Tag: Trabalho decente e crescimento econômico

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 8 diz: “Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos”.

 

Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods8 e notícias sobre o tema abaixo.

CEPAL: integração regional é crucial para enfrentar pandemia de COVID-19

De acordo com a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), para tratar a emergência sanitária é imperativo aplicar imediatamente e de maneira eficiente as medidas de contenção sugeridas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), fortalecer os sistemas de saúde e garantir o acesso universal a exames e medicamentos. Para tratar a emergência social são necessárias medidas de proteção de renda para os grupos mais vulneráveis, medidas de proteção do emprego, como os benefícios de desemprego e renda básica de emergência, e medidas de apoio às pequenas e médias empresas (PMEs) e aos trabalhadores autônomos.

Banco Mundial aprova projetos de emergência para enfrentar os impactos do coronavírus

O Banco Mundial aprovou a realização de projetos de emergência para ajudar 25 países em todo o mundo em desenvolvimento. Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Argentina, Equador, Haiti e Paraguai serão os primeiros países a receber recursos para minimizar a perda de vidas, fortalecer os sistemas de saúde e reduzir o impacto econômico da pandemia. A instituição anunciou que se prepara para liberar US$ 160 bilhões ao longo dos próximos 15 meses com o objetivo de proteger os pobres e vulneráveis, apoiar as empresas e reforçar a recuperação econômica.

Série de webinars aborda a relação da COVID-19 com a sustentabilidade

A Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas está promovendo uma série de webinars que relacionam a COVID-19 com temas ligados à sustentabilidade. Durante todo o mês de abril, especialistas foram convidados para compartilhar seu conhecimento na série "Quarentena com o Pacto". Acesse a programação completa.

ARTIGO: Todos na luta contra uma pandemia sem precedentes

Apenas trabalhando em conjunto o mundo poderá enfrentar as consequências devastadoras da COVID-19, afirma o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, em artigo de opinião publicado em jornais de todo o mundo.  Ele defende testagem e identificação de contatos, quarentenas, tratamentos e medidas de segurança para equipes médicas, combinadas com a restrição de movimento e de contatos até que apareçam terapias e vacinas.

CEPAL apresentará relatório sobre efeitos econômicos e sociais da COVID-19 para América Latina e Caribe

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) apresentará nesta sexta-feira (3) o relatório "A América Latina e o Caribe diante da pandemia da COVID-19: efeitos econômicos e sociais", onde aborda a conjuntura, os cenários e as projeções até 2030, diante da atual crise pandêmica global. A publicação será apresentada em uma coletiva de imprensa virtual, por Alicia Bárcena, secretária-executiva da CEPAL, de Santiago, Chile, às 13h de Brasília.

OIT pede políticas rápidas e coordenadas para reduzir impactos da COVID-19 sobre os trabalhadores

As perspectivas para a economia e para a quantidade e a qualidade do emprego estão se deteriorando rapidamente frente ao avanço da pandemia do novo coronavírus, disse a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Embora as previsões atualizadas variem consideravelmente, e em sua maioria subestimem a situação, todas apontam para um impacto negativo e significativo na economia mundial, pelo menos no primeiro semestre de 2020. A organização pede respostas políticas rápidas e coordenadas em nível nacional e global, com forte liderança multilateral, para limitar os efeitos diretos de saúde da COVID-19 sobre as(os) trabalhadoras(es) e suas famílias.

ACNUR lança página de apoio a empreendedores refugiados em meio à crise de COVID-19

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) lançou nesta quarta-feira (1) a página “Refugiados Empreendedores”, na qual, a cada semana, cinco diferentes casos de pessoas refugiadas empreendedoras no Brasil serão listados. A proposta é gerar visibilidade aos negócios de pessoas refugiadas que seguem empreendendo no país e contribuindo para o desenvolvimento de suas comunidades e da economia local, mesmo diante das dificuldades geradas pela pandemia da COVID-19.

