Indústria; inovação e infraestrutura

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 11 diz: “Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 9 diz: “Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação”.

 

Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods9 e notícias sobre o tema abaixo.

Rede Brasil realiza treinamento para empresas da federação. Foto: Firjan

Pacto Global e Firjan ajudam empresas brasileiras a colocar objetivos globais em prática

A Rede Brasil do Pacto Global anunciou sua adesão ao Grupo Empresarial Firjan ODS, formado pelas empresas Coca-Cola, Enel, Rede Globo e Vale. A parceria foi oficializada na segunda-feira (11), durante evento na capital fluminense. A iniciativa é da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), que na ocasião também divulgou sua adesão ao Pacto Global da ONU.

“A parceria da Rede Brasil do Pacto Global com a Firjan é mais um passo no avanço da agenda dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) dentro do setor privado brasileiro. São estas parcerias que tornam possíveis ações coletivas em torno das agendas globais que impactam diretamente o âmbito nacional e o meio corporativo”, disse no evento o secretário-executivo da Rede Brasil do Pacto Global, Carlo Pereira.

Por meio de financiamento da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), e em colaboração com editoras argentinas, a Tiflolibros, uma biblioteca digital para cegos, produziu 800 livros didáticos em espanhol. As obras são para pessoas com deficiência visual ou com incapacidade de leitura de material impresso. O acesso a estes livros foi facilitado pelo Tratado de Marrakech – cujo nome oficial é Tratado de Marrakech para facilitar o acesso a obras publicadas às pessoas cegas, com deficiência visual ou com outras dificuldades para acessar texto impresso, adotado em junho de 2013. A Argentina foi um dos Estados que adotou a convenção internacional.

Argentina: uma biblioteca digital para todos

Por meio de financiamento da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), e em colaboração com editoras argentinas, a Tiflolibros, uma biblioteca digital para cegos, produziu 800 livros didáticos em espanhol.

As obras são para pessoas com deficiência visual ou com incapacidade de leitura de material impresso. O acesso a estes livros foi facilitado pelo Tratado de Marrakech – cujo nome oficial é Tratado de Marrakech para facilitar o acesso a obras publicadas às pessoas cegas, com deficiência visual ou com outras dificuldades para acessar texto impresso, adotado em junho de 2013. A Argentina foi um dos Estados que adotou a convenção internacional.

Confira nessa matéria especial da TV ONU.

OMS sugere maior tributação de bebidas açucaradas. Foto: EBC

OPAS/OMS apoia Brasil em eventuais medidas como taxação de bebidas adoçadas

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) reuniu nesta semana pesquisadores internacionais e nacionais para apoiar o Brasil na avaliação do impacto econômico da adoção de medidas regulatórias como rotulagem nutricional e taxação de bebidas adoçadas.

Essas duas estratégias, aliadas à regulação da publicidade de alimentos e da venda de produtos não saudáveis nas cantinas escolares, são as ações mais efetivas para frear o crescimento da obesidade – um problema que afeta grande parte do mundo, inclusive o Brasil.

Merkel e líderes de seis agências multilaterais pedem mais cooperação no comércio global. Foto: OMC

Merkel e líderes de agências multilaterais pedem maior cooperação no comércio global

A chanceler alemã, Angela Merkel, realizou reunião com chefes de seis agências multilaterais na segunda-feira (11) em Berlim para discutir formas de promover a cooperação econômica internacional para enfrentar os desafios globais e melhorar as perspectivas de crescimento inclusivo e sustentável.

“O aumento das tensões comerciais cria o risco de um grande impacto econômico, minando o mais forte período sustentado de crescimento comercial desde a crise financeira”, disse na ocasião o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevêdo.

Secretário-geral da ONU, António Guterres, é cumprimentado por oficiais ao chegar ao Canadá para a cúpula do G7. Foto: G7 Canadá/Xavier Dachez

Enfrentamos emergência global nos oceanos, diz chefe da ONU na cúpula do G7

A menos que uma mudança ocorra, a quantidade de lixo plástico nos oceanos do mundo irá superar o número de peixes que vivem neles até 2050, disse o secretário-geral da ONU no sábado (9), declarando que o mundo enfrenta agora uma “emergência global” nos oceanos.

