Ação contra a mudança global do clima

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 13 diz: “Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos”.

 

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 13 diz: “Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos”.

 

Mais sobre este ODS em https://nacoesunidas.org/pos2015/ods13 e na página sobre o Acordo de Paris sobre Mudanças Climáticas (nacoesunidas.org/acordodeparis).

 

Acompanhe abaixo todas as informações e esforços da ONU para combater a mudança climática e promover o desenvolvimento sustentável.

 

Uso da bicicleta como meio de transporte gera atividades físicas regulares que previnem diversas doenças crônicas não-transmissíveis, como hipertensão e diabetes, e o bem-estar físico e mental dos funcionários. Foto: OPAS/OMS

Sede da OMS em Brasília oferece bicicletas para deslocamento de funcionários

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) disponibiliza 12 bicicletas aos funcionários de sua representação em Brasília (DF). Mais do que uma forma de lazer, a oferta de bikes no ambiente de trabalho pode ser uma estratégia para mobilizar funcionários a adotar hábitos benéficos ao meio ambiente e à própria saúde.

Segundo a agência da ONU, seu uso como meio de transporte gera atividades físicas regulares que previnem diversas doenças crônicas não-transmissíveis, como hipertensão e diabetes, e o bem-estar físico e mental dos funcionários. Além disso, reduz a quantidade de veículos no trânsito e as emissões de partículas nocivas à saúde, além de estimular o uso do espaço público.

Vista aérea da Amazônia. Foto: Flickr/CIAT/ Neil Palmer (cc)

ARTIGO: Os defensores do meio ambiente lutam por você

Em artigo, o diretor regional da ONU Meio Ambiente, Leo Heileman, lembra que o ano passado foi o mais sangrento para os ativistas ambientais: 200 defensores do meio ambiente foram assassinados em 24 países, e a América Latina foi o cenário de 60% desses homicídios, de acordo com a organização Global Witness.

Para Heileman, não podemos permitir que aqueles que lutam por nosso bem-estar continuem caindo em um campo de batalha que tragicamente vai se expandindo a mais países da América Latina e do Caribe. Leia o artigo completo.

Não é possível desassociar as mudanças climáticas do crescimento demográfico, os padrões de consumo das populações e os processos de industrialização e de produção para atender a essas demandas, de acordo com o UNFPA. Foto: EBC

Agência da ONU ressalta conexão entre mudanças climáticas e padrões de consumo

Não é possível desassociar as mudanças climáticas do crescimento demográfico, dos padrões de consumo das populações e dos processos de industrialização e de produção, afirmou o representante do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil, Jaime Nadal, durante conferência em Brasília (DF).

Segundo Nadal, o tema necessita de mais debate e pesquisa, já que são visíveis os impactos dos padrões de consumo das populações e do crescimento demográfico sobre a disponibilidade de recursos, os modelos de produção e as mudanças climáticas.

Sede da Coordenação da ONU em Brasília. Foto: PNUD/divulgação

Em Brasília, ONU promove debate sobre parcerias entre Mercosul e União Europeia para cumprir Acordo de Paris

Especialistas, representantes de governos e de organismos internacionais se reúnem amanhã (16) na Casa da ONU em Brasília para debater possíveis parcerias entre o MERCOSUL e a União Europeia tendo em vista o cumprimento do Acordo de Paris.

Evento aberto ao público discute como as incertezas causadas pelo Brexit e pela decisão do presidente norte-americano Donald Trump de retirar os Estados Unidos do tratado global afetam os diálogos sobre um eventual acordo de livre comércio entre Europa e América do Sul.

Ilhas Rabi, Fiji. A elevação do nível dos oceanos e as mudanças climáticas são ameaças à existência das ilhas do Pacífico. Foto: OCHA/Danielle Parry

Curso online da ONU sobre mudanças climáticas está disponível em português

O curso em português sobre mudanças climáticas é fruto de parceria entre o governo brasileiro, a UNESCO no Brasil e o UN CC: Learn, projeto que envolve mais de 35 agências das Nações Unidas.

A versão em português será lançada em evento da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, na terça-feria (15), às 15h30, no Teatro João Caetano (Rua Borges Lagoa, 650, Vila Clementino, São Paulo, SP).