COVID-19: Crise iminente em países em desenvolvimento ameaça devastar a economia e aumentar a desigualdade

A crescente crise da COVID-19 ameaça atingir países em desenvolvimento de forma desproporcional, não apenas como uma crise de saúde no curto prazo, mas também como devastadora crise social e econômica ao longo dos próximos meses e anos. Nesse cenário, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) está trabalhando no apoio aos sistemas de saúde de países como Bósnia e Herzegovina, China, Djibuti, El Salvador, Eritreia, Irã, Quirguistão, Madagascar, Nigéria, Paraguai, Panamá, Sérvia, Ucrânia e Vietnã.

Economia global deve encolher quase 1% este ano devido à pandemia do coronavírus

A economia global deve encolher quase 1% este ano devido à pandemia da COVID-19, e a produção mundial poderá recuar ainda mais se as restrições impostas às atividades econômicas se estenderem para o terceiro trimestre e se as respostas fiscais falharem em apoiar renda e gastos do consumidor. A conclusão é de um novo relatório divulgado nesta quarta-feira (1) pelo Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais (DESA, na sigla em inglês). Segundo o documento, um pacote de estímulo fiscal bem elaborado, priorizando os gastos em saúde para conter a propagação do vírus e fornecendo suporte de renda ... Read more

COVID-19 destaca as desigualdades com crueldade e ameaça aprofundá-las, diz OIT

A pandemia da COVID-19 está exacerbando as desigualdades já existentes, desde o risco de ser infectado pelo vírus, até a chance de manter-se vivo ou lidar com as dramáticas consequências econômicas. As respostas políticas devem garantir que o apoio chegue às trabalhadoras, aos trabalhadores e às empresas que mais precisam. Em todo o mundo, 61,2% das pessoas empregadas estão em trabalhos informais e, portanto, mais propensas a enfrentar maior exposição a riscos de saúde e de segurança. As micro e pequenas empresas informais, que constituem 80% das empresas em todo o mundo, geralmente estão fora do alcance das políticas públicas. ... Read more

ARTIGO: COVID-19 pôs em evidência a fragilidade de nossas economias

A pandemia de coronavírus não é apenas uma crise de saúde, é também uma crise social e econômica, afirma o diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder. E para que a resposta seja eficaz, ela deve levar em consideração todos esses fatores, sendo realizada de maneira coordenada e abrangente. Em particular, deve responder às necessidades das pessoas mais vulneráveis. Confira na íntegra do artigo de opinião abaixo.

ONU lança plano para ‘derrotar o vírus e construir um mundo melhor’

Para combater as devastadoras dimensões socioeconômicas da crise da COVID-19, o chefe da ONU se concentrou nos mais vulneráveis, elaborando políticas que, entre outras coisas, apoiam o fornecimento de seguro de saúde e desemprego e proteções sociais, além de fortalecer as empresas para evitar falências e perdas de empregos. O alívio de dívidas soberanas também deve ser uma prioridade, disse António Guterres, observando que a ONU está "totalmente mobilizada" e está estabelecendo um novo Fundo Fiduciário para a Resposta e Recuperação frente à COVID-19, formado por múltiplos parceiros, para responder à emergência e promover a recuperação após o choque socioeconômico. ... Read more

ARTIGO: Hora zero – a nossa região diante da pandemia

Em artigo publicado no jornal Correio Braziliense, a secretária-executiva da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), Alicia Bárcena, afirma que o PIB na região poderá ter recuo de 1,8%, com tendência recessivas, este ano, de acordo com dados que estão sendo consolidados. "O desafio é enorme e requer que a caixa de ferramentas seja renovada. Cada país terá que explorar e expandir criativamente as suas possibilidades de resposta". Leia o artigo completo.