“Os fatos estão claros. Nossos oceanos estão uma bagunça”, disse António Guterres durante evento na cúpula do G7 — grupo composto por Alemanha, Japão, Canadá, Estados Unidos, França, Itália e Reino Unido — que ocorreu em Charlevoix, Canadá.

Um número crescente de países está aderindo ao acordo mundial que visa impedir a pesca ilegal. Foto: ONU/Martine Perret.

Pesca ilegal tem custo anual de até US$23 bilhões no mundo, diz FAO

Um número crescente de países está aderindo ao acordo mundial que visa impedir a pesca ilegal, sendo 13 deles da América Latina e do Caribe, informou a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) na terça-feira (5), Dia Internacional de Luta contra a Pesca Ilegal.

A FAO estima que essa prática afete um em cada cinco peixes capturados, tendo um custo anual de até 23 bilhões de dólares.

“A pesca ilegal extrai milhões de dólares dos bolsos de pescadores e empresas que cumprem a lei na América Latina e no Caribe. Além disso, por não estar regulamentada, devasta a biodiversidade marinha e afeta as economias nacionais”, explicou o representante regional da FAO, Julio Berdegué.

Nove em cada dez das maiores aquisições por parte de empresas estrangeiras na região no ano passado ocorreram no Brasil, sendo que sete envolviam compradores chineses. As aquisições referiram-se a empresas dos setores elétrico, petrolífero, de infraestrutura (transmissão de gás) e do agronegócio. Foto: EBC

Brasil passa a ser 4º maior destino de investimento estrangeiro direto, diz relatório

O Brasil subiu do sétimo para quarto lugar no ranking de principais destinos de investimento estrangeiro direto (IED) no mundo, contrariando tendência global de desaceleração desses fluxos, segundo relatório divulgado na quarta-feira (6) pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

Nove em cada dez das maiores aquisições por parte de empresas estrangeiras na América Latina no ano passado ocorreram no Brasil, sendo que sete envolviam compradores chineses. As aquisições referiram-se a empresas dos setores elétrico, petrolífero, de infraestrutura e agronegócio.

Binying Wang, vice-diretora geral da OMPI, na abertura do evento. Foto: CNI

ONU e CNI promovem seminário em SP sobre propriedade intelectual

A Confederação Nacional da Indústria (CNI), em cooperação com o escritório da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI) no Brasil, organizou no início de maio (8) em São Paulo o 2º Seminário sobre Propriedade Intelectual. O evento contou com a presença de 150 pessoas, entre representantes de empresas, escritórios de advocacia, instituições de pesquisa, autoridades governamentais e acadêmicos.

O objetivo do seminário foi reunir representantes nacionais e internacionais dos setores público e privado para discutir o papel da propriedade intelectual para o setor criativo e, em particular, para o processo de adesão do Brasil ao Protocolo de Madri.

Criado em 1989, o protocolo oferece aos titulares a possibilidade de terem suas marcas protegidas em vários países, com apenas um depósito junto ao escritório de registro nacional.

A conferência teve como público-alvo gestores, pesquisadores, acadêmicos, diplomatas, artistas, entre outros. Foto: Davi Gondim

Agência da ONU patrocina conferência em João Pessoa sobre legislação e mercado de arte

A Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI) apoiou em meados de maio (16 a 18) conferência em João Pessoa (PB) para discutir assuntos relacionados à proteção legal das artes.

O objetivo da conferência foi discutir temas como a proteção do patrimônio cultural e artístico nacional; direitos autorais e sucessões; incentivos fiscais e combate à lavagem de dinheiro; entre outros.

Foto: TV Brasil.

‘Maratona UNICEF Samsung’ tem prazo de inscrições prorrogado até 16 de junho

A fabricante de eletrônicos Samsung e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) prorrogaram até 16 de junho o prazo de inscrição para a “Maratona UNICEF Samsung”, uma iniciativa de programação de aplicativos educacionais que possam melhorar a qualidade da educação brasileira e, com isso, reduzir o atraso escolar.

