Vida na água

Entre os dias 5 e 9 de junho a ONU realizará em sua sede em Nova Iorque a Conferência sobre os Oceanos.

Entre os dias 5 e 9 de junho a ONU realizará em sua sede em Nova Iorque a Conferência sobre os Oceanos.

 

Trata-se de um encontro com os principais chefes de Estado e de Governo do mundo, bem como representantes de organizações que trabalham com o tema, para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14: conservar e utilizar de forma sustentável os oceanos, os mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

 

Acompanhe todos os detalhes nessa página especial, na página oficial do evento (oceanconference.un.org) ou pelas hashtags #SaveOurOcean e #MaresLimpos. Acesse também um texto com perguntas e respostas sobre a conferência clicando aqui.

 

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 14 diz: “Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável”.

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 14 diz: “Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável”. Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods14; notícias sobre o tema abaixo.

Erik Solheim, diretor-executivo da ONU Meio Ambiente. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Chefe de agência da ONU recomenda revisão de Medidas Provisórias sobre unidades de conservação

Em visita ao Brasil, o diretor-executivo da ONU Meio Ambiente, Erik Solheim, recomendou ao presidente Michel Temer na segunda-feira (12) que altere ou vete o texto das Medidas Provisórias 756 e 758, ambas de 2016. Propostas foram ratificadas em maio de 2017 pelo Senado. Caso sancionadas pelo Executivo, reformas alterarão os limites da Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará, e de outras unidades de conservação. Solheim falou sobre encontro com o chefe do Estado brasileiro em evento no Rio de Janeiro nesta terça-feira (13).

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (9), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Cristo Redentor recebe projeção da ONU para Semana do Meio Ambiente e Virada Sustentável do Rio

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, lembrada de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (8), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Erradicação da pobreza é o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 1. Foto: EBC

ONGs apresentam relatório sobre implementação dos objetivos globais no Brasil

Organizações da sociedade civil apresentaram esta semana em Brasília documento sobre a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) no país. O “Relatório Luz da Sociedade Civil sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável” é uma prévia da prestação de contas que será entregue à ONU em julho.

Também esta semana, o grupo assessor do Sistema ONU para a Agenda 2030 entregou documentos temáticos sobre os ODS à comissão nacional para o tema.

Crianças que visitarem o AquaRio poderão aprender sobre preservação da vida marinha. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Contradição entre economia e saúde dos oceanos é ‘artificial’, diz chefe da ONU

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu durante a Conferência sobre os Oceanos, realizada nessa semana na sede da ONU, uma ação global para enfrentar os atuais desafios que envolvem a saúde dos oceanos, incluindo a poluição e o uso insustentável dos recursos marinhos.

A ONU também marca nesta quinta-feira (8) o Dia Mundial dos Oceanos. “Estamos aqui para virar a maré. Nós criamos esses problemas. Com uma ação global decisiva e coordenada, podemos resolvê-los”, disse Guterres.

Ilhas Rabi, Fiji. A elevação do nível dos oceanos e as mudanças climáticas são ameaças à existência das ilhas do Pacífico. Foto: OCHA/Danielle Parry

UNESCO lembra importância do conhecimento científico para a conservação dos oceanos

Para atingir o objetivo de conservar e usar de forma sustentável os oceanos, será necessário mobilizar e aproveitar melhor o conhecimento científico. A afirmação foi feita pela diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, para a ocasião do Dia Mundial dos Oceanos (8 de junho).

“Oceanos saudáveis exigem um conhecimento global consistente na área da oceanografia. Não somos capazes de administrar o que não podemos mensurar, e nenhum país consegue mensurar a multiplicidade de mudanças que ocorrem nos oceanos”, disse Bokova em comunicado.

Representantes da ONU debateram novos e antigos desafios que países precisam enfrentar para promover o desenvolvimento sustentável. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

No Rio, representantes da ONU alertam para mudanças climáticas e pedem compromisso com sustentabilidade

‘O nosso problema está na área de desmatamento.’ O diagnóstico é da representante da ONU Meio Ambiente no Brasil, Denise Hamú, que chamou a atenção na terça-feira (6) para os desafios que o país tem de enfrentar para combater as mudanças climáticas. Em simpósio realizado no Museu do Amanhã, a dirigente e outros especialistas das Nações Unidas defenderam políticas econômicas, ambientais e urbanas mais sustentáveis.