ONU pede pacote de US$2,5 trilhões para países em desenvolvimento superarem crise do coronavírus

As consequências da pandemia de saúde combinada com uma recessão global serão catastróficas para muitos países em desenvolvimento e impedirão o progresso rumo aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Com dois terços da população global morando em países em desenvolvimento - excluindo a China - e enfrentando danos econômicos sem precedentes por conta da crise da COVID-19, as Nações Unidas estão pedindo um pacote de 2,5 trilhões de dólares para estas nações, de forma a transformar manifestações de solidariedade internacional em ação global efetiva. As informações estão em relatório publicado nesta segunda-feira (30) pela UNCTAD, órgão da ONU para comércio ... Read more

VÍDEO: OIT pede apoio a trabalhadores autônomos em meio à pandemia

Se você é um(a) trabalhador(a) autônomo(a), quem paga pelo seu seguro social? Hoje há mais pessoas trabalhando temporariamente, em meio período ou em 'plataformas digitais', mas muitas delas não estão protegidas por qualquer seguro-desemprego. A COVID-19 demonstrou a importância da proteção social para as(os) trabalhadoras(es). A Organização Internacional do Trabalho (OIT) orienta a todos os países que garantam um nível básico de seguridade social, independentemente da situação de emprego.

ARTIGO: América Latina e o emprego nos tempos de pandemia

Em artigo, o diretor regional da Organização Internacional do Trabalho (OIT) para a América Latina e o Caribe, Vinícius Pinheiro, afirma que as previsões para o emprego na América Latina já não eram boas e, após a chegada da pandemia da COVID-19, elas são piores. "Enfrentamos uma emergência que está infectando o mundo do trabalho e agora é uma prioridade agir de maneira eficaz para reduzir as consequências nos mercados de trabalho da região." Leia o artigo completo.

Comunidade online reúne informações sobre proteção social em tempos de novo coronavírus

Como os programas de proteção social podem ajudar a atenuar a perda de renda, especialmente entre as pessoas que já ocupavam empregos precários? Como a proteção social pode ajudar quem tem mais chances de ficar seriamente doente devido à COVID-19, como os idosos? Interessadas e interessados nessas questões estão convidados a acessar a Comunidade Online na plataforma socialprotection.org e compartilhar suas reflexões e materiais relevantes sobre esses temas. Saiba como participar.

OIT saúda compromisso do G20 como primeiro passo global na resposta à crise COVID-19

O diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder, saudou o compromisso dos líderes do G20 como um primeiro passo importante na construção de uma resposta verdadeiramente global aos desafios sem precedentes criados pela pandemia de COVID-19. “O forte e claro compromisso do G20 de fazer o que for necessário para superar os impactos interligados na saúde, sociais e econômicos da pandemia é um primeiro passo muito bem-vindo. A decisão de não poupar esforços para proteger pessoas, empregos, renda e empresas é extremamente importante”, disse Ryder.

Enfrente a quarentena da COVID-19 com o jogo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Em tempos de quarentena da COVID-19, o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) tem uma dica para distrair as crianças dentro de casa: o jogo "Viva os Objetivos", que explica tudo sobre a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O material está disponível gratuitamente para download em português e é destinado para crianças de 8 a 10 anos, podendo entreter a família toda. De forma lúdica e didática, o jogo de tabuleiro apresenta perguntas para os principais desafios enfrentados para transformar a Terra num planeta mais sustentável.

ARTIGO: Novos números mostram por que é crucial proteger os mais pobres na crise da COVID-19

Em artigo publicado na Folha de S.Paulo, o coordenador da área econômica do Banco Mundial para o Brasil, Rafael Muñoz, afirma que, no país, à medida que os decisores políticos se debruçam sobre formas de mitigar os custos econômicos e sociais da atual crise da COVID-19, é muito importante tomar em conta a situação já debilitada dos 40% mais pobres do Brasil. "Sem ter se recuperado completamente da crise de 2014/16, muitas famílias já esgotaram seus recursos e passam por dificuldades. Mas também existem lições importantes que foram aprendidas e podem ser usadas daqui para frente." Leia o artigo completo.

Banco Mundial amplia para US$14 bi ajuda para sustentar economias e proteger empregos

O Banco Mundial e o conselho de administração da Corporação Financeira Internacional (IFC) aprovaram na semana passada um pacote que aumenta para 14 bilhões de dólares o financiamento em regime prioritário para ajudar empresas e países em seus esforços para prevenir, detectar e responder à rápida disseminação da COVID-19.

