Educação de qualidade

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 4 diz: “Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos”.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 4 diz: “Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos”.

 

Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods4 e notícias sobre o tema abaixo.

O GEM 2019 analisa o impacto da movimentação de pessoas nos sistemas educacionais e mostra que milhões de crianças refugiadas em todo o mundo não têm acesso à educação. Foto: PMA

UNESCO divulga relatório sobre impactos da migração nos sistemas educacionais

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) lançará em Berlim, na Alemanha, na terça-feira (20), o Relatório de Monitoramento Global da Educação 2019, cujo tema deste ano é “Migração, deslocamento e educação: construir pontes, não muros”.

No Brasil, o documento será apresentado ao público no dia seguinte (21), no Memorial da América Latina, em São Paulo, SP, das 13h30 às 17h30.

A atriz britânica Millie Bobby Brown protagoniza novo vídeo lançado pelo UNICEF para o Dia Mundial da Criança, celebrado em 20 de novembro. Foto: Reprodução

Atriz de Stranger Things lidera elenco de estrelas em novo vídeo do UNICEF

A atriz britânica Millie Bobby Brown, conhecida pela série Strangers Things, se uniu aos embaixadores do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) — o ator britânico Orlando Bloom, o norte-irlandês Liam Neeson, a youtuber canadense Lilly Singh, a cantora e compositora britânica Dua Lipa e os artistas performáticos do Blue Man Group — em um novo vídeo lançado pela agência da ONU às vésperas do Dia Mundial da Criança, celebrado em 20 de novembro. Assista ao vídeo.

Pintura 'A Escola de Atenas', do renascentista e italiano Rafael. No centro da imagem, os filósofos Platão e Aristóteles (esquerda e direita, respectivamente) debatem. A obra se encontra no Palácio Apostólico, no Vaticano. Foto: Vaticano

UNESCO diz que filosofia é fundamental para sociedades livres e plurais

Na semana em que se comemora o Dia Mundial da Filosofia, 15 de novembro, a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, ressaltou que a disciplina é “um recurso fundamental para a convivência e para todas as sociedades que são livres e pluralistas – ou que desejam ser assim”.

Segundo a dirigente, esse campo do conhecimento exige a “coragem intelectual de questionar estereótipos e desconstruir dogmatismos”.

Refugiada síria, Lucia Loxca recebe seu diploma em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná. Foto: Grupo MARIOS/Divulgação.

UFPR terá processo seletivo com 10 vagas suplementares para refugiados e migrantes

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) aprovou na sexta-feira (9) por unanimidade resolução que prevê a criação de um processo anual de seleção para pessoas refugiadas e migrantes com visto humanitário que desejem cursar graduação na instituição.

Em 2013, a UFPR firmou termo de parceria com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) para a implementação da Cátedra Sérgio Vieira de Mello. No ano seguinte, teve início o Programa de Extensão e Pesquisa “Política Migratória e Universidade Brasileira”, com a finalidade de desenvolver políticas de acolhimento e de inserção de pessoas refugiadas e migrantes nos cursos de graduação e pós-graduação, atuando também no processo de revalidação de diplomas de estrangeiros.

Na categoria Arte Visual do Ensino Médio, a vencedora foi Marina Monzillo de Almeida Costa, de 18 anos, do Centro Educacional Sigma, Brasília (DF).

ONU Brasil anuncia vencedores de concurso de redação e artes visuais

As Nações Unidas no Brasil divulgaram nesta semana os resultados do concurso de artes visuais e redações para celebrar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, lembrado em 10 de dezembro.

O concurso, que teve como tema “Que mundo queremos nos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos?”, recebeu cerca de 400 inscrições de estudantes dos ensinos médio e fundamental de todo o país.

Foto: Abpeducom/divulgação

Evento internacional em São Paulo reúne especialistas para discutir mídia e educação

Mesas-redondas, painéis e outras atividades abordam mídia-educação e educomunicação em instituições de ensino, políticas públicas e sociedade civil. Participa do encontro Carolyn Wilson, premiada educadora da Western University (Canadá) e presidente da GAPMIL, a aliança internacional da UNESCO para parcerias em Alfabetização Midiática e Informacional.