Agência da ONU firma parceria com Virada Sustentável para promoção dos objetivos globais

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Instituto Virada Sustentável fecharam parceria com o objetivo de promover ações integradas no âmbito local para fortalecer a implementação da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A primeira ação será a projeção dos ícones dos ODS no Cristo Redentor, nesta quarta-feira (8), no Rio de Janeiro. A ação dará início à Virada Sustentável na cidade. Entre 9 e 11 de junho, iniciativas em diferentes pontos da capital fluminense discutirão ações locais de promoção da sustentabilidade.

Pescadores em Evia, na Grécia, em janeiro de 1973. Foto: ONU/Tsagris

ONU pede que países revertam danos aos oceanos durante conferência em NY

Na abertura da primeira conferência internacional sobre a saúde dos oceanos e mares, realizada em Nova Iorque, representantes das Nações Unidas pediram nesta segunda-feira (5) ação global coordenada para proteger o planeta.

“Melhorar a saúde de nossos oceanos é um teste para o multilateralismo, e não podemos nos dar ao luxo de falhar nisso”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, em sua primeira grande conferência desde que assumiu o cargo, no início deste ano.

Crianças que visitarem o AquaRio poderão aprender sobre preservação da vida marinha. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

ONU começa campanha no AquaRio para alertar público sobre poluição dos oceanos

Na semana em que as Nações Unidas promovem a Conferência sobre os Oceanos, em Nova Iorque, o Centro de Informação da ONU para o Brasil (UNIC Rio) realiza no AquaRio uma campanha de conscientização sobre as ameaças à biodiversidade marinha. Iniciativa começou nesta segunda-feira (5) e vai mostrar para o público de cariocas e turistas o que pode ser feito por cada indivíduo para proteger os mares da poluição, sobretudo do plástico.

Nessa semana, a ONU realiza a Conferência sobre os Oceanos. Coincidindo com o Dia Mundial do Meio Ambiente (5) e o Dia Mundial dos Oceanos (8), o evento promove parcerias e ações para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14, que trata da conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos.

Concentração de plásticos nos oceanos é alarmante, dizem especialistas

Nessa semana, a ONU realiza a Conferência sobre os Oceanos. Coincidindo com o Dia Mundial do Meio Ambiente (5) e o Dia Mundial dos Oceanos (8), o evento promove parcerias e ações para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 14, que trata da conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos.

O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) ouviu especialistas e ativistas, que alertaram para problemas como a alta concentração de plásticos e a acidificação dos oceanos. Confira nesse vídeo especial.

Cercados pela mata atlântica, os atletas protagonizaram o lançamento da campanha #EstouComANatureza. Foto: Nilton Rolin

Brasil dá a largada para Semana Mundial do Meio Ambiente com maratona no Parque Nacional de Iguaçu

O Parque Nacional de Iguaçu, no Paraná, foi cenário no domingo (4) do início das celebrações do Dia Mundial do Meio Ambiente, recebendo milhares de corredores para duas provas de atletismo: a Meia Maratona Cataratas e o Desafio 8k.

Cercados pela mata atlântica e instigados pelo som das águas de uma das sete novas maravilhas da natureza, os atletas protagonizaram o lançamento da campanha da ONU Meio Ambiente #EstouComANatureza.

Em praia no Rio de Janeiro, celebração de Iemanjá, a deusa do mar – uma das tradições locais brasileiras. Foto: ONU/Sebastião Barbosa (janeiro de 1991)

Conferência sobre os Oceanos 2017: perguntas e repostas

Entre os dias 5 e 9 de junho a ONU realizará em sua sede em Nova Iorque a Conferência sobre os Oceanos.

O evento reúne os principais chefes de Estado e de Governo do mundo, bem como representantes de organizações que trabalham com o tema, para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14: conservar e utilizar de forma sustentável os oceanos, os mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável. Confira as principais questões sobre o evento global – e suas respostas – aqui.

