Vida na água

Entre os dias 5 e 9 de junho a ONU realizará em sua sede em Nova Iorque a Conferência sobre os Oceanos.

Entre os dias 5 e 9 de junho a ONU realizou em sua sede em Nova Iorque a Conferência sobre os Oceanos.

Trata-se de um encontro com os principais chefes de Estado e de Governo do mundo, bem como representantes de organizações que trabalham com o tema, para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14: conservar e utilizar de forma sustentável os oceanos, os mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

Acompanhe todos os detalhes nessa página especial, na página oficial do evento (oceanconference.un.org) ou pelas hashtags #SaveOurOcean e #MaresLimpos. Acesse também um texto com perguntas e respostas sobre a conferência clicando aqui.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 14 diz: “Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável”.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 14 diz: “Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável”. Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods14; notícias sobre o tema abaixo.

Vista aérea da Amazônia. Foto: Flickr/CIAT/ Neil Palmer (cc)

ARTIGO: Os defensores do meio ambiente lutam por você

Em artigo, o diretor regional da ONU Meio Ambiente, Leo Heileman, lembra que o ano passado foi o mais sangrento para os ativistas ambientais: 200 defensores do meio ambiente foram assassinados em 24 países, e a América Latina foi o cenário de 60% desses homicídios, de acordo com a organização Global Witness.

Para Heileman, não podemos permitir que aqueles que lutam por nosso bem-estar continuem caindo em um campo de batalha que tragicamente vai se expandindo a mais países da América Latina e do Caribe. Leia o artigo completo.

Prêmio Jovens Campeões da Terra receberá votos do público para escolher vencedores. Foto: PEXELS

ONU Meio Ambiente anuncia finalistas regionais do prêmio Jovens Campeões da Terra

Após receber cerca de 600 inscrições, a ONU Meio Ambiente anunciou nesta terça-feira (15) os 30 finalistas regionais da seleção que escolherá os próximos Jovens Campeões da Terra. Cada participante do concurso se inscreveu na competição com uma “grande ideia” para preservar a natureza. Caso sejam vitoriosos, eles poderão tirá-las do papel. Público poderá votar online pelos concorrentes favoritos até 31 de agosto. Em setembro, serão anunciados os seis campeões.

Cinturão Verde de São Paulo. Foto: UNESCO/Garbobarsch

Brasil passa a ter 7 reservas biológicas registradas em rede da UNESCO

Uma decisão do Conselho de Coordenação Internacional do Programa O Homem e a Biosfera separou as reservas da Mata Atlântica e do Cinturão Verde da cidade de São Paulo. Antes, os domínios constituíam uma única área proteção da Rede Mundial de Reservas da Biosfera. Com a deliberação, o Brasil passa a ter sete zonas de preservação cadastradas na projeto, que é uma iniciativa de cooperação da UNESCO para preservar sítios naturais.

Cerca de 20 milhões de toneladas de plásticos acabam nos oceanos a cada ano. Foto: Flickr/ National Ocean Service Image Gallery (CC)

ONU chama universitários a participar de competição sobre lixo plástico marinho

A ONU Meio Ambiente convida universitários de todo o mundo a participar do Desafio de Inovação sobre Plástico Marinho 2017. Iniciativa busca reconhecer projetos de engenharia, design, monitoramento marinho e comunicação que apresentem soluções para o problema do lixo nos oceanos. Prazo de inscrição é 6 de outubro. Vencedores serão convidados para a 6ª Conferência Internacional sobre Lixo Marinho, que acontece em 2018 em San Diego, nos Estados Unidos.

Relator especial da ONU sobre meio ambiente e direitos humanos, John Knox, em pronunciamento no Senado. Foto: Agência Senado/Pedro França

Países da América Latina e Caribe reúnem-se com relator da ONU para discutir acesso à justiça ambiental

Reunião em Buenos Aires marca a sétima rodada de negociações para a definição de uma estratégia regional que permita aos países executar, de forma plena, o princípio nº 10 da Declaração do Rio sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento. Diretiva determina que nações deverão garantir aos seus cidadãos acesso eficaz a procedimentos judiciais e administrativos envolvendo questões ambientais, incluindo a mecanismos de ressarcimento de danos e recursos.