O congresso que acontece até quarta-feira (14) em São Paulo tem apoio de GAPMIL/UNESCO. O evento marca também a oitava edição do Encontro Brasileiro de Educomunicação, realizado pelo Núcleo de Comunicação e Educação (NCE) da Universidade de São Paulo (USP).

Cerca de 100 venezuelanos solicitantes de refúgio que vivem em Manaus (AM) receberam na segunda-feira (5) os certificados de conclusão dos cursos de qualificação profissional oferecidos pelo projeto Oportunizar. Foto: ACNUR

Venezuelanos recebem certificados de curso de qualificação profissional em Manaus

Cerca de 100 venezuelanos solicitantes de refúgio que vivem em Manaus (AM) receberam na segunda-feira (5) os certificados de conclusão dos cursos de qualificação profissional oferecidos pelo projeto Oportunizar, iniciativa lançada em agosto, fruto de uma parceria entre a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e o Centro de Ensino Técnico (CENTEC).

A cerimônia de formatura aconteceu no Palacete Provincial, no centro da cidade. O objetivo do projeto é aumentar as chances de acesso dos venezuelanos solicitantes de refúgio a empregos e renda, por meio da oferta de cursos de qualificação e oficinas voltadas para desenvolvimento profissional.

Adolescentes participam de oficina de informática na Fundação Casa, em São Paulo. Foto: Fundação Casa

Estudo afirma que semiliberdade é subutilizada no sistema socioeducativo brasileiro

Pesquisa sobre o sistema socioeducativo do país realizada em cooperação com agências das Nações Unidas concluiu em sua fase preliminar divulgada na semana passada (9) que a semiliberdade é subutilizada no Brasil, especialmente nas unidades femininas para adolescentes que cometeram atos infracionais.

De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), na semiliberdade, utilizada em casos de atos infracionais de menor gravidade, o adolescente tem a possibilidade de realizar atividades externas, sendo obrigatórias a escolarização e a profissionalização. O jovem poderá permanecer com a família aos finais de semana, desde que autorizado pela coordenação da Unidade de Semiliberdade.

Habilidades interpessoais serão necessárias num mundo em que as mudanças tecnológicas redefinem a natureza do trabalho constantemente, avalia o Banco Mundial. Foto: PEXELS

Profissionais do futuro devem aprender empatia e julgamento crítico, defende Banco Mundial

Em relatório recente sobre a relação entre tecnologia e produção, o Banco Mundial ressalta que as crianças do atual ensino fundamental vão trabalhar em setores ou ocupações que ainda não existem. Para superar a lacuna entre o aprendizado do presente e as necessidades da nova economia, o organismo financeiro chama governos a investir nas habilidades interpessoais dos profissionais do futuro.

Democrata do Novo México Deb Haaland, recém-eleita à Câmara dos Deputados dos Estados Unidos. Foto: Michael Anaya Gorman

ONU: número recorde de mulheres no novo Congresso dos EUA é ‘vitória histórica’

O número recorde de mulheres que se candidataram nas eleições ao Congresso dos Estados Unidos nesta semana marca um avanço “sem precedentes”, “fundamental para a conquista da igualdade de gênero e do desenvolvimento sustentável”, informou a ONU Mulheres em comunicado na quinta-feira (8).

Um total de 277 mulheres concorreu nas eleições à Câmara dos Deputados e Senado dos EUA em ambos partidos – Democrata e Republicano – representando uma gama de idades, raças, religiões, orientações sexuais e culturas, o que a ONU Mulheres descreveu como uma “vitória histórica” e motivo de celebração.

O estudo refere-se à legislação nacional, decretos ou regulamentos sobre proteção social às crianças. Foto: IPC-IG

Apenas cinco países do Oriente Médio e do Norte da África garantem na lei proteção social às crianças

A maioria dos 20 países da região do Oriente Médio e Norte da África (MENA, na sigla em inglês) tem algum tipo de garantia legal sobre proteção social em suas constituições nacionais. No entanto, apenas cinco — Bahrein, Egito, Irã, Iraque e Marrocos — asseguram claramente o direito à proteção social ou a um padrão de vida adequado às crianças.