Jovens residentes da Floresta Nacional do Tapajós. Foto: ONU/Eskinder Debebe (arquivo)

No Dia Mundial do Meio Ambiente, ONU pede conexão com o planeta

O tema deste ano do Dia Mundial do Meio Ambiente é “Conectando pessoas à natureza”, e tem como objetivo enfatizar os benefícios para a saúde física e mental de estar em meio à natureza. As Nações Unidas lembram os vastos benefícios de tal engajamento, da segurança alimentar a uma melhor saúde, além de um suprimento adequado de água e estabilidade climática.

“Este é nosso meio ambiente. É a chave para um futuro sustentável. Sem um meio ambiente saudável, não poderemos acabar com a pobreza ou construir prosperidade”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, em mensagem de vídeo para o dia.

Ganhadores da competição ajudarão a equipe de jornalistas da ONU na cobertura da 23ª Conferência das Partes da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). Foto: PNUD

ONU abre concurso de vídeos para jovens que lutam contra as mudanças climáticas

Jovens engajados em iniciativas para combater as mudanças climáticas estão convidados a participar de uma competição de vídeos promovida pelo Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) e pela Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC). Vencedor receberá como prêmio uma viagem de ida e volta para participar da 23ª Conferência do Clima da ONU. Evento acontece em Bonn, de 6 a 17 de novembro.

Colônia de corais em manguezais em Raja Ampat, na Indonésia. Foto: Alex Lindbloom/USA/Prêmio do Dia Mundial dos Oceanos 2016

ONU realiza Conferência sobre os Oceanos para promover ações contra degradação marinha

De 5 a 9 de junho, a Organização das Nações Unidas reúne em Nova Iorque autoridades do mundo todo para incentivar ações que melhorem a qualidade dos oceanos. As atividades do homem estão afetando o habitat marinho, a qualidade e temperatura da água, a saúde da vida marinha e até a oferta de peixes e frutos do mar.

No Brasil, o evento terá ações educativas no AquaRio, onde o Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC Rio) conscientizará o público sobre a necessidade de conservação dos oceanos. A principal mensagem é “Menos plástico e mais peixes. Somente juntos conseguiremos salvar os oceanos. Se não mudarmos nossas ações agora, teremos mais plásticos nos oceanos do que peixes em 2050”.

O Dia Mundial do Meio Ambiente em 2017 ganha o tema “Conectando as pessoas à natureza” e será comemorado mundo afora com mais de 1 mil eventos. Foto: ONU Meio Ambiente

Brasil entra na campanha #EstouComANatureza para celebrar Dia Mundial do Meio Ambiente

A ONU Meio Ambiente realiza de 4 a 11 de junho eventos nacionais para incentivar a conexão das pessoas com a natureza e incentivar sua proteção.

Impulsionando estilos de vida sustentáveis, a campanha realiza mais de 1 mil atividades mundiais. No Brasil, haverá a Meia Maratona das Cataratas, o Simpósio ‘Ecos da Rio 92’ no Museu do Amanhã, o lançamento nacional da Campanha #MaresLimpos, no AquaRio, entre outros eventos.

Documentário Baía Urbana será lançado mundialmente em evento paralelo à primeira Conferência da ONU sobre os Oceanos. Imagem: Centro RIO+

Documentário da ONU sobre a Baía de Guanabara terá lançamento mundial em junho, em Nova Iorque

O documentário Baía Urbana, do biólogo e cineasta brasileiro Ricardo Gomes, será lançado globalmente em 7 de junho, em Nova Iorque, durante a primeira Conferência da ONU sobre os Oceanos. Produção é fruto de uma parceria entre o diretor e o Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável do PNUD (Centro RIO+). Organismo das Nações Unidas anunciou nesta semana (30) as datas e locais das primeiras exibições do filme fora do Brasil. Eventos são abertos ao público.

Garimpo artesanal é uma das atividades humanas responsável por lançar mercúrio no meio ambiente, ameaçando a natureza e a saúde de homens, mulheres e crianças. Foto: PIXABAY (CC)/johnnyshwang0

Com novas ratificações, convenção da ONU para combater uso de mercúrio entrará em vigor em agosto

Maio de 2017 entrará para a história do combate ao uso de metais pesados que ameaçam o meio ambiente e a saúde da população. A União Europeia e sete de seus Estados-membros ratificaram neste mês (18) a Convenção de Minamata sobre Mercúrio, ultrapassando — e cumprindo — a exigência mínima de 50 países ratificadores para que o acordo entre em vigor.