O projeto é desenvolvido em parceria com a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), por meio do programa Brasil Mais TI.

Produtores rurais, aterros sanitários e indústrias relacionadas à agropecuária podem produzir biogás. Foto: CIBiogás

UNIDO e parceiros apresentam em Foz do Iguaçu projeto para impulsionar biogás no Brasil

A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e parceiros apresentam na quarta-feira (6) durante o Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano, que ocorre em Foz do Iguaçu (PR), projeto que incentiva e fortalece o uso de biogás no Brasil, com foco na região Sul do país.

O objetivo é reduzir as emissões de gases de efeito estufa e a dependência de combustíveis fósseis por meio da promoção da energia de biogás e de soluções de mobilidade baseadas em tecnologias de biogás e biometano.

Moradores de Watamu, no Quênia, trabalham coletando plástico nas praias. Foto: ONU Meio Ambiente/Cyril Villemain

Mundo está sendo ‘inundado’ por lixo plástico, diz secretário-geral da ONU

O mundo deve se unir para “vencer a poluição por plástico”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, em mensagem para o Dia Mundial do Meio Ambiente, lembrando que as partículas de microplástico hoje presentes no oceano “superam as estrelas de nossa galáxia”.

“Nosso mundo está sendo inundado por resíduos plásticos prejudiciais”, afirmou. “Todos os anos, mais de 8 milhões de toneladas acabam nos oceanos”.

Foto: Jorge Gamboa

No Dia do Meio Ambiente, ONU promove atividades para combater a poluição plástica

Desde que foi instituído, em 1974, o Dia Mundial do Meio Ambiente se tornou a principal plataforma global para sensibilizar pessoas, organizações e países sobre a proteção da natureza.

Este ano, com o tema #AcabeComAPoluiçãoPlástica, a data soma esforços à campanha #MaresLimpos da ONU Meio Ambiente para combater o lixo marinho e mobilizar todos os setores da sociedade global no enfrentamento deste problema — que se não for solucionado, poderá resultar em mais plástico do que peixes nos oceanos até 2050.

Tubulação de gás de xisto na Pennsylvania, nos Estados Unidos. Foto: Flickr/Max Phillips

ONU pede cautela no uso de fraturamento hidráulico para extrair gás de xisto

O fraturamento hidráulico para extração de gás natural de xisto, também conhecido como “fracking”, deve ser usado com cautela, segundo um novo relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

Segundo a entidade, o principal componente do gás de xisto, o metano, tem um potencial de aquecimento global 28 vezes maior do que o dióxido de carbono encontrado em outros combustíveis fósseis.

Da esquerda para a direita: Paulo Parente; Marcela Trigo; Tatiana Campello; Denise Nascimento; José Graça Aranha; Felipe Augusto Melo de Oliveira e José Carlos Pinto. Foto: Parque Tecnológico da UFRJ

Evento em Parque Tecnológico da UFRJ aborda participação das mulheres na inovação

O Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o escritório da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI) no Brasil organizaram no fim de abril (24) a segunda edição do evento “Propriedade intelectual no parque”, que celebrou o Dia Mundial da Propriedade Intelectual.

Na ocasião, especialistas discutiram a participação das mulheres na pesquisa e inovação, enfatizando as desigualdades ainda persistentes na academia brasileira.

Em comunicado, FMI sugere reforma da previdência e maior consolidação fiscal para Brasil retomar crescimento. Foto: Agência Brasil

FMI: Brasil precisa buscar consolidação fiscal e reformas para retomar crescimento

Em comunicado após visita ao país, funcionários do Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmaram que o Brasil precisa ir além de medidas recentes como a adoção de um teto de gastos federais e a reforma trabalhista para retomar o crescimento econômico.

Segundo o organismo internacional, o Brasil deve intensificar a consolidação fiscal e aprovar uma reforma previdenciária. “O repetido fracasso em aprovar uma forte reforma previdenciária, que é fundamental para garantir a sustentabilidade fiscal, continua sendo um risco fundamental”, disse o FMI em nota.