Fundação Banco do Brasil reconhece projetos sociais. Imagem: Fundação BB

Fundação Banco do Brasil divulga projetos sociais reconhecidos por premiação em parceria com a ONU

A Fundação Banco do Brasil divulgou nesta terça-feira (25) o resultado da primeira fase do seu Prêmio de Tecnologia Social. Das 735 iniciativas inscritas neste ano, 173 foram consideradas aptas para receber a certificação oferecida pela instituição. Em 2017, a premiação conta com a parceria da UNESCO, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), do Banco Mundial e do Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD).

Crianças se alimentam em uma escola no Timor-Leste, com refeições fornecidas pelo Programa Mundial de Alimentos da ONU, PMA, e o Ministério da Educação do país asiático. Foto: ONU/Martine Perret

Na ONU, países reafirmam compromisso com Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Em Nova Iorque, líderes de mais de 70 países se reuniram no Fórum Político de Alto Nível da ONU para debater os progressos e desafios da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

Relatório do secretário-geral da organização sobre os progressos realizados em prol dos ODS mostrou que, apesar de o progresso global ter sido evidente em muitos casos, foi desigual nos países e regiões. Além disso, os avanços foram considerados insuficientes em diversos objetivos.

Sítio Arqueológico do Cais do Valongo não é apenas o principal cais de desembarque de africanos escravizados em todas as Américas, como é o único que se preservou materialmente. Foto: UNIC Rio/Natalia da Luz

Cais do Valongo, no Rio, é inscrito na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO

O Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO decidiu incluir em sua Lista do Patrimônio Mundial o sítio arqueológico Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, por seu significado para gerações passadas, presentes e futuras no que se refere à história do tráfico atlântico e a escravização de africanos. A decisão ocorreu no domingo (9) durante a 41ª reunião do Comitê, realizada na Polônia.

Para a representante interina da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, “o Cais do Valongo tem valor histórico, arqueológico e cultural, traz memórias de um período da história que não pode se repetir jamais e, por isso mesmo, precisa ser lembrado”.

Erik Solheim, diretor-executivo da ONU Meio Ambiente. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Chefe de agência da ONU recomenda revisão de Medidas Provisórias sobre unidades de conservação

Em visita ao Brasil, o diretor-executivo da ONU Meio Ambiente, Erik Solheim, recomendou ao presidente Michel Temer na segunda-feira (12) que altere ou vete o texto das Medidas Provisórias 756 e 758, ambas de 2016. Propostas foram ratificadas em maio de 2017 pelo Senado. Caso sancionadas pelo Executivo, reformas alterarão os limites da Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará, e de outras unidades de conservação. Solheim falou sobre encontro com o chefe do Estado brasileiro em evento no Rio de Janeiro nesta terça-feira (13).

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (9), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Cristo Redentor recebe projeção da ONU para Semana do Meio Ambiente e Virada Sustentável do Rio

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, lembrada de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (8), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Erradicação da pobreza é o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 1. Foto: EBC

ONGs apresentam relatório sobre implementação dos objetivos globais no Brasil

Organizações da sociedade civil apresentaram esta semana em Brasília documento sobre a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) no país. O “Relatório Luz da Sociedade Civil sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável” é uma prévia da prestação de contas que será entregue à ONU em julho.

Também esta semana, o grupo assessor do Sistema ONU para a Agenda 2030 entregou documentos temáticos sobre os ODS à comissão nacional para o tema.

Crianças que visitarem o AquaRio poderão aprender sobre preservação da vida marinha. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Contradição entre economia e saúde dos oceanos é ‘artificial’, diz chefe da ONU

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu durante a Conferência sobre os Oceanos, realizada nessa semana na sede da ONU, uma ação global para enfrentar os atuais desafios que envolvem a saúde dos oceanos, incluindo a poluição e o uso insustentável dos recursos marinhos.

A ONU também marca nesta quinta-feira (8) o Dia Mundial dos Oceanos. “Estamos aqui para virar a maré. Nós criamos esses problemas. Com uma ação global decisiva e coordenada, podemos resolvê-los”, disse Guterres.