Plataforma global apoia redes de telecomunicações durante crise do coronavírus

Uma nova plataforma lançada pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) ajudará governos e o setor privado dos países a garantir que as redes sejam mantidas resilientes e que os serviços de telecomunicações estejam disponíveis para todos. "Nunca antes as redes de telecomunicações foram tão vitais para nossa saúde e segurança e para manter nossa economia e sociedade funcionando, como durante a crise de COVID-19 em que vivemos hoje", disse o secretário-geral da UIT, Houlin Zhao, na segunda-feira (23). O escritório da UIT no país está contribuindo para este portal com informações da região das Américas, incluindo o Brasil.

OIT dá dicas para trabalhar a distância durante a pandemia do coronavírus

Muitos funcionários, em várias partes do mundo, foram solicitados a continuar produzindo de suas residências devido ao risco de contaminação do coronavírus. Para a Organização Internacional do Trabalho (OIT), este arranjo temporário pode ser bem-sucedido desde que se conte com o apoio necessário. Para facilitar este processo de adaptação, especialistas da OIT divulgaram uma lista de cinco pontos para facilitar a produção em casa. De acordo com a OIT, é preciso haver confiança entre os colegas, os funcionários e os supervisores.

G20 tem a chance de ampliar fortemente combate ao coronavírus, diz chefe da ONU

O grupo dos países mais industrializados do mundo, o G20, precisa responder às numerosas ameaças que a doença provocada pelo novo coronavírus representa para as pessoas em todos os lugares, de acordo com o secretário-geral da ONU. Numa carta aos membros do Grupo das 20 potências industrializadas (G20), António Guterres elogiou a decisão de convocar uma cúpula virtual de emergência sobre a pandemia, que já afetou a saúde, a educação e as economias em todo o mundo. "A COVID-19 exigirá uma resposta como nenhuma antes - um plano de 'guerra' em tempos de crise humana", escreveu ele na segunda-feira (23).

ARTIGO: Como a COVID-19 irá afetar as economias na América Latina e no Caribe?

A pandemia da COVID-19 ameaça a estabilidade macroenonômica na América Latina e no Caribe, região que possui importantes laços com a China, que deve ter uma ruptura no ritmo de crescimento econômico. A avaliação é do diretor regional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Luis Felipe López-Calva, em artigo de opinião.

OIM defende tratamento digno a migrantes durante pandemia do novo coronavírus

A importância de tratar migrantes com dignidade e respeito não mudou, afirmou o porta-voz da Organização Internacional de Migração (OIM), Joel Millman, em entrevista ao serviço de informações da ONU. O impacto que a pandemia da COVID-19 está tendo sobre os migrantes – muito presentes na indústria alimentícia, agora em isolamento generalizado - é uma grande preocupação para a OIM. “Definimos migrantes como trabalhadores, como pessoas deslocadas, como solicitantes de asilo, e eles têm uma presença enorme em todo o mundo, por uma série de motivos. E, claro, eles são seres humanos: são nossos vizinhos, familiares, pessoas que nossas crianças ... Read more

Relator da ONU pede que países adotem renda básica universal diante da pandemia

A melhor resposta a uma potencial catástrofe econômica e social provocada pela crise da COVID-19 é colocar as finanças a serviço dos direitos humanos e apoiar os menos favorecidos por meio de abordagens financeiras ousadas, disse nesta sexta-feira (20) um especialista em direitos humanos da ONU. "Estímulos fiscais e pacotes de proteção social direcionados aos menos capazes de lidar com a crise são essenciais para mitigar as consequências devastadoras da pandemia", disse Juan Pablo Bohoslavsky, especialista independente da ONU sobre os efeitos da dívida externa nos direitos humanos. "Peço aos governos que considerem a introdução de uma renda básica universal ... Read more

ARTIGO: trabalhadores precários são levados ao limite pelo novo coronavírus

Em artigo, a economista sênior da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Janine Berg, alerta para a situação de vulnerabilidade dos trabalhadores informais, freelancers e terceirizados diante da pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus, a COVID-19. "Dependendo do país, o trabalhador pode não estar coberto pelo seguro-desemprego ou outras proteções essenciais, como licença médica remunerada", alertou. Leia o artigo completo.

