantes e especialistas de setor privado, governo, organizações não governamentais e instituições de pesquisa estiveram presentes em apresentações e debates cujo foco foi o cumprimento da Agenda 2030 por meio da ciência, da tecnologia e da inovação. Discutiu-se também oportunidades de avanço na saúde e experiências de uso de plataformas online.

Presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, anunciou a parceria com o ACNUR durante sua palestra do evento Inspira BB. Foto: Julio Rua

ONU fecha parceria com banco brasileiro para facilitar integração financeira de refugiados

Três agências do Banco do Brasil localizadas no centro de São Paulo terão funcionários treinados especialmente para atender refugiados e facilitar a concessão de microcrédito para essa população. O anúncio da parceria entre a instituição financeira e a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) foi feito no sábado (4) e tem como objetivo facilitar a integração financeira de pessoas refugiadas no país.

OMS sugere maior tributação de bebidas açucaradas. Foto: EBC

OMS sugere aumentar preço de bebidas adoçadas para melhorar alimentação dos brasileiros

Aumentar o preço de bebidas adoçadas é uma das medidas mais estratégicas para melhorar a alimentação da população brasileira, bem como reduzir a carga da obesidade e de doenças crônicas não transmissíveis no país. A declaração foi feita pela representante adjunta da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, María Dolores Pérez-Rosales, na abertura de um seminário organizado pelo organismo internacional, que busca reunir conhecimentos e experiências sobre modelos de tributação desses produtos e seus benefícios para a saúde pública.

Plantação de algodão em Catuti (MG). Foto: OIT

Estudo mapeia informações sobre setor algodoeiro em seis países da América Latina

O algodão é um dos produtos agrícolas mais importantes do mundo. Estima-se que haja cerca de 35 milhões de hectares no produto plantados em 60 países. Na América Latina e no Caribe, esta cultura representa 80% das unidades produtivas da agricultura familiar.

A partir deste contexto, o projeto regional +Algodão publicou estudo que busca analisar a cadeia de valor do algodão em seis países da América Latina, a partir de um conjunto de marcos regulatórios para o seu desenvolvimento. O relato é da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Embalagem fictícia e meramente ilustrativa.

ONU recomenda que embalagens de alimentos no Brasil tenham advertência nutricional frontal

Em um painel técnico realizado na quinta-feira (9) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e pelo Ministério da Saúde, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) reforçou suas recomendações para a adoção de ícones frontais de advertência nutricional na rotulagem de alimentos no Brasil.

Governo federal, pesquisadores, especialistas, organizações e indústria de alimentos, entre outros atores, participaram da discussão e apresentaram suas propostas de modelos para que o país possa avançar nesse processo regulatório.

Segundo os especialistas, a mudança do clima precisa entrar nas discussões gerenciais das empresas para que bancos e investidores possam direcionar seus recursos de forma sustentável Foto: FIESP

Debate em SP discute papel do mercado financeiro no combate às mudanças climáticas

Os mercados financeiros vêm incorporando cada vez mais elementos socioambientais em seus índices, o que, consequentemente, influencia na escolha de projetos para investimento. Por esse motivo, empresas precisam monitorar, relatar e mitigar a emissão de carbono que geram em suas atividades.

Este foi um dos principais pontos debatidos no 4° Workshop “Diálogos de Financiamento Climático”, promovido pelo Grupo de Trabalho de Energia e Clima da Rede Brasil do Pacto Global no fim de outubro (17) na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), na capital paulista.

A área de ciência, tecnologia e inovação (CTI) fornece as principais respostas para a construção da paz e para apoiar o desenvolvimento sustentável, segundo a UNESCO. Foto EBC

UNESCO: ciência e tecnologia dão respostas para a construção do desenvolvimento sustentável

A área de ciência, tecnologia e inovação (CTI) fornece as principais respostas para a construção da paz e para apoiar o desenvolvimento sustentável, disse a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Irina Bokova, para a ocasião do Dia Mundial da Ciência para a Paz e o Desenvolvimento, lembrado em 10 de novembro.

“Nós precisamos de uma ciência mais integrada para aperfeiçoar a gestão hídrica, assegurar o uso sustentável dos oceanos, proteger os ecossistemas e a biodiversidade, enfrentar os desastres e a mudança climática, e promover a inovação”, disse Irina, em nota.

Seminário no Rio discutiu acúmulo de lixo nos mares e oceanos. Foto: EBC

No Rio, especialistas buscam soluções para problema sistêmico do lixo nos oceanos

A responsabilidade sobre as toneladas de lixo jogadas todos os anos nos oceanos do mundo é compartilhada. Trata-se de um problema sistêmico cuja solução poderá vir da ação de empresas e do poder público, mas também de indivíduos e da sociedade civil. A conclusão é de especialistas que participaram de seminário esta semana no Rio de Janeiro sobre o tema.

Organizado pela ONU Meio Ambiente e parceiros, o I Seminário Nacional sobre Combate ao Lixo no Mar foi concluído nesta quarta-feira (8) após debates, compartilhamento de dados e detalhamento de práticas bem-sucedidas.