Essa é uma das descobertas de novo estudo publicado pelo Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG), vinculado às Nações Unidas.

Projetos podem se transformar em tecnologias sociais disponibilizadas a instituições de ensino de todo o Brasil. Foto: PEXELS

UNICEF e Samsung divulgam vencedores de maratona para criação de apps para escolas

Alunos de escola pública, professores, designers e programadores de todo o país se reuniram em São Paulo na semana passada (31) para o evento de encerramento da Maratona UNICEF Samsung.

Voltada à melhoria da qualidade da educação brasileira, a maratona teve como foco a criação de projetos de aplicativos para os anos finais do ensino fundamental.

A maratona é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da fabricante de eletrônicos Samsung, desenvolvida em parceria com a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), por meio do programa Brasil Mais TI.

Equipe do ACNUR orienta venezuelanos recém-chegados à cidade peruana de Tumbes sobre seus direitos e exames de saúde. Foto: ACNUR/Santiago Escobar-Jaramillo

ONU reforça resposta nas fronteiras com aumento do fluxo de venezuelanos rumo ao Peru

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) reforçou sua resposta em pontos cruciais da fronteira de Peru, Equador e Colômbia na semana passada, à medida que milhares de refugiados e migrantes da Venezuela partiram rumo ao Peru antes do prazo final para a obtenção de permissões de permanência temporária.

Na quarta-feira (31), o número de refugiados e migrantes venezuelanos que entraram no Peru vindos do Equador pela principal fronteira de Tumbes atingiu o recorde de mais de 6.700 pessoas em um único dia, número três vezes maior do que o registrado duas semanas antes. O Peru agora abriga cerca de meio milhão de venezuelanos.

Após viverem na rua por três meses, Marcelo (nome fictício) e sua família foram atendidos no centro de registro e documentação de Boa Vista e encaminhados para um dos abrigos da cidade. Foto: ACNUR/Flávia Faria

Centros de registro e identificação atendem mais de 20 mil venezuelanos em Roraima

Coletar informações precisas de quem chega a um novo país é fundamental para proteger as pessoas mais vulneráveis. E para os venezuelanos que chegam a Roraima, ser registrado e documentado pelas autoridades brasileiras é o primeiro passo para regularizar sua situação no país, acessar serviços básicos e facilitar a identificação e resposta a necessidades e vulnerabilidades adicionais.

Para fortalecer a resposta liderada pelo governo federal e tornar mais eficaz a coordenação entre os diferentes atores humanitários, dois centros públicos de registro e documentação estão em pleno funcionamento no estado: um em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela, e outro em Boa Vista, capital roraimense.

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e outras agências das Nações Unidas apoiam os centros de registro e documentação, onde atuam órgãos públicos como a Polícia Federal, a Receita Federal e os ministérios do Trabalho e do Desenvolvimento Social – além de organizações da sociedade civil.

Durante o encontro, jovens de comunidades pobres do Rio de Janeiro fizeram uma apresentação de música clássica. Foto: UNIC Rio/Paulo Portilho

Evento no UNIC Rio homenageia personalidades que atuam na defesa dos direitos humanos

O Instituto Interamericano de Fomento à Educação, Cultura e Ciência (IFEC) realizou na quarta-feira (31) evento na sede do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), localizado na capital fluminense, para prestar homenagem a personalidades com forte atuação em temas de direitos humanos no país.

Parceiro há 14 anos do UNIC Rio, o IFEC é uma entidade filantrópica fundada em 2002 com projetos e ações de responsabilidade social nas áreas de educação, cultura, meio ambiente, direitos humanos, assistência social, esportes, entre outras.

Famílias venezuelanas são recebidas em Manaus pela equipe do ACNUR. Foto: ACNUR/Luiz Fernando Godinho

Cursos profissionalizantes formam primeiras turmas de venezuelanos em Manaus

O Centro de Ensino Técnico (CENTEC) e a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) realizam na segunda-feira (5) a formatura dos primeiros alunos participantes do projeto Oportunizar, que qualifica venezuelanos solicitantes de refúgio para atuarem no mercado de trabalho local.