CEPAL prevê contração de 1,8% para economia latino-americana em 2020 devido ao coronavírus

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) revisou para baixo suas projeções para a economia latino-americana e caribenha este ano diante da pandemia do novo coronavírus. A estimativa é de uma contração de 1,8% do Produto Interno Bruto (PIB) regional, o que poderá ampliar o desemprego na região em dez pontos percentuais. Isso fará com que o número de pessoas em situação de pobreza na região suba dos atuais 185 milhões para 220 milhões, de um total de 620 milhões de habitantes; enquanto o número de pessoas na extrema pobreza pode subir de 67,4 milhões para ... Read more

Chefe da ONU pede solidariedade, esperança e resposta global coordenada para combater pandemia

À medida que o medo e a incerteza do público crescem em torno da pandemia da COVID-19, "mais do que nunca, precisamos de solidariedade, esperança e vontade política para enfrentar essa crise juntos", disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, nesta quinta-feira (19), em sua primeira coletiva de imprensa virtual. O chefe da ONU disse que enfrentar a emergência de saúde é a sua preocupação número um, e defendeu a ampliação dos gastos com saúde para cobrir, entre outras coisas e "sem estigma", testes, apoio aos profissionais de saúde e garantia de suprimentos adequados. Sobre o âmbito econômico, salientou: “fundamentalmente, ... Read more

FMI: governos terão de ampliar medidas de estímulo fiscal diante da pandemia

A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse na terça-feira (17) que a melhor forma de defender a economia do impacto negativo do novo coronavírus é através de uma coordenação e contato constantes entre os atores financeiros globais. Para a diretora-gerente do FMI, com a disseminação da COVID-19, os governos terão de aumentar medidas de estímulo fiscal em todo o mundo.

OIT: quase 25 milhões de empregos podem ser perdidos no mundo devido à COVID-19

A crise econômica e trabalhista criada pela pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus, a COVID-19, pode aumentar o número de desempregados no mundo em quase 25 milhões, segundo uma nova avaliação da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgada nesta quarta-feira (18). Para evitar esse cenário, a OIT recomenda a ampliação da proteção social, o apoio à manutenção de empregos (ou seja, trabalho com jornada reduzida, licença remunerada e outros subsídios) e aos benefícios fiscais e financeiros, inclusive para micro, pequenas e médias empresas. Além disso, a avaliação propõe medidas de política fiscal e monetária, além de empréstimos e do ... Read more

ONU Mulheres recomenda que igualdade de gênero seja incluída na resposta à pandemia

Trabalhadoras do setor de saúde, trabalhadoras domésticas, mulheres na economia informal, refugiadas, migrantes e em situação de violência são algumas das mulheres mais expostas à COVID-19 e precisam ser envolvidas em todas as fases da resposta e na tomada de decisão local e nacional. De acordo com o escritório regional da ONU Mulheres, a redução da atividade econômica afeta, em primeira instância, trabalhadoras informais que perdem seus meios de sustento de vida quase imediatamente, sem nenhuma rede ou possibilidade de substituir a renda diária.

Desemprego, informalidade e desocupação afetam jovens na América Latina e no Caribe

Altas taxas de desemprego, informalidade e desocupação afetam quase 110 milhões de jovens na América Latina e no Caribe e representam o desafio na elaboração de estratégias eficazes para facilitar sua inserção no mercado de trabalho, disse o escritório regional da Organização Internacional do Trabalho (OIT) nesta segunda-feira (16), citando novos dados de um relatório sobre tendências de emprego. "O cenário de emprego juvenil na região é preocupante e ficará ainda mais complicado quando for sentido o impacto do coronavírus na economia regional", disse Vinícius Pinheiro, diretor da OIT para a América Latina e o Caribe. "Quando há uma crise, ... Read more

Guia orientará órgãos públicos interessados em contratar migrantes para serviços terceirizados