Ilhas Rabi, Fiji. A elevação do nível dos oceanos e as mudanças climáticas são ameaças à existência das ilhas do Pacífico. Foto: OCHA/Danielle Parry

UNESCO lembra importância do conhecimento científico para a conservação dos oceanos

Para atingir o objetivo de conservar e usar de forma sustentável os oceanos, será necessário mobilizar e aproveitar melhor o conhecimento científico. A afirmação foi feita pela diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, para a ocasião do Dia Mundial dos Oceanos (8 de junho).

“Oceanos saudáveis exigem um conhecimento global consistente na área da oceanografia. Não somos capazes de administrar o que não podemos mensurar, e nenhum país consegue mensurar a multiplicidade de mudanças que ocorrem nos oceanos”, disse Bokova em comunicado.

Representantes da ONU debateram novos e antigos desafios que países precisam enfrentar para promover o desenvolvimento sustentável. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

No Rio, representantes da ONU alertam para mudanças climáticas e pedem compromisso com sustentabilidade

‘O nosso problema está na área de desmatamento.’ O diagnóstico é da representante da ONU Meio Ambiente no Brasil, Denise Hamú, que chamou a atenção na terça-feira (6) para os desafios que o país tem de enfrentar para combater as mudanças climáticas. Em simpósio realizado no Museu do Amanhã, a dirigente e outros especialistas das Nações Unidas defenderam políticas econômicas, ambientais e urbanas mais sustentáveis.

Agência da ONU firma parceria com Virada Sustentável para promoção dos objetivos globais

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Instituto Virada Sustentável fecharam parceria com o objetivo de promover ações integradas no âmbito local para fortalecer a implementação da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A primeira ação será a projeção dos ícones dos ODS no Cristo Redentor, nesta quarta-feira (8), no Rio de Janeiro. A ação dará início à Virada Sustentável na cidade. Entre 9 e 11 de junho, iniciativas em diferentes pontos da capital fluminense discutirão ações locais de promoção da sustentabilidade.

Pescadores em Evia, na Grécia, em janeiro de 1973. Foto: ONU/Tsagris

ONU pede que países revertam danos aos oceanos durante conferência em NY

Na abertura da primeira conferência internacional sobre a saúde dos oceanos e mares, realizada em Nova Iorque, representantes das Nações Unidas pediram nesta segunda-feira (5) ação global coordenada para proteger o planeta.

“Melhorar a saúde de nossos oceanos é um teste para o multilateralismo, e não podemos nos dar ao luxo de falhar nisso”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, em sua primeira grande conferência desde que assumiu o cargo, no início deste ano.

Crianças que visitarem o AquaRio poderão aprender sobre preservação da vida marinha. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

ONU começa campanha no AquaRio para alertar público sobre poluição dos oceanos

Na semana em que as Nações Unidas promovem a Conferência sobre os Oceanos, em Nova Iorque, o Centro de Informação da ONU para o Brasil (UNIC Rio) realiza no AquaRio uma campanha de conscientização sobre as ameaças à biodiversidade marinha. Iniciativa começou nesta segunda-feira (5) e vai mostrar para o público de cariocas e turistas o que pode ser feito por cada indivíduo para proteger os mares da poluição, sobretudo do plástico.

Nessa semana, a ONU realiza a Conferência sobre os Oceanos. Coincidindo com o Dia Mundial do Meio Ambiente (5) e o Dia Mundial dos Oceanos (8), o evento promove parcerias e ações para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14, que trata da conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos.

Concentração de plásticos nos oceanos é alarmante, dizem especialistas

Nessa semana, a ONU realiza a Conferência sobre os Oceanos. Coincidindo com o Dia Mundial do Meio Ambiente (5) e o Dia Mundial dos Oceanos (8), o evento promove parcerias e ações para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14, que trata da conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos.

O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) ouviu especialistas e ativistas, que alertaram para problemas como a alta concentração de plásticos e a acidificação dos oceanos. Confira nesse vídeo especial.