Documento passará a valer a partir de 16 de agosto desse ano. O pacto prevê que países signatários proíbam a abertura de novas minas de mercúrio, fechem as já existentes e regularizem a mineração artesanal e em pequena escala do ouro.

Mata Atlântica no Rio de Janeiro. Foto: Foto: Rodrigo Soldon (CC)

Turismo sustentável é ‘ferramenta poderosa’ para proteger biodiversidade, diz UNESCO

Em mensagem para o Dia Internacional para a Diversidade Biológica, lembrado na segunda-feira (22), a diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, defendeu o turismo sustentável como “ferramenta poderosa” para proteger ecossistemas e preservá-los para as gerações futuras. “Biodiversidade é vida”, ressaltou a chefe da agência da ONU, que lembrou como o organismo tem apoiado iniciativas em prol da conservação do meio ambiente.

Uma transformação radical na forma com a qual a energia é fornecida e utilizada será necessária caso o mundo pretenda atingir sua meta de manter o aumento da temperatura global abaixo de 2 graus Celsius. Foto: Wikicommons/Jürgen (CC)

Tecnologias de energia limpa reduzem emissão de poluentes, mas ampliam uso de metais

Uma transformação radical na forma com a qual a energia é fornecida e utilizada será necessária caso o mundo pretenda atingir sua meta de manter o aumento da temperatura global abaixo de 2 graus Celsius, como previsto pelo Acordo de Paris. No entanto, os impactos ambientais dessa mudança ainda não estão claros.

Segundo relatório de painel ligado à ONU Meio Ambiente, enquanto há claros benefícios ambientais com o uso dessas tecnologias, particularmente nas reduções da emissão de gases do efeito estufa, há também considerações a serem feitas, como um maior uso de metais.

Pesquisa da Floresta Nacional Chugach, Alaska. Foto: USDA Forest Service Alaska Region/CC BY 2.0

Prêmio Jovem Pesquisadores incentiva a publicação de dados ecológicos

Oferecido pelo Plataforma Global de Informação sobre Biodiversidade, o prêmio oferece dois auxílios de 5 mil euros, um para mestrado e outro para doutorado; inciativa promove a publicação de conjuntos de dados e metadados que forneçam informação de espécies observadas ou coletadas, podendo ser tanto dados ecológicos, quanto dados de coleções provenientes de eventos de amostragem. Prazo é 20 de junho.

Castanha é produto florestal importante para comunidades que vivem na região amazônia. Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

UNFPA e governo selecionam instituição para elaboração de documento sobre juventude e meio ambiente

Até 18 de maio, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e o Ministério do Meio Ambiente do Brasil estão com edital aberto para institutos, fundações ou empresas que realizem pesquisas sobre o papel dos jovens na preservação da natureza. Processo de seleção vai escolher a instituição responsável pela elaboração de um documento técnico que será utilizado nas seções temáticas do processo de construção do Plano Nacional de Juventude e Meio Ambiente (PNJMA).

Gisele Bündchen defende tartarugas marinhas em campanha da ONU. Foto: PNUMA

Campanha da ONU contra caça e tráfico de vida silvestre ganha o ‘Oscar da Internet’

Criada pela ONU Meio Ambiente para conscientizar as pessoas sobre as consequências catastróficas da caça e tráfico ilegais de vida silvestre, a campanha ‘Feroz pela Vida’ foi eleita pelo público para receber um dos Webby Awards – premiação conhecida como o “Oscar da Internet”. Iniciativa das Nações Unidas teve apoio de Gisele Bündchen, Ian Somerhalder, Gael García Bernal, Neymar Jr. e outras celebridades que mobilizaram as redes sociais, alcançando mais de 1 bilhão de pessoas.

Mercado de peixe em Roma, na Itália. Foto: FAO / Alessia Pierdomenico

Modelo da FAO ajudará a manter pesca ilegal fora do mercado global

Globalmente, entre 91 e 93 milhões de toneladas de peixes são pescados anualmente, e os produtos do mar estão entre os alimentos mais negociados no mundo, com um valor de exportação de 142 bilhões de dólares em 2016.

Estima-se também que a pesca ilegal e não regulamentada tire até 26 milhões de toneladas de peixes dos oceanos por ano, prejudicando os ecossistemas marinhos e os esforços para gerir de forma sustentável a pesca.