Evento teve a presença do coordenador-residente do Sistema Nações Unidas no Brasil e representante-residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Niky Fabiancic. Foto: Rafael Melo/RCO/ONU Brasil

ONU promove evento em Brasília para lembrar importância das abelhas na produção de alimentos

No ocasião do Dia Mundial das Abelhas, a ONU Brasil, em parceria com a Embaixada da República da Eslovênia e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, promoveu evento em Brasília (DF) para lembrar a importância desses insetos e de outros polinizadores para a produção de alimentos no mundo. A data, observada no último domingo (20), aborda a necessidade econômica e ambiental de protegê-las.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), 75% da alimentação humana depende, direta ou indiretamente, de plantas polinizadas ou beneficiadas pela polinização.

“Por essa razão, as abelhas são consideradas ‘ajudantes invisíveis’ de agricultores em todo o mundo”, disse o coordenador-residente do Sistema Nações Unidas no Brasil e representante-residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Niky Fabiancic.

A professora e cientista Joana D’Arc Felix de Souza. Foto: Acervo Pessoal

No dia da propriedade intelectual, agência da ONU promove debate com cientista brasileira

Para celebrar o Dia Mundial da Propriedade Intelectual, o escritório brasileiro da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI), em cooperação com o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET), organizou um debate no Rio de Janeiro para discutir a participação das mulheres na inovação.

Entre as debatedoras, estava a professora e cientista brasileira Joana D’Arc Felix de Souza, que fez um discurso comovente sobre sua origem pobre em Franca, interior de São Paulo, e sua jornada até obter um doutorado em Harvard.

Plantação de algodão em Catuti (MG). Foto: OIT

Brasil e Paraguai criam projeto para promover trabalho decente na cadeia do algodão

Autoridades dos governos de Brasil e Paraguai e representantes da Organização Internacional do Trabalho (OIT) se reuniram no mês passado na capital paraguaia para assinar o documento que formaliza a criação do projeto Algodão com Trabalho Decente no país.

Elaborada de maneira conjunta e participativa com representantes de instituições brasileiras e paraguaias e apoio técnico da OIT, a iniciativa será implementada nos próximos dois anos com o objetivo de fortalecer as instituições paraguaias para que elas possam promover o trabalho decente na cadeia produtiva do algodão.

Negócios sustentáveis são tema de encontro regional da ONU Meio Ambiente. Foto: PEXELS

PNUD promove seminário sobre empreendedorismo social e inclusivo na região Sul

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) promove na próxima quinta-feira (24), em Florianópolis, um ciclo de debates sobre negócios de impacto na região Sul. A série de discussões na capital catarinense integra a programação do IV Seminário Regional Incluir, realizado por uma iniciativa homônima da agência da ONU, com o objetivo de estimular o empreendedorismo social e inclusivo. Participação no evento é gratuita.

Ambientes livres de cigarro protegem saúde da população. Foto: PEXELS

OMS ajuda Brasil a implementar protocolo de eliminação do comércio ilícito de tabaco

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) reuniu na segunda-feira (21) parceiros e especialistas internacionais para auxiliar o Brasil a se preparar para a implementação do Protocolo de Eliminação do Comércio Ilícito de Produtos do Tabaco. Esse documento deve ser ratificado até julho pelo país.

“O Brasil tem avançado muito no controle do tabaco, principalmente nas medidas para reduzir a demanda de seu consumo. Porém, a indústria continua prejudicando as políticas públicas de demanda ao controle e à oferta desse produto, que todos os anos tira milhares de vidas”, argumentou Katia Campos, coordenadora da Unidade de Determinantes da Saúde, Doenças Crônicas Não Transmissíveis e Saúde Mental da OPAS/OMS no Brasil.

Camada de ozônio protege planeta Terra da radiação ultravioleta. Foto: NASA

ONU Meio Ambiente alerta para aumento das emissões de gás que destrói camada de ozônio

Novas descobertas de um estudo divulgado na semana passada na revista Nature indicam que as emissões de CFC-11, o segundo gás mais abundante que destrói a camada de ozônio, subiram inesperadamente nos últimos anos, apesar da proibição mundial de sua produção desde 2010.