Acordo latino-americano sobre justiça ambiental deve ser vinculante, defende relator da ONU

Em encontro da Comissão Econômica da ONU para a América Latina e o Caribe (CEPAL), em Buenos Aires, 24 países discutiram como avançar na elaboração de um acordo regional sobre acesso à informação, participação e justiça ambientais. Para o relator independente das Nações Unidas, John Knox, esse seria um dos mais importantes tratados sobre direitos humanos e meio ambiente dos últimos 20 anos. Mas documento precisa ser legalmente vinculante, ou corre o risco de representar um retrocesso, alertou o especialista.

Nikolaj Coster-Waldau é embaixador da Boa Vontade do PNUD. Foto: PNUD

Estrela de ‘Game of Thrones’ lança campanha de doações para programa da ONU

O ator dinamarquês Nikolaj Coster-Waldau, famoso por interpretar Jaime Lannister na série Game of Thrones, lançou nesta semana uma campanha de doações para o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), organismo dedicado a combater a pobreza e as mudanças climáticas. Julho é o mês do aniversário do artista, que afirmou à agência da ONU desejar, como presente, nada mais que “um planeta saudável”. Saiba como contribuir.

No Quênia, até 3 milhões de pessoas estão lutando para encontrar o suficiente para comer, em meio ao avanço da mais recente seca. A chuva insuficiente nos últimos dois anos teve como resultado uma colheita fraca e um gado dizimado em algumas partes do país.

Avanço da seca no Quênia ameaça 3 milhões de pessoas, alerta agência agrícola da ONU

No Quênia, até 3 milhões de pessoas estão lutando para encontrar o suficiente para comer, em meio ao avanço da mais recente seca. A chuva insuficiente nos últimos dois anos teve como resultado uma colheita fraca e um gado dizimado em algumas partes do país.

Segundo estimativas do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola das Nações Unidas, o FIDA, algumas regiões podem chegar a níveis de emergência até setembro deste ano, enquanto muitas famílias estão comendo apenas uma vez ao dia. Confira nesse vídeo.

Para a chefe da ONU, este ano possibilitará adotar tratados que ajudarão a erradicar a pobreza. Foto: Ninja Mídia

Ibope: 51% dos brasileiros acreditam que governo federal é principal responsável por cumprir objetivos da ONU

Em parceria com a ONU Brasil, o IBOPE entrevistou 2.002 indivíduos de 143 municípios para avaliar o nível de conhecimento do brasileiro sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) — um conjunto de metas adotadas em 2015 pela Assembleia Geral para erradicar a pobreza e combater as mudanças climáticas, entre outros propósitos, até 2030.

Centro cultural do BID em Washington é palco de exposição do Instituto Inhotim. Imagem: BID

Com a ONU, Inhotim inaugura exposição em Washington sobre impacto do homem na natureza

Em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Instituto Inhotim inaugurou na terça-feira (18), em Washington, uma exposição sobre o impacto das atividades humanas na natureza e os perigos das mudanças climáticas. A mostra reúne obras de arte e experiências audiovisuais inspiradas no centro de arte localizado em Minas Gerais.

Recordes de calor foram registrados em diferentes partes do mundo. Foto: Banco Mundial/Curt Carnemark

Agência da ONU registra recordes de calor em diferentes partes do mundo nos meses de maio e junho

Temperaturas extremamente altas para os meses de maio e junho bateram recordes de calor na Europa, Oriente Médio, norte da África e Estados Unidos. A informação foi divulgada pela Organização Meteorológica Mundial (OMM), que alertou também que as temperaturas médias dos oceanos e superfícies para os cinco primeiros meses de 2017 atingiram o segundo nível mais alto já registrado.

Edifícios nos arredores de Wall Street. Foto: Michael Aston/Flickr (CC)

Onze bancos internacionais unem-se à ONU para promover transparência climática

Representando mais de 7 trilhões de dólares em ativos, instituições financeiras como Itaú, Bradesco, ANZ, Barclays, Citi, National Australia Bank, Royal Bank of Canada, Santander, Standard Chartered, TD Bank Group e UBS uniram-se aos esforços da ONU Meio Ambiente no sentido de fortalecer a transparência e a avaliação de riscos e oportunidades de negócios ligados à mudança do clima.