Ao todo, 100 pessoas foram capacitadas para as funções de auxiliar de cozinha e confeitaria; auxiliar administrativo; manicure, pedicure e designer de sobrancelha; além de instalador de refrigeração e climatização doméstica.

Relatório do UNICEF apontou que riqueza dos países não garante oferta de educação de qualidade. Foto: Banco Mundial/Irina Oleinik

Relatório do UNICEF mostra que riqueza dos países não garante educação de qualidade

A alta riqueza nacional não garante acesso igualitário a uma educação de qualidade, sugere um novo relatório divulgado nesta terça-feira (30) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

De acordo com o relatório, alguns dos países mais pobres pesquisados, como Letônia e Lituânia, demonstram maior taxa de matrícula na pré-escola e desempenho de leitura mais compatível entre seus alunos do que os países mais ricos.

Da esquerda para a direita: Dalvana Lopes, Marcone Ribeiro, Susana Takamoto, Luiz Sampaio e Tarso Oliveira na Assembleia da Juventude da ONU, em Nova Iorque. Foto: Acesso/Ailton Vireira

Jovens brasileiros ganham bolsa para participar da Assembleia da Juventude na ONU

Quatro jovens brasileiros ganharam uma bolsa para participar da 22ª sessão da Assembleia da Juventude nas Nações Unidas, em Nova Iorque, ocorrida em agosto.

Eles foram selecionados pelo programa “Jovens na ONU”, cujo objetivo é levar à conferência jovens de baixa renda que estejam envolvidos em trabalhos comunitários, fornecendo todos os subsídios financeiros necessários.

Apoiado pelo o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), o programa visa garantir maior diversidade e representatividade da delegação brasileira na conferência mundial.

Sandy Alqas Botros assume posição de liderança no ACNUR por um dia. Foto: ACNUR/Suzy Hopper

ARTIGO: Meninas devem ser livres para sonhar e ter liberdade para liderar

Este ano, mais de 1 mil meninas em todo o mundo assumiram papéis de presidentes, prefeitas, diretoras e outras lideranças, com o objetivo de demonstrar que meninas devem ser livres para sonhar e ter liberdade para liderar. A iniciativa foi promovida pela organização não governamental Plan International.

Em artigo, a refugiada iraquiana Sandy Alqas Botros conta como foi sua experiência ao assumir por um dia o comando da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). Leia o artigo completo.

Foto: PMA/Alejandro Chicheri

Brasil e FAO reforçam cooperação internacional para combate à fome e à pobreza

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), José Graziano, e representantes do governo brasileiro assinaram na semana passada (17) em Roma, na Itália, uma carta de intenções para reforçar a continuidade da cooperação técnica promovida por meio de parceria entre FAO e Brasil.

Na ocasião, assinaram o documento pelo Brasil o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, e o diretor da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Ruy Pereira. O compromisso se refere a projetos internacionais de compartilhamento de experiências e boas práticas de tecnologias e políticas públicas brasileiras com outros países do Sul Global em temas relacionados ao combate à fome e à pobreza.

ONU Brasil reuniu cerca de 120 pessoas em Brasília (DF) na sexta-feira (19) para o 3º Simulado do Conselho de Direitos Humanos. Foto: UNFPA

ONU reúne 120 pessoas em Brasília para simulado sobre Conselho de Direitos Humanos

No ano de comemoração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e dos 20 anos da Declaração sobre Defensores de Direitos Humanos, a ONU Brasil reuniu cerca de 120 pessoas em Brasília (DF) na sexta-feira (19) para o 3º Simulado do Conselho de Direitos Humanos. O evento aconteceu na sede da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) e teve participação de estudantes de graduação, docentes e representantes de organizações da sociedade civil.

Construído de forma colaborativa, plataforma disponibiliza acesso ao Currículo da Cidade de modo dinâmico. Foto: EBC

UNESCO e Secretaria de Educação lançam currículo digital da cidade de São Paulo

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a Secretaria Municipal de Educação da capital paulista lançaram na sexta-feira (19) a plataforma online Currículo Digital da Cidade de São Paulo.