“Embora os modelos científicos atuais mostrem que a camada de ozônio continua a caminho da recuperação até meados do século, o aumento contínuo das emissões globais de CFC-11 colocará esse progresso em risco”, avaliou a ONU Meio Ambiente em nota.

Na América Latina e no Caribe, pelo menos 1 milhão de empregos serão gerados como resultado do uso de energias renováveis, segundo a OIT. Foto: Banco Mundial/Dana Smillie

Economia verde pode gerar milhões de empregos na América Latina e no Caribe, diz OIT

A necessidade de enfrentar as mudanças climáticas, a sobre-exploração de recursos naturais e a poluição dos ecossistemas torna urgente a transição para uma economia verde, que tem o potencial de gerar milhões de empregos na América Latina e no Caribe e mitigar os custos laborais derivados de problemas ambientais, disse a Organização Internacional do Trabalho (OIT) nesta segunda-feira (21).

“Há oportunidades enormes numa economia verde, mas também um potencial de destruição de postos de trabalho. Portanto, devemos garantir que os trabalhadores tenham acesso à proteção social, adquiram o conjunto correto de qualificações e que as economias tenham a capacidade de fazer a transição entre indústrias tradicionais e indústrias mais verdes”, afirmou o diretor regional da OIT”, afirmou o diretor regional da OIT para a América Latina e o Caribe, José Manuel Salazar-Xirinachs.

Da esquerda para a direita: Javier Cortés, Tim Mohin e Carlo Pereira, secretário-executivo da Rede Brasil do Pacto Global, durante o lançamento do documento “Estratégia ODS nas Empresas: Soluções e Oportunidades”. Foto: Fellipe Abreu

Pacto Global lança publicações para empresas brasileiras cumprir metas da ONU e combater corrupção

Em São Paulo, a Rede Brasil do Pacto Global lançou nesta semana (16) um guia para orientar empresas a cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Em fórum que reuniu cerca de 400 representantes do setor privado, iniciativa também divulgou publicações sobre combate à corrupção e sobre o engajamento do setor elétrico na promoção da sustentabilidade.

Elaine, de 18 anos, solicitante de refúgio venezuelana, conversa com sua mãe que está na Venezuela. Foto: ACNUR/Flávia Faria.

ONG francesa facilita acesso de migrantes venezuelanos a serviços de telecom em Roraima

A organização não governamental francesa Télécoms Sans Frontières (TSF) tem escritórios em França, México e Tailândia, e já realizou missões para diversos países em todo o mundo.

Em abril, chegou ao Brasil para oferecer assistência em telecomunicações aos milhares de venezuelanos que foram forçados a deixar seu país.

A central telefônica instalada no Centro de Referência para Refugiados e Migrantes de Roraima foi bem recebida e tem atraído grande público. Lá, a organização atende cerca de 150 pessoas por dia em quatro estações telefônicas. O relato é da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Modelo de máquina frigorífica ("chiller") foi apresentado ao setor supermercadista durante a feira APAS Show 2018. Foto: UNIDO

Brasil apresenta modelo de máquina frigorífica que promove eficiência energética e sustentabilidade

Um modelo de máquina frigorífica (“chiller”) com alta capacidade de refrigeração, eficiência energética e ambientalmente adequado, produzido por uma empresa brasileira, foi apresentado ao setor supermercadista durante a feira APAS Show 2018, que reuniu 738 expositores de 19 países, no início de maio, em São Paulo.

A iniciativa é parte do Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs (PBH) para o setor de manufatura de equipamentos de refrigeração e ar-condicionado, projeto implementado pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com a Eletrofrio.

Consumo de tabaco custa US$33 bilhões para os sistemas de saúde da América Latina, o equivalente a 0,5% de seu Produto Interno Bruto (PIB). Foto: EBC

Pesquisa da OMS indica que obesos têm mais chance de serem fumantes

Nova pesquisa indica que pessoas que têm tendência genética ao sobrepeso têm mais chances de começar a fumar e de fumar mais do que a média, de acordo com estudo publicado pelas Nações Unidas nesta quinta-feira (17).