Tal iniciativa torna as instituições financeiras mais bem preparadas para apoiar a transição financeira rumo a uma economia mais estável e sustentável, disse a ONU Meio Ambiente.

Uma menina em uma fonte de água, na época do verão. Foto: OMM

Agência da ONU lança série de vídeos com ‘previsões’ sobre impacto das mudanças climáticas

Em um ano já marcado por ondas de calor e novos registros diários de temperatura, a agência meteorológica das Nações Unidas e os âncoras de televisão que trabalham com previsão do tempo uniram forças para criar vídeos com “previsões” que exploram como as mudanças climáticas tornarão os verões futuros ainda mais quentes nas principais cidades do mundo.

Confira aqui a série promovida pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) e o ‘Climate Central’.

Rede Brasil do Pacto Global anuncia Carlo Pereira como novo secretário-executivo

A Rede Brasil do Pacto Global anunciou na segunda-feira (3) a nomeação do químico e mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) Carlo Pereira como novo secretário-executivo da organização.

Pereira tem mais de 15 anos de experiência em temas relacionados à sustentabilidade corporativa, tais como mudanças do clima, energia renovável e investimento social privado, com passagem por diversas empresas brasileiras.

Homem mostra ouriço de castanha-do-brasil na Floresta do Vale, reserva legal comunitária do assentamento Vale do Amanhecer, em Juruena (MT). Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

ONU: precisamos de soluções baseadas na floresta para melhorar a vida das pessoas

Atualmente, as florestas cobrem 30% da área terrestre do planeta, ou quase 4 bilhões de hectares. As florestas geridas de forma sustentável são ecossistemas saudáveis, produtivos, resilientes e renováveis, que fornecem bens vitais e serviços a pessoas em todo o mundo. Estima-se que 25% da população mundial – 1,6 bilhão de pessoas – depende das florestas para sua subsistência. A ONU lançou em 2017 um plano estratégico para as florestas e para as pessoas; saiba mais nesse vídeo.

Isabel Marquez (ACNUR) mediou a conversa com os especialistas Charles Gomes (Cátedra Sérgio Vieira de Mello na Fundação Casa de Rui Barbosa), Bernardo Laferté (CONARE - Comitê Nacional para Refugiados) e Serge Makanzu Kilala (orientador de público do Museu do Amanhã). Foto: Diogo Felix/ACNUR/Cáritas Arquidiocesana do Rio de Janeiro

Mudanças climáticas devem intensificar deslocamentos forçados, dizem especialistas

As mudanças globais do clima são uma ameaça à segurança humana e comprometem a cultura e identidade de populações inteiras. O alerta foi feito por especialistas que discutiram nesta semana os deslocamentos causados por questões climáticas durante o seminário ‘Vozes do Refúgio’, no Museu do Amanhã, no Rio, para marcar o Dia Mundial do Refugiado (20).

Durante o encontro, os participantes pediram comprometimento com os acordos climáticos e a criação de políticas de proteção para populações em maior situação de vulnerabilidade. O evento e a exposição são uma parceria do Museu com o ACNUR (Agência da ONU para Refugiados) e a Agence France-Presse (AFP).

Mulheres carregando símbolos religiosos em imagem que faz parte da mostra 'Vidas Deslocadas', em exibição a partir do dia 21 de junho no Museu do Amanhã. Foto: AFP/Philippe Lopez

Seminário e exposição fotográfica marcam Dia Mundial do Refugiado no Museu do Amanhã

Como parte das celebrações do Dia Mundial do Refugiado, lembrado em 20 de junho, o Museu do Amanhã realiza nesta semana, em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a Agence France-Presse (AFP), um seminário na terça-feira um seminário sobre deslocamento forçado causado pelas mudanças climáticas. No dia seguinte (21), tem início uma mostra fotográfica sobre o mesmo tema.

Desde 2008, uma média de 25 milhões de pessoas foram forçadas a se deslocar, a cada ano, por causa de intempéries como inundações, tempestades, incêndios florestais e temperaturas extremas.