O currículo foi desenhado por meio de um processo colaborativo com o apoio de professores da rede municipal. O material está disponível online para consulta, inspiração e aplicação em sala de aula.

O projeto Alianças no Sertão, desenvolvido em Minas Gerais, é destinado a 300 crianças e adolescentes das comunidades rurais de São João da Vereda e Mato Seco, do município de Montes Claros, e São Roberto, do município de São João da Lagoa. Foto: Itaú-UNICEF

Prêmio Itaú-UNICEF divulga 30 projetos finalistas de sua 13ª edição

O Prêmio Itaú-UNICEF divulgou na quarta-feira (24) os 30 projetos finalistas de sua 13ª edição. Neste ano, a premiação conta com duas categorias: a tradicional Parceria em Ação, em que são reconhecidas parcerias entre organizações da sociedade civil (OSCs) e escolas públicas; e a estreante OSC em Ação, dedicada a projetos realizados exclusivamente pelas OSCs. Foram mais de 3,5 mil inscrições de projetos que trabalham pela garantia de direitos de crianças, adolescentes e jovens em todo o Brasil em 2018.

Refugiados rohingya aguardam distribuição de comida no campo de Kutupalong, em Cox's Bazar, Bangladesh. Foto: ACNUR/Andrew Mconnell

Especialista da ONU alerta que apatridia prejudica principalmente minorias no mundo

Dos rohingya em Mianmar ao povo roma (ciganos) na Europa, minorias já vulneráveis a violações de direitos humanos estão sendo vitimizadas ainda mais por falta de cidadania, disse na terça-feira (23) um especialista das Nações Unidas.

“Uma enorme proporção dos apátridas do mundo pertence a minorias específicas que parecem ser alvo de políticas públicas, práticas ou legislações discriminatórias de decisões sobre cidadania”, disse o relator especial da ONU sobre questões de minorias à Assembleia Geral.

Exibição demonstrativa de ações do projeto Galera Curtição, de Viamão (RS). Foto: UNAIDS

Fundo de População da ONU vê potencial global em iniciativa gaúcha para prevenir HIV

Em visita a Viamão (RS), o especialista do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) Caio Oliveira conheceu o “Galera Curtição”, uma iniciativa implementada em escolas municipais e estaduais para prevenir o HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

Projeto tem a juventude como público-alvo. Por meio de jogos e oficinas, o programa também aborda temas como consumo de álcool e outras drogas, gênero, diversidade sexual, bullying e preconceitos relacionados a raça, cor e etnia.

Jovens brasileiros participaram de debate sobre direitos de crianças e adolescentes na sede da ONU em Genebra. Foto: Visão Mundial

Jovem brasileira participa de debate da ONU em Genebra sobre direitos de crianças e adolescentes

Uma brasileira de 17 anos, estudante de Humanidades da Universidade Federal da Bahia, participou no fim de setembro (28) de encontro do Comitê dos Direitos da Criança na sede da ONU, em Genebra, na Suíça. O objetivo foi debater com representantes das Nações Unidas formas de utilizar as mídias digitais para conscientizar os jovens do Brasil sobre seus direitos e democratizar o acesso à informação.

Melissa é integrante do Monitoramento Jovem de Políticas Públicas (MJPOP) da Visão Mundial, organização cristã de desenvolvimento e resposta a situações de emergência. As principais pautas dos jovens que integram o MJPOP são os índices alarmantes de homicídios de jovens negros no Brasil, além de temas relacionados à educação e à proteção de crianças e adolescentes.

Alimentação escolar é crucial para atingir o objetivo global da ONU número dois, de fome zero. Foto: PMA/Alexandra Hilliard

Fórum na Tunísia discute benefícios sociais das políticas públicas de alimentação escolar

O 20º Fórum Global de Nutrição Infantil reunirá este mês (de 21 a 25) em Túnis cerca de 300 participantes, de 50 países, com o objetivo de discutir os benefícios sociais de programas nacionais de alimentação escolar para a segurança alimentar e nutricional. O fórum é a maior conferência internacional anual sobre o tema no mundo.