O estudo, realizado por uma agência ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), concluiu que o aumento do índice de massa corporal (IMC), percentual de gordura corporal e até da circunferência da cintura foi associado a um risco maior de ser fumante e de ter maior intensidade de tabagismo, medida pelo número de cigarros fumados por dia.

Representantes de empresas contribuíram para o debate sobre anticorrupção. Foto: Pacto Global/Ricardo Jayme

Pacto Global debate papel de empresas, governos, ONGs e universidades no combate à corrupção

O combate à corrupção é uma responsabilidade da sociedade como um todo e, por isso, governos, empresas, universidades e ONGs devem se unir para buscar soluções ao problema. Essa foi a tônica do painel “Combate à Corrupção nas Empresas”, que reuniu representantes desses setores durante o Fórum Pacto Global – 15 anos da Rede Brasil, realizado na quarta-feira (16) no Museu de Arte de São Paulo (MASP).

As doenças crônicas não transmissíveis matam 41 milhões de pessoas a cada ano, abrangendo 72% de todas as mortes no mundo. Foto: AIEA/Dean Calma

OMS: controle de doenças crônicas não transmissíveis gera retornos financeiros e de saúde

Um novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) lançado na quarta-feira (16) mostrou que os países mais pobres do mundo podem ganhar 350 bilhões de dólares até 2030 aumentando os investimentos na prevenção e tratamento de doenças crônicas não transmissíveis, como as doenças cardíacas e o câncer, que, juntos, custam 1,27 dólar por pessoa a cada ano. Tais ações salvariam mais de 8 milhões de vidas no mesmo período.

Bici-táxis no bairro antigo de Deli, Índia. Foto: OIT/Vijay Kutty

Até 2028, Nova Deli ultrapassará Tóquio e se tornará maior cidade do mundo

Até 2028, a capital indiana, Nova Deli, deve se tornar a cidade mais populosa do planeta, segundo relatório divulgado nesta quinta-feira pela ONU. Atualmente, Tóquio é a maior cidade do mundo, com 37 milhões de habitantes, seguida de Nova Deli (27 milhões) e Xangai (26 milhões). Cidade do México e São Paulo vêm em seguida; cada uma com 22 milhões de habitantes.

Essas populações crescentes exigirão mais recursos e serviços nas áreas urbanas, observou o relatório. “Muitos países enfrentarão desafios em atender as necessidades de suas crescentes populações urbanas, incluindo moradia, transporte, sistemas de energia e outras infraestruturas; assim como de emprego e serviços básicos como educação e saúde”, disse o documento.

Casos de boas práticas de empresas como Fundação Renova, MRV, Unimed BH, Localiza e Siemens foram apresentados durante o workshop. Foto: FIEMG

Rede Brasil do Pacto Global promove workshop em MG sobre avaliação de riscos de corrupção

O combate à corrupção em todas suas formas está entre as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Para engajar o setor privado em torno do tema, a Rede Brasil do Pacto Global, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), promoveu no início de abril (4), em Belo Horizonte, um workshop sobre avaliação de riscos de corrupção.

O treinamento é realizado com base no “Guia de avaliação de risco de corrupção”, produzido pelo Pacto Global da ONU e traduzido para o português pela Rede Brasil.

Agricultores brasileiros estão utilizando técnicas orgânicas envolvendo leguminosas que reduzem os custos e combatem as mudanças climáticas. Foto: EMBRAPA

Agricultores brasileiros unem-se a cientistas nucleares para utilizar fertilizantes orgânicos

Agricultores brasileiros estão trabalhando com cientistas nucleares para utilizar técnicas de agricultura orgânica com o objetivo de aumentar sua produtividade e reduzir as emissões de carbono, em um projeto coordenado pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em cooperação com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Diante do alto custo dos fertilizantes contendo nitrogênio sintético, agricultores brasileiros estão utilizando fixação biológica de nitrogênio (FBN). Essa técnica, conhecida como adubação verde, envolve a captura de nitrogênio do ar, sem o uso de fertilizantes químicos.