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) e o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) assinaram em fevereiro (28) um acordo de cooperação para atividades e estudos em parceria. As duas organizações trabalharão em conjunto para melhor garantir os direitos dos migrantes e da comunidade brasileira em temas de suas esferas de atuação. A primeira ação da parceria será a construção pela OIM de um guia com orientação para órgãos públicos que tenham interesse em incluir migrantes em seus quadros de serviço terceirizado. A demanda partiu de uma consulta formulada pelo TRF3 sobre boas práticas de diversidade no setor ... Read more

Coronavírus: OMS pede que países intensifiquem esforços para combater pandemia

Diante da pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus, a COVID-19, os países devem intensificar esforços para combater sua disseminação, disse o chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra na quinta-feira (12). “Esta é uma pandemia controlável. Os países que decidem desistir de medidas fundamentais de saúde pública podem acabar com um problema maior e um fardo mais pesado para o sistema de saúde, exigindo medidas mais severas de controle."

UNICEF: um terço dos jovens no mundo diz que educação não prepara para emprego

Uma pesquisa online com 40 mil jovens em mais de 150 países mostrou que muitos deles sentem que sua educação atual não os está preparando com as habilidades necessárias para conseguir um emprego. Um terço (31%) dos jovens que responderam à pesquisa por meio da plataforma U-Report do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) disse que as habilidades e os programas de treinamento que lhes são oferecidos não correspondem às suas aspirações de carreira. Mais de um terço (39%) disse que os empregos que procura não estão disponíveis em suas comunidades.

UNICEF apoia projetos criados por jovens em situação de vulnerabilidade no Rio

Após o processo de mobilização e inscrição em novembro do ano passado, 100 jovens de diferentes regiões da capital fluminense foram selecionados para a jornada de criação do projeto Chama na Solução Rio de Janeiro, na qual refletiram sobre os problemas que enfrentam e pensaram juntos em soluções. O projeto é realizado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em parceira com o Centro de Promoção da Saúde (CEDAPS), e busca envolver jovens mais vulneráveis na criação de soluções para os problemas que os afetam, especialmente em relação à inserção no mundo do trabalho.

Coronavírus: direitos humanos precisam estar no centro da resposta, diz Bachelet

Os bloqueios, quarentenas e outras medidas para conter e combater a disseminação do novo coronavírus COVID-19 devem sempre ser realizados em estrita conformidade com os padrões de direitos humanos e de maneira necessária e proporcional ao risco avaliado, disse a alta-comissária da ONU para os direitos humanos, Michelle Bachelet. "Como médica, entendo a necessidade de uma série de medidas para combater o COVID-19 e, como ex-chefe de governo, entendo como é difícil chegar a um equilíbrio quando as decisões difíceis precisam ser tomadas", disse Bachelet. "No entanto, nossos esforços para combater esse vírus não funcionarão, a menos que o abordemos ... Read more

Relatório da ONU mostra aceleração dos impactos das mudanças climáticas

Um amplo relatório climático da ONU, divulgado nesta terça-feira (10), mostra que a mudança climática está tendo um efeito importante em todos os aspectos do meio ambiente, bem como na saúde e bem-estar da população global. O relatório documenta sinais físicos das mudanças climáticas — como aumento do calor da terra e do oceano, aceleração da elevação do nível do mar e derretimento do gelo — e os efeitos indiretos em desenvolvimento socioeconômico, saúde humana, migração e deslocamento, segurança alimentar e nos ecossistemas terrestre e marítimo.

Coronavírus deve custar US$ 1 trilhão à economia global em 2020, diz agência da ONU

Além das trágicas consequências humanas da epidemia de coronavírus COVID-19, a incerteza econômica desencadeada provavelmente custará à economia global 1 trilhão de dólares em 2020, afirmou na segunda-feira (9) a agência de comércio e desenvolvimento da ONU, UNCTAD. "Prevemos uma desaceleração da economia global para menos de 2% neste ano, e isso provavelmente custará 1 trilhão de dólares, em comparação com o que as pessoas estavam prevendo em setembro", disse Richard Kozul-Wright, diretor da divisão Globalização e Estratégias de Desenvolvimento na UNCTAD.