Grãos de soja. Foto: Jonas Oliveira/ANPr

ONU Meio Ambiente, SEBRAE e EMBRAPA lançam edital para cadeia produtiva de grãos

Em iniciativa inédita, startups e empreendedores de todo o país poderão participar de edital para projetos de inovação e sustentabilidade na cadeia produtiva de grãos, fruto de parceria entre ONU Meio Ambiente, SEBRAE e EMBRAPA.

O lançamento do edital, que selecionará ideias inovadoras e sustentáveis para o setor, ocorrerá nesta sexta-feira (16), às 17h30, no estande do SEBRAE na “open area” (área de acesso gratuito) da Campus Party Brasília.

Erik Solheim, diretor-executivo da ONU Meio Ambiente. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Chefe de agência da ONU recomenda revisão de Medidas Provisórias sobre unidades de conservação

Em visita ao Brasil, o diretor-executivo da ONU Meio Ambiente, Erik Solheim, recomendou ao presidente Michel Temer na segunda-feira (12) que altere ou vete o texto das Medidas Provisórias 756 e 758, ambas de 2016. Propostas foram ratificadas em maio de 2017 pelo Senado. Caso sancionadas pelo Executivo, reformas alterarão os limites da Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará, e de outras unidades de conservação. Solheim falou sobre encontro com o chefe do Estado brasileiro em evento no Rio de Janeiro nesta terça-feira (13).

Segundo a FAO, melhores práticas agrícolas para enfrentar o risco de desastres e mitigar as suas consequências podem aumentar os benefícios econômicos de agricultores, pecuaristas e pescadores. Foto: PNUD/GEF

FAO: agricultura de países em desenvolvimento sentiu 23% dos danos causados por desastres

Novos números divulgados pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) indicaram que 23% de todos os danos e prejuízos causados por desastres de média e grande escala no mundo foram registrados na agricultura de países em desenvolvimento no período de 2006 a 2016.

No caso da seca, a agricultura respondeu por até 80% dos danos no mesmo período, uma indicação do severo impacto dos desastres naturais no setor agrícola e na segurança alimentar.

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (9), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Cristo Redentor recebe projeção da ONU para Semana do Meio Ambiente e Virada Sustentável do Rio

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, lembrada de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (8), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Crianças que visitarem o AquaRio poderão aprender sobre preservação da vida marinha. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Contradição entre economia e saúde dos oceanos é ‘artificial’, diz chefe da ONU

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu durante a Conferência sobre os Oceanos, realizada nessa semana na sede da ONU, uma ação global para enfrentar os atuais desafios que envolvem a saúde dos oceanos, incluindo a poluição e o uso insustentável dos recursos marinhos.

A ONU também marca nesta quinta-feira (8) o Dia Mundial dos Oceanos. “Estamos aqui para virar a maré. Nós criamos esses problemas. Com uma ação global decisiva e coordenada, podemos resolvê-los”, disse Guterres.

Representantes da ONU debateram novos e antigos desafios que países precisam enfrentar para promover o desenvolvimento sustentável. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

No Rio, representantes da ONU alertam para mudanças climáticas e pedem compromisso com sustentabilidade

‘O nosso problema está na área de desmatamento.’ O diagnóstico é da representante da ONU Meio Ambiente no Brasil, Denise Hamú, que chamou a atenção na terça-feira (6) para os desafios que o país tem de enfrentar para combater as mudanças climáticas. Em simpósio realizado no Museu do Amanhã, a dirigente e outros especialistas das Nações Unidas defenderam políticas econômicas, ambientais e urbanas mais sustentáveis.

Agência da ONU firma parceria com Virada Sustentável para promoção dos objetivos globais

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Instituto Virada Sustentável fecharam parceria com o objetivo de promover ações integradas no âmbito local para fortalecer a implementação da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A primeira ação será a projeção dos ícones dos ODS no Cristo Redentor, nesta quarta-feira (8), no Rio de Janeiro. A ação dará início à Virada Sustentável na cidade. Entre 9 e 11 de junho, iniciativas em diferentes pontos da capital fluminense discutirão ações locais de promoção da sustentabilidade.