Organizado pela Global Child Nutrition Foundation e pelo Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas, o fórum incentiva o diálogo aberto e o compartilhamento de experiências, melhores práticas, lições aprendidas, desafios e opções para apoiar de maneira sustentável programas domésticos de alimentação escolar.

Ahmed e Rasha passam o dia em um parque no Cairo, Egito, com seus dois filhos, Mohamed e Raghad. Ahmed e Rasha escolheram não ter mais filhos porque querem garantir que Mohamed e Raghad tenham uma boa vida e boa educação. Foto: UNFPA/Roger Anis

Mundo terá 2,2 bilhões de pessoas a mais até 2050, indica ONU

A população mundial deve crescer em mais de 2,2 bilhões de pessoas até 2050, informou a ONU na quarta-feira (17), e mais da metade deste crescimento (1,3 bilhão) deve acontecer na África subsaariana, onde direitos das mulheres são frequentemente violados por acesso limitado à saúde e à educação, além de uma discriminação de gênero estrutural.

De acordo com o relatório, priorizar a qualidade de cuidados de saúde materna é essencial. O documento também destaca a necessidade de acesso a contraceptivos modernos, melhor educação sexual e dá ênfase à necessidade de mudar visões estereotipadas que homens têm das mulheres.

Natalia Kanem, diretora-executiva do UNFPA, durante a sessão presidencial do Congresso Mundial da FIGO. Foto: UNFPA Brasil/Erick Dau

Subsecretária-geral da ONU defende educação sobre sexualidade para empoderar os jovens

Garantir os direitos e a saúde sexual e reprodutiva de meninas e mulheres deve estar entre as prioridades dos países e ser um foco de ação conjunta entre governos, sociedade civil e iniciativa privada.

Esta foi uma das principais demandas apresentadas pela diretora-executiva do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e subsecretária-geral da ONU, Natalia Kanem, durante o Congresso Mundial da Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO), realizado nesta semana, no Rio de Janeiro.

O ONU-HABITAT promoveu em Maceió (AL) atividades com crianças para promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) por meio de jogos de tabuleiro, denominados "Viva os Objetivos!". Foto: ONU-HABITAT

ONU adota jogos de tabuleiro para divulgar objetivos globais entre crianças de Maceió

O Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) promoveu na terça-feira (16) em Maceió (AL) atividades com crianças para promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) por meio de jogos de tabuleiro, denominados “Viva os Objetivos!”.

As atividades fizeram parte do “Outubro Urbano” do ONU-HABITAT, marcado pelo Dia Mundial do Habitat (1º de outubro), cujo tema deste ano é “Gestão Municipal de Resíduos Sólidos”, e pelo Dia Mundial das Cidades (31 de outubro), cujo tema é “Construindo cidades sustentáveis e resilientes”.

Comerciante de rua no Nepal. Foto: Banco Mundial/Stephan Bachenheimer

ONU diz que pobreza impede mais de 700 milhões de pessoas de atender suas necessidades básicas

Em pronunciamento neste 17 de outubro, Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, ressaltou que eliminar a miséria “não é uma questão de caridade, mas de justiça”.

Para combater o problema, a UNESCO defendeu o acesso universal à educação básica e a uma formação ampla, que combata costumes sociais associados a desigualdades.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) alertou para as diferentes formas de privação, que não estão necessariamente relacionadas à renda, mas ao acesso a serviços e direitos, como educação, saúde e saneamento.

Refugiados participam de Feirão do Emprego em São Paulo. Foto: Governo de São Paulo (Arquivo)

Oficinas em SP capacitam profissionais envolvidos no acolhimento de refugiados e migrantes no Brasil

A Escola Superior do Ministério Púbico da União (ESMPU) recebe até 19 de outubro inscrições para oficinas em São Paulo com o objetivo de capacitar atores envolvidos em acolhimento, integração e interiorização de refugiados e migrantes no Brasil.

As oficinas, que ocorrem de 25 a 27 de outubro, são gratuitas e abertas ao público externo.

A ação é promovida por rede da qual fazem parte Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), Organização Internacional para as Migrações (OIM) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).